Letras-Francês: O curso, a profissão, e o mercado de trabalho

Mais de 200 milhões de pessoas falam francês e o profissional formado no curso de graduação em Letras-Francês se torna apto a traduzir e a ensinar a língua. Veja abaixo o que é o curso, a profissão, e o mercado de trabalho.

O profissional em Letras-Francês não apenas adquire conhecimentos na língua francesa e suas literaturas, mas também na língua portuguesa e até em línguas clássicas, como grego e latim. Os seus objetivos são ensinar o português, o francês, suas literaturas e estudar constantemente para se manter atualizado na fluência dos idiomas.

O profissional em Letras com habilitação em francês deve ter um interesse contínuo em idiomas, novas culturas e literatura e saber relacionar diferentes povos e suas línguas. A área também demanda boas técnicas de ensino para transmitir conhecimento para os mais diferentes tipos de público. Então, a paixão de ensinar deve fazer parte do perfil do profissional licenciado. Já o bacharel deve ter um grande interesse em culturas, literatura e tradução, além de noções de linguística.

letras-frances

O curso de graduação em Letras-Francês

O curso de graduação em Letras-Francês dura cerca de quatro anos e pode ser feito em bacharelado ou licenciatura. O primeiro forma estudiosos na língua francesa e portuguesa. Já o segundo prepara os futuros professores. Geralmente, o curso de graduação em licenciatura permite o estudo do francês combinado com o português. Já o bacharelado tem ênfase em estudos literários, linguísticos e de tradução no idioma francês.

Algumas das disciplinas do curso de Letras-Francês são comuns para a maioria das duas habilitações. Disciplinas como literatura brasileira, literatura portuguesa, língua portuguesa, teoria literária e linguística fazem parte da grade da maioria das universidades. Além dessas disciplinas comumente universais, a graduação em Letras-Francês também traz disciplinas focadas no ensino do francês e da cultura francesa. No caso do bacharelado, existem disciplinas focadas em métodos de revisão e tradução de textos.

Disciplinas de pesquisa sobre a evolução dos idiomas, seus usos no dia a dia, produção de texto, tradução e análise literária ocupam grande parte da carga horária da graduação. O objetivo do curso é formar profissionais competentes para lidar de maneira crítica com a linguagem em suas formas oral, escrita e verbal. Independente da habilitação, o curso visa criar um profissional com domínio total da língua em termos de estrutura e manifestações culturais.

Confira um vídeo produzido pelo Departamento de Letras Estrangeiras Modernas da Universidade Estadual de Londrina sobre a graduação em Letras-Francês:

5 cursos de Letras-Francês com conceito 5 no Enade

O conceito do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) leva em conta uma série de critérios, como: o desempenho dos estudantes do curso em uma prova realizada anualmente, o corpo docente, a infraestrutura, os recursos didático-pedagógicos, além dos programas de pós-graduação. Todos são sintetizados em um único indicador, que varia de 1 a 5. Os cursos com nota acima de 3 são considerados satisfatórios pelo Ministério da Educação.

* Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)

* Universidade Federal do Paraná (UFPR)

* Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

* Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

* Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Quer conhecer outros cursos de Letras-Francês com conceito 5 ou checar o conceito de cursos de outras instituições do país? Acesse e faça a busca por estado no mapa ou a busca textual pelo nome da instituição, pelo nome do curso, conceito no Enade e muitos outros critérios!

O mercado de trabalho 

O curso de Letras-Francês abre o mercado de trabalho para professor, pesquisador, tradutor, revisor de textos, crítico literário etc. A demanda de professores no país é sempre alta, pois a conhecida baixa remuneração afasta a maioria dos possíveis profissionais. O salário de um professor de francês varia de acordo com sua carga horária e a escola. Escolas de ensino fundamental e médio costumam ter salário menor do que escolas de idiomas ou ensino particular. O piso salarial, segundo o MEC, é de R$ 1.567,00, mas mestrado, doutorado e especialização costumam elevar esse valor.

Em empresas, o profissional pode trabalhar na área de assessoria linguística, tradução ou revisão de textos e documentos. Em escolas, pode trabalhar no ensino do francês e até de português, dependendo do curso de graduação. Outro mercado em crescimento para o recém-formado é o de produção ou tradução de textos acadêmicos e técnicos ou tradução para legendas de softwares, filmes e séries de televisão.

Outra possibilidade de carreira está no trabalho de tradutor juramentado, que consiste, basicamente, em traduzir documentos oficiais para que tenham validade legal dentro e fora do país de origem. Essa função tem como principal atrativo a remuneração, já que o tradutor pode cobrar até R$100 por lauda, valor que varia de acordo com a complexidade do texto. Para ser um tradutor juramentado, é preciso ser brasileiro residente no país e ser aprovado em concurso público promovido pela Junta Comercial de cada estado.

O perfil do profissional após a formação

O profissional deve, acima de tudo, gostar de ler, ter boa capacidade de redação e análise, assim como traduzir ou editar textos. Criatividade, domínio verbal e gramatical também são chaves para ser um bom profissional nessa área. A dedicação ao aprendizado do idioma francês deve ser constante na vida do recém-formado para que ele se mantenha sempre atualizado sobre o assunto.

O estudo deve ser constante e sempre voltado ao caminho que o recém-formado decidiu seguir. No início da carreira, os mais comuns são as aulas de português ou francês em escolas públicas ou privadas e serviços de tradução e revisão de português para francês ou francês para português em empresas.

Com a evolução, o profissional pode ocupar cargos de gerência ou coordenação de cursos. Bonne chance!

E aí, está preparado para iniciar o curso de Letras-Francês? Se esse ainda não é o seu curso, clique aqui eacesse o nosso Guia de Profissões.

Natália Marinho é formada em Comunicação Social – Jornalismo. Trabalha com produção de conteúdo, revisão e manutenção de redes sociais. Já trabalhou para empresas como Submarino Viagens, Americanas, Compara Online, Beleza na Web e Yahoo!