Movimentos Migratórios: Imigrantes x Emigrantes – Geografia Enem

A história da humanidade está marcada por uma sequência de movimentos migratórios. Os primeiros Homo Sapiens sugiram na África, e foram ocupando o planeta de migração em migração. Veja a diferença entre Imigrante e Emigrante para o Enem e os vestibulares.

Salve, tudo certo para encarar o Enem e os Vestibulares? Vamos a um tema bastante pertinente dentro dos Exames: os movimentos migratórios. Com toda a certeza, você já ouviu falar de Migração. Estão aí os Imigrantes e os Emigrantes. E, talvez, até sua família já tenha praticado algum destes movimentos. Bora lá!

Conceitualmente, Migração é o ato de deslocamento feito pela população, podendo ser uma troca de país, estado, município e até mesmo, de residência. Estes Movimentos Migratórios sempre ocorreram, desde o início da humanidade. geoAs pessoas se mudam. Elas vão, elas vêm. Tudo isto é Migração. Quando elas ‘vão’, são Emigrantes. Quando elas ‘chegam’, elas são Imigrantes.  Todos são Migrantes dentro dos movimentos migratórios.

Para entender melhor os movimentos migratórios, alguns conceitos devem ser apreendidos, como a diferença entre imigrante e emigrante. Veja agora de outra forma, para não esquecer:

  • Imigrante – ele está chegando (entrando) em um determinado local para ali viver.
  • Emigrante – ele está deixando (saindo) de um lugar que ele residia para morar em outro local.

Cabe ressaltar alguns pontos, como: todo migrante é um imigrante e um emigrante. Sempre depende da referência utilizada, entendeu? Por exemplo, Eu estou morando no Brasil e me mudo para a Itália. Para os brasileiros, eu serei um emigrante. Para os italianos, eu serei um imigrante, ok? Outra coisa, a pessoa que promove esse deslocamento é um migranteVeja na imagem uma fotografia histórica, do navio Kasato Maro, do Japão, que no ano de 1908 trouxe o primeiro grupo de Imigrantes japoneses para o Brasil. Na chegada aqui, eles eram Imigrantes.   Na partida, lá no Japão, eles eram Emigrantes. Entendeu a dinâmica dos Movimentos Migratórios?

A Seca e os Migrantes Nordestinos – Quer outro exemplo clássico, desta vez no Brasil? A nossa literatura tem no romance ‘O Quinze’, de Rachel de Queroz, que retrata a grande seca na região Nordeste, em 1915. Uma das consequências foi um forte movimento migratório, com moradores da região que buscaram as regiões Norte e Sudeste do país em busca de melhores condições. Veja na imagem acima a homenagem do Google à escritora.

Então, dentro deste contexto, um habitante nordestino que ‘migrou’ para São Paulo, por exemplo, era um Emigrante (na Região Nordeste); e um Imigrante (na Região Sudeste). A própria Rachel de Queiroz foi uma migrante que fugiu da seca no Ceará e foi morar no Rio de Janeiro naquela época.

As causas da Migração

Agora, o que faz uma pessoa migrar? Ixi! São vários os fatores, ou seja, os motivos que a levam as pessoas a se mudarem. Por exemplo:

  • Melhores condições de vida;
  • Perseguições (políticas, religiosas ou raciais);
  • Emprego;
  • Estudo;
  • Saúde;
  • Crise econômica;
  • Acidentes (Chernobil)
  • Desastres Ambientais.
  • Entre outros.

Nos fluxos internacionais, na maioria das vezes, a procura é por países mais ricos, por isso, a Europa acaba sendo hoje uma grande área atrativa para populações da África, por exemplo.

As migrações podem ser:

  • Pendulares – ocorrem diariamente, geralmente, de uma cidade para outra.
  • Temporárias – é quando há um prazo de retorno.
  • Indeterminadas – quando não há prazo para sair do novo local.

Alguns outros pontos chamam a atenção também, como no caso do êxodo rural, quando as pessoas saem do campo em direção à cidade. Os motivos são vários, mas os mais comuns são os problemas com estiagens ou enchentes, mecanização, falta de recursos para mais investimentos e os bancos tomando a propriedade por falta de pagamento de empréstimos.

Um grande problema social que ocorre, também, é a questão do preconceito com relação aos imigrantes, a chamada XENOFOBIA. Esse é um assunto muito sério e delicado. Em vários países, a situação é tão drástica, que leva a morte. Hoje no Brasil, os haitianos vem sofrendo muito por conta de sua origem, mas é algo que tem que ser mudado e punido rigorosamente o praticante de tal ato.

Então, tudo compreendido? Ficou com alguma dúvida? Dá uma olhadinha nas videoaulas a seguir e depois responda as questões, ok? Bons estudos!

Aulas Gratuitas sobre Movimentos Migratórios

 

Aula 2

Exercícios

1 – “O número de imigrantes que vivem nos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) aumentou em um terço na última década, apesar da recente queda dos fluxos migratórios provocada pela crise econômica iniciada em 2008, afirma um relatório publicado pela entidade nesta segunda-feira.

Segundo a OCDE, que reúne 34 países, a maioria deles ricos, cerca de 110 milhões de imigrantes viviam nos países-membros da organização em 2009/2010, o equivalente a 9% da população total”.

BBC Brasil, 03 dez. 2012.

Em busca de melhores condições de vida, muitos imigrantes saem de países pobres em direção aos territórios de economias desenvolvidas. Essa procura intensifica-se porque nos países desenvolvidos:

a) há uma política de controle e recepção dos grupos imigrantes.

b) são registrados baixos índices de xenofobia (aversão a estrangeiros).

c) a burocracia facilita a regularização de imigrantes, mesmo que ilegais.

d) existem políticas de incentivos aos deslocamentos sazonais.

e) há uma elevada necessidade de mão de obra barata e de baixo custo.

2 – Um dos principais tipos de migrações internacionais existentes é a chamada “fuga de cérebros”, que consiste:

a) na perda de trabalhadores com baixa qualificação técnica para países estrangeiros, geralmente mais desenvolvidos.

b) na migração sazonal de pesquisadores universitários e estudantes, como em intercâmbios e cursos de capacitação.

c) na adoção de políticas internacionais para facilitar o deslocamento dos profissionais de alta capacidade e boa formação escolar.

d) no deslocamento em massa de profissionais especializados e de grande conhecimento para outros países.

e) no tráfico internacional de órgãos e pessoas, responsável pela morte de muitos imigrantes, geralmente ilegais.

3 – (UFG-GO/2010) Um dos principais traços da dinâmica demográfica mundial é a migração internacional, que recria conflitos espaciais de diferentes ordens. Esse tipo de migração é explicado

a) pela incorporação de valores ocidentais no Oriente e de valores orientais no Ocidente, diminuindo as fronteiras simbólicas.

b) pela facilidade do fluxo de trabalhadores condicionados pelos novos meios de comunicação e transportes.

c) pela aprendizagem de idiomas dos países ricos como forma de incorporação às novas demandas da indústria.

d) pelo livre acesso dos indivíduos no interior dos países signatários de acordos de livre comércio e cooperação.

e) pelo aumento global do desemprego, que gera miséria nas nações de baixo índice de desenvolvimento humano.

GABARITO

1 – E

2 – D

3 – E

Os textos e exemplos acima foram produzidos pelo professor Leandro, formado em Geografa pela Udesc. Leandro é professor de Geografia em escolas da Rede Particular de Ensino da Grande Florianópolis.