Moral: caráter histórico-social e liberdade do sujeito moral – Filosofia Enem

O que é moral? As nossas regras morais de hoje foram as mesmas que nossos antepassados seguiram? Como surgiu a moral? Quer saber as respostas dessas perguntas? Então continue lendo e fique por dentro deste conteúdo para o Enem!

Vamos começar conceituando o que é moral? Tendo este conceito definido iremos analisar seu caráter histórico-social e, por fim, conceituarmos a questão da liberdade no sujeito moral.

moral filosofia

Moral é o conjunto de regras que determinam o comportamento do individuo dentro da sociedade, sendo que essas regras são adquiridas através da cultura, da educação, da tradição e do próprio cotidiano.

Como as sociedades humanas são históricas, mutáveis, também a moral muda de acordo com as mudanças da sociedade, por isso temos descrição diferentes de moral em cada época, como por exemplo, moral na sociedade antiga, moral feudal, moral medieval, moral moderna e, ainda podemos falar, que há uma diversidade de moral hoje por também há uma diversidade de sociedades.

Dica 1: Conheça a teoria de Piaget sobre a moral:

A teoria de Piaget: ninguém nasce moral – Filosofia Enem

imoral moralConseguiu entender o que é moral? Então vamos fazer uma analise da etimologia da palavra moral que vai ajudar entender melhor a compressão deste conceito. A origem da palavra moral é latina morales, que significa costume, hábito, seu significado, portanto, é relativo aos costumes.

Vamos passar para o nosso segundo objetivo? Historicamente a moral surge com a passagem da forma de vida natural para um convívio social, a partir dessa ralação mais próxima com o outro surgiu à necessidade de criar regras para mediar as relações.

Para o antropólogo francês Lévi-Strauss, analisando os povos primitivos, mostra como a passagem do reino animal ao reino humano, ou seja, a passagem da natureza à cultura ou a sociedade civil é produzida pela instauração da lei, por meio da proibição do incesto. Estabeleceu-se, portanto, as relações de parentesco e de alianças sobre os quais se constrói o mundo humano e, o homem, a fim de garantir sua sobrevivência submete a natureza por meio do trabalho coletivo garantido pela concordância moral.

Segundo Adolfo Sanchez Vazquez houve, contudo, ao longo da história três formas de fundamentação a-histórica da moral, que o autor considera falsas:

• A primeira e mais difundida coloca Deus como origem e fundamento da moral, considera que as normas morais foram legadas por Deus, consequentemente, não estariam à mercê das mudanças históricas.

• A segunda considera que a natureza é a origem e fonte da moral. As qualidades morais seriam instintivas, sendo comum aos humanos e animais.

• A última afirma que o homem é a origem e o fundamento da moral. Homem entendido como uma essência universal, eterna e imutável, presente em cada ser humano.

Analisando o caráter histórico- social, Nietsche fez um estudo da etimologia, e fazendo um resgate histórico do conceito de bom e mau o fez perceber que estes conceitos estão com uma interpretação ligada às classes dominantes da época. Nietzsche concluiu que as concepções morais são elaboradas pelos homens, a partir dos seus interesses, isto é, são produtos histórico-culturais.

Dica 2: Conheça um pouco da pensamento de Nietsche sobre a moral:

A genealogia de Nietzsche – Filosofia Enem

E ainda segundo Vazquez com o aparecimento da classe dos escravos marca o aparecimento de duas morais: a dos proprietários e senhores de escravos, livres da necessidade de trabalhar e a dos escravos, imposta a eles pelos primeiros.

Sanchez Vazquez afirma que a moral dos senhores não era somente a moral efetiva, mas que, pela fundamentação filosófica, legitimava a sociedade de classes argumentando que os escravos eram tais por natureza, considerando-os propriedade dos senhores. Os escravos, por sua vez, introjetando a moral que lhes era imposta, tinham poucas condições de recobrarem a sua consciência, o que garantia a estabilidade social.

E, por fim, o ato moral provoca efeitos não só em si mesmo, mas também em todas as pessoas envolvidas, portanto, para ser moral, o ato deve ser livre, consciente, intencional e também solidário. E também a responsabilidade, pessoal responsável é a pessoa que assume seu ato e paga pelo erro cometido, ou seja, responde as conseqüências obtidas nele.

• Desejo: O desejo não tem opção de escolha, é uma fora exigente de realização

• Vontade: Vontade consiste em poder refletir sobre isso e pensando se isso reflete em sua moral.

