Núcleo Celular – Revisão Biologia Enem e vestibulares. Veja!

Veja o que é e tudo o que está relacionado com o Núcleo Celular. Confira Nucléolo e Cromatina; os Genes, os Cromossomos, a Divisão Celular, a Cariolinfa e fique em dia para enfrentar as questões de Biologia no Enem com esta aula de revisão sobre o Núcleo Celular

O que é o Núcleo Celular:

O Núcleo Celular é responsável por abrigar os genes, responsáveis por codificar a síntese de proteínas. Durante a divisão celular, são essas informações genéticas (os genes) contidas no núcleo que passaram da célula mãe para células filhas.Núcleo CelularO Núcleo Celular é a estrutura celular responsável por todo seu funcionamento, controlando a atividade celular.

A forma do núcleo geralmente acompanha a forma da célula, célula esférica apresenta núcleo esférico, células alongadas apresentam núcleo alongado.Biologia Enem

Dica 1 – Relembre tudo sobre Mitocôndria e respiração celular em mais esta aula de revisão para a prova de Biologia Enem – https://blogdoenem.com.br/mitocondria-e-respiracao-celular-revisao-de-biologia-enem/

A importância do núcleo celular foi comprovada com a experiência realizada por Balbiani. Uma ameba foi cortada de forma que um pedaço ficou com o núcleo, e o outro sem ele.

Biologia EnemComo resultado, a parte sem núcleo celular morreu, enquanto a parte com núcleo regenerou-se. Essa experiência chamada merotomia, comprova o controle que o núcleo tem sobre o funcionamento da célula.

Em indivíduos procariotos, como os Monera, o núcleo apresenta-se desorganizado, disperso no citoplasma, em função da ausência da carioteca (membrana que envolve o núcleo). Por outro lado, em eucariotos, como Protistas, Fungos, Plantas e Animais, o núcleo está organizado e isolado do citoplasma por uma membrana chamada carioteca.

  • A Quantidade pode ser variável dependendo do tipo de célula e da espécie:
  • Anucleadas – sem núcleo. Exemplo: hemácias adultas humanas.
  • Mononucleadas – com um único núcleo. Exemplo: leucócitos (neutrófilo), neurônios, amebas.
  • Plurinucleadas – muitos núcleos. Exemplo: músculo esquelético, alguns fungos e protozoários. Presente em células com muita quantidade de citoplasma.

A estrutura do Núcleo Celular não é constante, ela varia de acordo com o ciclo celular.

image005.jpgimage006.jpgimage004.jpg

O Ciclo celular

O Ciclo Celular é a representação da vida de uma célula, que pode ser dividido em dois momentos: intérfase e divisão celular.Biologia Enem

Dica 2 – Você está preparado para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio? Estude tudo sobre o processo de fotossíntese nesta aula de Biologia Enem – https://blogdoenem.com.br/plastos-e-fotossintese-biologia-enem/

A Intérfase

  • É o período de vida de uma célula onde ela realiza todas as suas funções como defesa, produção de hormônios, armazenamento.
  • É o período mais longo do ciclo celular.
  • É dividido em três fases: G1, S, G2.
  • – G1 – fase após a divisão celular e de preparação para a duplicação do DNA.
  • – S – fase em que ocorre a síntese de DNA (replicação), de modo que o DNA torna-se duplicado.
  • – G2 – fase em que o DNA já está duplicado e a célula prepara-se para entrar em divisão celular.

A Divisão celular

  • É o período em que a célula multiplica-se, aumentando em número.
  • Existem dois tipos de divisões celulares possíveis: mitose e meiose.

O Núcleo interfásico

  • É o núcleo característico da célula em período de intérfase.
  • Carioteca (membrana nuclear)
  • – membranas que envolve o núcleo presente nos eucariontes.
  • – camada dupla de constituição lipoproteica.
  • – protege o material genético de agentes oxidantes e degradantes.
  • – apresenta muitos poros (anulli), por onde transitam substâncias (RNA, proteínas) entre o núcleo e o citoplasma.
  • – não tem capacidade de regeneração, se lesada a célula morre.

Biologia Enem

A Cariolinfa (carioplasma ou nucleoplasma)

  • – parte líquida do núcleo.
  • – solução homogênea de água e compostos diluídos como proteínas, sais.

O Nucléolo

  • – região mais condensada do núcleo.
  • – formada de RNA ribossômico, proteína (histonas) e muito pouco DNA.
  • – forma os ribossomos que fazem a síntese proteica no citoplasma.

