Realismo – Literatura Enem

Você sabia que o Realismo é a denominação da reação aos ideais românticos, que caracterizou a segunda metade do século XIX? Não? Então, veja esta aula pra você acertar todas as questões de literatura, sobre o realismo, no Vestibular e Enem!

Realismo na Literatura: As grandes transformações vivenciadas pela sociedade europeia resultaram em transformações significativas em sua postura, diante da realidade. Na segunda metade do século XIX, a Europa passa pela segunda fase da Revolução Industrial, do pensamento científico e das doutrinas filosóficas e sociais.

Nessa época já não havia mais espaço para as exageradas idealizações românticas, pois o que estava tomando este espaço era o pensamento dialético de Hegel, o positivismo de Augusto Comte, o socialismo científico de Marx e Engels e o evolucionismo de Darwin.

Em Portugal, no fim da década de 60, o agito em relação à política, ao meio social e à cultura, estão em evidência, em reflexo ao forte sentimento contra ao clero e antimonárquico , que pertenciam aos grandes centros portugueses, inclusive nos meios acadêmicos de Coimbra.

Fonte: lasletrasdeyaz.blogspot.com
Fonte: lasletrasdeyaz.blogspot.com

Com isso, surgiu a polêmica Questão Coimbrã (1865). Foi um momento de enfrentamento das ideias dos jovens estudantes de Coimbra, aficionado pelo o que vinha da França, Inglaterra e Alemanha ao dos velhos românticos de Lisboa. Esse acontecimento é marcado como o início do Realismo em Portugal.

Nos anos 70, o antigo grupo de Coimbra promove, em Lisboa, um evento de palestras, que ficou conhecida como Conferências Democráticas do Casino Lisbonense. Lá, participou quem viria a ser um dos destaques da literatura portuguesa: Eça de Queirós.

A Escola Realista em Portugal seguiu até o ano de 1890, quando foi publicado o livro de poesias Oaristos, escrito por Eugênio de Castro.

No Brasil, acompanhando as transformações em relação à política, ao meio social e à cultura que passam pela Europa, ainda que houvesse diferenças em relação aos materiais (na Europa se vivia o capitalismo industrial e, aqui, a sociedade vivia em organização da produção agrícola e do binômio aristocracia/mão de obra escrava), também passa por mudanças nesses setores, entre 1850 e 1900, como a campanha abolicionista intensificada a partir de 1850; a Guerra do Paraguai, de 1864 a 1870, que tem como consequência o pensamento republicano; a Monarquia que estava no poder há quarenta anos, vivenciando sua decadência; a Lei Áurea, de 1888, que cria uma nova realidade aos negros, passando a pertencer a uma classe assalariada.

O Realismo tem características relacionadas ao momento histórico em que está inserido o movimento literário. Assim, dessa forma, é refletida a postura do positivismo, do socialismo e do evolucionismo. O objetivismo nega o subjetivismo romântico e nos mostra o homem como algo que está voltado para fora e dentro dele. O materialismo se contrapõe ao sentimentalismo e à metafísica, assim como o nacionalismo e o retorno ao passado histórico são esquecidos. Assim sendo, o Realismo só se preocupa com o contemporâneo, com aquilo que acontece e é vivido no presente.

Produções literárias

Em Portugal, certamente, a obra de Eça de Queirós é a melhor prosa de todo o Realismo português. Primeiramente destacam-se as obras: O crime do padre Amaro, O primo Basílio, e Os Maias.

No Brasil, Machado de Assis, romancista, contista e poeta, foi um grande autor desse período em questão. Costuma-se dividir suas obras em duas fases: a primeira, ainda apresenta características românticas e a segunda que apresenta o autor totalmente definido dentro das ideias realistas. Na dita primeira fase, escreveu os romances Ressureição, A mão e a luva, Helena e Iaiá Garcia. Na segunda fase, Machado escreve as obras primas Memórias Póstumas de Brás Cubas, Quincas Borba e Dom Casmurro.

Preparamos um vídeo no nosso canal do Youtube para você continuar aprendendo:

Venha para o Curso Enem Gratuito:

Criamos para você duas novidades: Um Curso Enem Online totalmente gratuito, e uma bateria de Simulados Enem Gratuitos, com todas as matérias do Exame Nacional do Ensino Médio.  Acesse o Curso e faça os Simulados para chegar bem no próximo Enem! Simulados com Gabarito na mesma hora. Veja aqui:

Você pode estudar uma aula gratuita por dia no Curso Enem Online, com todas as matérias do Exame Nacional do Ensino Médio e também as Dicas para uma Redação Enem Nota 1000. Na verdade você pode estudar quantas aulas quiser por dia. Mas, o importante é criar o hábito de ver pelo menos uma aula por dia.

Curso Enem Gratuito com todas as matérias e dicas de Redação.

Não deixe de colocar em prática o que foi estudado! Abaixo seguem alguns exercícios pra você saber se conseguiu entender sobre o Realismo:

Exercícios

1- (ENEM 2001)

No trecho abaixo, o narrador, ao descrever a personagem, critica sutilmente um outro estilo de época: o romantismo.

“Naquele tempo contava apenas uns quinze ou dezesseis anos; era talvez a mais atrevida criatura da nossa raça, e, com certeza, a mais voluntariosa. Não digo que já lhe coubesse a primazia da beleza, entre as mocinhas do tempo, porque isto não é romance, em que o autor sobredoura a realidade e fecha os olhos às sardas e espinhas; mas também não digo que lhe maculasse o rosto nenhuma sarda ou espinha, não. Era bonita, fresca, saía das mãos da natureza, cheia daquele feitiço, precário e eterno, que o indivíduo passa a outro indivíduo, para os fins secretos da criação.”

ASSIS, Machado de. Memórias Póstumas de Brás Cubas.
Rio de Janeiro: Jackson, 1957.

A frase do texto em que se percebe a crítica do narrador ao romantismo está transcrita na alternativa:

a) … o autor sobredoura a realidade e fecha os olhos às sardas e espinhas…

b) … era talvez a mais atrevida criatura da nossa raça…

c) Era bonita, fresca, saía das mãos da natureza, cheia daquele feitiço, precário e eterno, …

d) Naquele tempo contava apenas uns quinze ou dezesseis anos…

e) … o indivíduo passa a outro indivíduo, para os fins secretos da criação.

2- (PUC-PR 2007)

Sobre o Realismo, assinale a alternativa INCORRETA.

a) O Realismo surgiu na Europa, como reação ao Naturalismo.

b) O Realismo e o Naturalismo têm as mesmas bases, embora sejam movimentos diferentes.

c) O Realismo surgiu como consequência do cientificismo do século XIX.

d) Gustave Flaubert foi um dos precursores do Realismo. Escreveu Madame Bovary.

e) Emile Zola escreveu romances de tese e influenciou escritores brasileiros.

 

Gabarito

1- A

2- A

O texto foi escrito pela professora Analice, formada em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – Unesp. Atualmente é mestranda em Literatura na Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, professora de português na rede particular de ensino de Florianópolis e colaboradora do Blog do Enem. Facebook: http://www.facebook.com/analice.andrade