Resumo

A moral é fruto de seu tempo e da sua época, compõem-se, portanto, de regras que determinam o comportamento do individuo dentro da sociedade.
Acesse esse link e saiba mais sobre moral e a diferença para Ética: https://www.youtube.com/watch?v=jpBj7RUxSEU

Referências

http://www.projeto.unisinos.br/humanismo/etica/Historiavazquez.pdf Acessado em 14 de março de 2017.
http://filosofiaebrasil.blogspot.com.br/p/filosofia-etica-estudos-da-moral.html Acessado em 14 de março de 2017.

Chegou a sua vez. Resolva essas questões de vestibulares e prepare-se para o Enem!

1. (ENEM 2011) O brasileiro tem noção clara dos comportamentos éticos e morais adequados, mas vive sob o espectro da corrupção, revela pesquisa. Se o país fosse resultado dos padrões morais que as pessoas dizem aprovar, pareceria mais com a Escandinávia do que com Bruzundanga (corrompida nação fictícia de Lima Barreto).

O distanciamento entre “reconhecer” e “cumprir” efetivamente o que é moral constitui uma ambiguidade inerente ao humano, porque as normas morais são

a) decorrentes da vontade divina e, por esse motivo, utópicas.
b) parâmetros idealizados, cujo cumprimento é destituído de obrigação.
c) amplas e vão além da capacidade de o indivíduo conseguir cumpri-las integralmente.
d) criadas pelo homem, que concede a si mesmo a lei à qual deve se submeter
e) cumpridas por aqueles que se dedicam inteiramente a observar as normas jurídicas.

2. Indique as alternativas corretas (C) e incorretas (I):

( ) A palavra moralidade vem do latim “mos” ou “moris” e significa “costumes”.
( ) As palavras “ética” e “moralidade” são sinônimas e correspondem à mesma ideia.
( ) As normas morais não variam a depender da cultura e do período histórico.
( ) A palavra “ética” vem do grego éthikos e significa modos de ser.

3. “As normas morais variam a depender da cultura e do período histórico. Também podem ser questionadas e destituídas”. Isso significa que:

a) Nós não podemos pensar sobre as normas morais que são impostas;
b) Nós temos que concordar com as normas morais porque são as normas da nossa cultura;
c) A moral é um conjunto de valores pelos quais as pessoas guiam seus comportamentos e, por isso, está sujeita a mudanças a depender do país e do momento histórico em que as pessoas estão inseridas.
d) Não agimos de forma “moral” se obedecermos às regras que a sociedade estabelece.

4. (ENEM)

exercício moral
Ao ler esta tirinha, é possível afirmar que no dia a dia:

a) Bandidos e médicos possuem o mesmo código de ética.
b) Só na periferia a ética e a moral são desrespeitados.
c) A imoralidade e a falta de ética podem estar presentes, independente da classe social.
d) Não há nesta tirinha nenhuma conexão com ética e moral.

5. (ENEM )

A definição de moral e ética é muito discutida atualmente. Como você define cada uma delas? Entre as alternativas de definição e diferenciação entre os dois conceitos, eu tenho empregado estas: moral é o conjunto de deveres derivados da necessidade de respeitar as pessoas, nos seus direitos e na sua dignidade. Logo, […] a pergunta que a resume é: “Como devo agir?”. Ética é a reflexão sobre a felicidade e sua busca, a procura de viver uma vida significativa, uma “boa vida”. Assim definida, a pergunta que a resume é: “Que vida quero viver?”. É importante atentar para o fato de essa pergunta implicar outra: “Quem eu quero ser?”. Do ponto de vista psicológico, moral e ética, assim definidas, são complementares.”

Entrevista com o Profº. e psicólogo da USP Yves de La Taille, psicólogo especializado em desenvolvimento moral. Disponível em: aprendebrasil.com.br (com adaptações).

Conforme a leitura do texto acima e o conteúdo sobre moral e ética estudado na Apostilas 2, é correto afirmar:

a) Quando tomamos decisões devemos refletir sobre nossas atitudes, portanto, fazemos escolhas morais.
b) Se ética é uma reflexão sobre a felicidade, então é correto afirmar que ética é uma disciplina filosófica que estuda as diversas morais.
c) Ética e moral são os termos que a filosofia utiliza para se referir ao modo como as pessoas deveriam agir.
d) A distinção entre a definição de ética e moral é problemática já que não há consenso sobre o tema.

Respostas:

1: d; 2: C, I, I, C; 3: C; 4: C; 5: A

Post escrito por Gilson Luiz Corrêa. Gilson é bacharel em Filosofia pela UNISUL, possui Licenciatura em Filosofia pela UFSC e em Psicopedagogia pela FMP. É professor do Colégio Catarinense. Facebook: https://www.facebook.com/gilsonluiz.correa