 A Cromatina

  • – conjuntos de filamentos compostos de DNA associados à proteínas (histonas) e muito pouco RNA.
  • – um único filamentos chama-se cromonema. Cada cromonema, quando espiraliza-se, forma um cromossomo. O cromossomo é formado durante a divisão celular.
  • – a cromatina é formada por duas regiões: heterocromatina e eucromatina.
  • Heterocromatina – região mais condensada, onde os genes estão inativos.
Dica 3 – Pronto para a prova de Biologia Enem? Revise Organelas nesta aula sobre Lisossomo, Vacúolos e Centríolos – https://blogdoenem.com.br/organelas-lisossomo-vacuolos-e-centriolos-biologia-enem/

A Eucromatina

  • A Eucromatina é a região não condensada, formada por genes geneticamente ativos. Os RNA mensageiros, são produzidos a partir dessas regiões.

 Embora todas as células apresentem a mesma informação genética, as células que compõem o indivíduo apresentam funções, formas e atividades diferentes, Isso ocorre por um processo de diferenciação celular, em que alguns genes são ativados e outros desativados, dependendo do tipo de célula.Biologia Enem

 

Os Cromossomos

É o DNA espiralizado e individualizado. Essa espiralização ocorre com o auxílio de proteínas octaméricas chamadas histonas, de modo que a condensação ocorra de maneira organizada.Biologia Enem

Essas estruturas são formadas no período de divisão celular, facilitando a movimentação do material genético através da célula.

 

A EstruturaBiologia Enem

Centrômero (constrição primária)

– região de estrangulamento que une os dois braço do cromossomo.

 

Constrição secundária

– forma uma região chamada zona satélite (ou SAT), ou região organizadora de nucléolo. Sintetiza muito RNA ribossômico, e forma o nucléolo.

As Cromátides

– a forma comum de observar o cromossomo é na forma de um “X”. Cada perna é uma cromátide.

– em um cromossomo em “X” existe uma cromátide, porém duplicada. Então uma cromátide é unida à outra pelo centrômero, sendo cromátides idênticas, ou cromátides irmãs.Biologia Enem

O número cromossômico varia dependendo da espécie, mas, constante dentro dos indivíduos da mesma espécie.

Não existe relação entre o número de cromossomos com a complexidade do organismo.

Os Tipos de Cromossomos

Pelo número de cromátides:  Cromossomos Simples 

Uma cromátide irmã apenas. Normalmente formados após a separação das cromátides irmãs, na divisão celular.

 Cromossomos Duplos – Possuem as cromátides irmãs unidas pelo centrômero, onde uma é cópia da outra. A cópia da cromátide é realizada na fase S da intérfase, porém de cromatina, que se espiraliza na divisão , formando cromátide.

 

Classificação dos Cromossomos pela forma ou posição do centrômero:

  • Metacêntrico (A)
  • Cromossomo apresenta dois braço de tamanhos iguais
  • Centrômero posicionado no meio do cromossomo.

Submetacêntrico (B)

  • Cromossomo com braços de tamanhos levemente distintos.
  • Centrômero pouco deslocado do centro.

Acrocêntrico (C)

  • Cromossomos com tamanhos de braço bem diferenciados.
  • Centrômero próximo do fim do cromossomo.

Telocêntrico (D)

  • Cromossomo com apenas um braço.
  • Centrômero no fim do cromossomo.
  • Não é encontrado em humanos.

Biologia Enem

 

Os Cromossomos homólogos

  • São cromossomos que possuem similaridades entre si.
  • Apresentam a mesma: forma (posição do centrômero), tamanho e sequencia de genes.
  • São encontrados aos pares apenas em células diploides (2n).
  • Na espécie humana existem 46 cromossomos, no entanto são 23 pares cromossômicos.

Biologia Enem

Cromossomos politênicos

Presentes em glândulas salivares de moscas e mosquitos.

Apresentam regiões onde ocorre a multiplicação de cromonemas, formando puffs. Proporciona a amplificação gênica, onde as atividades dos genes são potencializadas. Por exemplo, no caso da produção de saliva da mosca Drosophilamelanogaster.

image015.jpg
Biologia Enem

Cromossomos plumosos (ou plumados)

Encontrados em ovócitos de anfíbios, répteis, aves.

Permite a grande produção de RNA, que fica armazenado na célula (óvulo). Será, posteriormente utilizada durante o desenvolvimento embrionário.

image017.jpg
image018.jpg

Bandeamento

Técnica de marcação de genes determinamos em cromossomos, formando bandas.

É utilizada para testes de paternidade, além de acompanhamento de mutações.

Biologia Enem

Cariótipo

Conjunto cromossômico que caracteriza uma espécie.

Observa-se a forma, o tamanho e o número de cromossomos.

Permite analisar anomalias cromossômicas.

Na espécie humana existem 7 grupos cromossômicos (de A à G) mais o par sexual (XX ou XY).

Biologia Enem

Genoma

É o conjunto cromossômico haploide de uma espécie.

No caso da espécie humana, 23 cromossomos.

Saiba mais sobre Núcleo Celular nesta aula do canal Megaaluno, disponível no Youtube. Após assistir, revise o que você aprendeu respondendo aos nossos desafios!

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=OLI2W7UXicA]

Desafios

Questão 1

(PUC-PR) A ilustração procura representar experimentos realizados em amebas e que demonstram a importância do núcleo no controle das atividades celulares.

image021.jpg

Analise as afirmativas.

I. Uma ameba, com núcleo transplantado é incapaz de se dividir.

II. O transplante do núcleo para o fragmento de uma ameba anucleada regenera as funções vitais da ameba.

III. A porção nucleada da ameba cresce e vive normalmente.

IV. A porção nucleada da ameba é capaz de se dividir normalmente.

V. A porção anucleada de uma ameba seccionada degenera.

 Estão corretas:

a) I, II, III, IV e V.

b) Apenas I, II, III e IV.

c) Apenas I, II, III e V.

d) Apenas II, III, IV e V.

e) Apenas II, III e IV.

Questão 2

(UFMS) Com relação aos cromossomos assinale a alternativa que apresente a sequência de verdadeiro (V) e falso (F) correta

I – Contêm os genes responsáveis pela transmissão das características hereditárias.

II – Nas células diploides, encontram-se em pares homólogos.

III – No núcleo interfásico, encontram-se condensados.

IV – Quimicamente, são constituídos por ácido desoxirribonucleico associado a determinadas proteínas.

V – Duplicam-se durante o período G2.

a) V, F, F, V, V.

b) V, V, F, V, F.

c) F, V, F, F, V.

d) F, V, F, V, V.

e) V, V, V, V, F.

Questão 3

(UFSC) O núcleo é uma estrutura que coordena e comanda todas as funções celulares. Assinale a alternativa que apresente relações, verdadeiro (V) e falso (F) corretas entre as estruturas nucleares, sua ocorrência e características químicas ou funcionais.

I – Ao observarmos o núcleo interfásico em microscópio óptico, verificamos a total compactação da cromatina, que passa a se chamar cromossomo.

II – O nucléolo é uma região de intensa síntese de RNA ribossômico (RNAr).

III – A cromatina é formada por uma única e longa molécula de RNA, associada a várias moléculas de glicoproteínas.

IV – A carioteca corresponde ao fluido onde estão mergulhados os cromossomos e as estruturas que formam o nucléolo.

V – O nucléolo, mergulhado, no nucleoplasma, está sempre presente nas células eucarióticas, podendo haver mais de um por núcleo.

a) F, V, F, F, V.

b) F, F, V, F, V.

c) V, V, F, F, V.

d) F, V, V, F, F.

e) V, F, V, V, F.

Questão 4

(UFU) Analise as alternativas abaixo, referentes ao núcleo.

I. A maioria das células é mononucleada, como os neurônios, mas existem células plurinucleadas, como a fibra muscular estriada esquelética.

II. A membrana nuclear é lipoproteica e possui numerosos poros que permitem a passagem de substâncias como o RNA ribossômico, que é produzido no citoplasma e passa para o núcleo.

III. Existem núcleos gigantes com cromossomos gigantes, como os cromossomos politênicos e plumados.

Foi cometido um erro:

a) Apenas no item I.

b) Apenas no item II.

c) Apenas no item III.

d) Apenas nos itens II e III.

e) Nenhum item contém erro.

Questão 5

(ENEM 2011)Um instituto de pesquisa norte-americano divulgou recentemente ter criado uma “célula sintética”, uma bactéria chamada de Mycoplasma mycoides. Os pesquisadores montaram uma sequência de nucleotídeos, que formam o único cromossomo dessa bactéria, o qual foi introduzido em outra espécie de bactéria, a Mycoplasma capricolum. Após a introdução, o cromossomo da M. capricolum foi neutralizado e o cromossomo artificial da M. mycoides começou a gerenciar a célula, produzindo suas proteínas.

GILBSON et al. Creation of a Bacterial Cell Controlled by a Chemically synthesized Genome. Science v. 329, 2010 (adaptado).

A importância dessa inovação tecnológica para a comunidade cinetífica se deve à

a) possibilidade de sequenciar os genomas de bactérias para serem usados como receptoras de cromossomos artificiais.

b) capacidade de criação, pela ciência, de novas formas de vida, utilizando substâncias como carboidratos e lipídios.

c) possibilidade de produção em massa da bactéria Mycoplasma capricolum para sua distribuição em ambientes naturais.

d) possibilidade de programar geneticamente microrganismos ou seres mais complexos para produzir medicamentos, vacinas e combustíveis.

e) capacidade da bactéria Mycoplasma capricolum de expressar suas proteínas na bactéria sintética e estas serem usadas na indústria.

Você consegue resolver estes exercícios? Então resolva e coloque um comentário no post, logo abaixo, explicando o seu raciocínio e apontando a alternativa correta para cada questão. Quem compartilha a resolução de um exercício ganha em dobro: ensina e aprende ao mesmo tempo. Ensinar é uma das melhores formas de aprender!