Recursos minerais do Brasil – Geografia Enem

O Brasil é rico em Ouro, Urânio, Manganês, Bauxita, Nióbio, Ferro e uma coleção de outros minerais importantes para a economia mundial. Confira resumo gratuito com aula especial do professor Carrieri, do curso Enem Gratuito.

Veja o quanto o território brasileiro é rico em minérios. A história mostra muito a situação da exploração do ouro no período colonial brasileiro, porém, não é somente ouro o que temos em abundância e com muito valor para todos os setores da economia. Confira os Recursos Minerais do Brasil.

 O território brasileiro é de formação geológica muito antiga. Por isso o relevo se mostra com baixa altitude e bastante arredondado. Tudo isso pelo desgaste provocado pela erosão em milhões de anos.

  • Das três estruturas geológicas existentes no mundo, o Brasil apresenta duas:
  • 1 – Os escudos cristalinos (ou maciços antigos); e.
  • 2 – As bacias sedimentares.
  • Por ser bastante antiga a nossa formação, as bacias sedimentares ocupam a maior parte da superfície do território brasileiro.
  • É através dessas formações que temos os diferentes tipos de recursos minerais do Brasil.

Alguns minérios são destaque mundial, geralmente, por ter em grande quantidade aqui no Brasil, outros, pela qualidade. É importante destacar que nas áreas de escudos cristalinos encontraremos minerais metálicos e semi-metálicos. Já nas bacias sedimentares,  estão ali os minerais não-metálicos.

Os Recursos Minerais no Brasil

Então, para você come’ar bem esta revisão sobre os recursos minerais do Brasil, veja este resumo simples e rápido com o professor Carrieri, do canal Curso Enem Gratuito.

Muito bom este resumo! Agora, confira onde estão as principais reservas no país:

Analisando o mapa brasileiro, podemos observar que a distribuição dos recursos mineiras do Brasil não é igualitária, apresentando áreas com maiores concentrações de minérios do que outras:11E, dentro dessa distribuição, destacam-se três grandes áreas exploradas:

1 – Quadrilátero Ferrífero: situada em Minas Gerais, é a província mais antiga em relação à exploração mineral no país. Lá, o Ferro é o “carro chefe” da produção mineral.

Esse processo de exploração iniciou no período colonial com a descoberta do ouro, mas quando o ouro já tinha sido quase que totalmente extraído, vieram outras fontes minerais interessantes, como o ferro, a bauxita, o manganês, a prata e cobre.

Dentre as principais empresas que atuam na região, destaco a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e a Companhia Vale do Rio Doce, que agora está totalmente privatizada.

2 – Serra do Carajás: situada no Pará, é uma área de exploração mais recente. A região foi descoberta na década de 1960 e extração começou na década seguinte.

Os minérios encontrados foram o minério deferroourocobre, zinco, manganêspratabauxitaníquelcromo, estanho e tungstênio, em quantidades ainda desconhecidas. Isso faz da região, uma das mais ricas do mundo, geologicamente falando.

3 – Maciço do Urucum: situado no estado de Mato Grosso do Sul, é a província de exploração mais nova. Além disso, pela sua posição geográfica o transporte fica bastante caro. O ferro e o manganês são os minérios mais explorados da região, na maior parte, explorados pela Vale.

Outros minerais que não foram citados, mas fazem parte dos recursos minerais do Brasil são:

A – Carvão Mineral: a região Sul do Brasil é destaque na produção, principalmente em Santa Catarina. Mas, as maiores jazidas estão no Rio Grande do Sul. O carvão nacional não é dos melhores e por isso é misturado com o importado, que é bom, porém caro.

B – Sal Marinho: o Sal Marinho ou sal de cozinha, é retirado do mar, por meio da evaporação da água do mar em enormes tanques. O Rio Grande do Norte e o Rio de Janeiro são os maiores produtores de sal do país.

C – Petróleo: no Brasil, a maior parte é extraído na plataforma continental, com pouca exploração em terras emersas. O destaque vai para a Bacia de Campos, no litoral do Sudeste e Sul, que nos últimos anos, está iniciando a exploração do chamado Bolsão de Tupy.

D – Xisto Pirobetuminoso: é um tipo de carvão mineral, mas o combustível é extraído da rocha quando ela é colocada em alta temperatura. O Paraná é destaque na produção.

E – Urânio: o Brasil é o maior produtor de urânio do mundo, porém, tem sérias dificuldades em seu beneficiamento. Alguns países utilizam para a produção energética, já outros, para a produção de armamentos.

Exercícios

1 – A Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) chega a 2005 como uma das maiores empresas privadas da América Latina. Em termos mundiais, passou a ocupar o terceiro lugar entre os gigantes do setor. Sabendo que cerca de 85% da produção da CVRD é comercializada no mercado externo, assinale a alternativa que mostre corretamente a(s) principal(is) área(s) de produção, o produto gerado e o principal mercado de exportação.

a) Amazonas – Minério de ferro – Nafta

b) Minas Gerais – Celulose – União Europeia

c) Pará e Minas Gerais – Minério de ferro – China

d) Rio de Janeiro – Aço – Japão

e) São Paulo e Alagoas – Açúcar – EUA

2 – “China quer comprar direitos minerários – estrangeiros já têm 1/3 dos projetos no país. O Brasil cresce aos olhos

do mundo no setor mineral. Dos US$ 62 bilhões que serão destinados ao setor até 2014, 33% – ou US$ 21 bilhões – terão como origem capital estrangeiro. […] O Brasil tem uma localização estratégica, perto dos Estados Unidos e da Europa, e é um mercado conhecido da China, grande importadora.”

(APETITE CHINÊS. Folha Press. Cuiabá: Folha do Estado, p. 20, 20 ago. 2010.)

O interesse da China citado no texto acima é no minério de ferro do Brasil, mas o nosso país tem uma história econômica antiga ligada à exploração de minérios: ouro no período Colonial, Serra Pelada no século XX, e ferro, bauxita, cassiterita e até mesmo ouro são destaques em pleno século XXI.

Analise as afirmações abaixo e identifique a que corresponde ao grupo de alternativas verdadeiras:

I. Entre as atividades econômicas do período Colonial brasileiro está a mineração, que criou um ciclo econômico e proporcionou um avanço da ocupação sobre o interior do país à procura de novas jazidas, dando origem a cidades como Cuiabá.

II. O ouro de Serra Pelada, considerada o maior garimpo a céu aberto no mundo, está numa província mineralógica localizada na região norte do Brasil, no Pará.

III. No sul do Brasil localiza-se o “cinturão carbonífero”, com mineração do carvão mineral no município de Criciúma-SC, Butiá-RS, Charqueada-RS, e na bacia do Paraná-PR.

IV. O Triângulo Mineiro é uma região mineral importante no Brasil e que abastece o mercado externo com exportações pelo porto de Tubarão, no Espírito Santo, através do vale do rio Doce.

Na área do projeto Grande Carajás, a produção de ferro-gusa trouxe vários problemas ambientais, pela queima da floresta que forneceu o carvão vegetal utilizado na ausência do carvão mineral indisponível na região.

a) Todas as alternativas estão corretas.

b) Nenhuma alternativa está correta.

c) Somente as alternativas I, II e III estão corretas.

d) Somente as alternativas I, III e V estão corretas.

e) Somente as alternativas I, III, IV e V estão corretas.

3 – (UENP) Observe a região destacada no mapa a seguir e assinale a alternativa correta.
2

a) A área em destaque refere-se à Serra dos Carajás, no sudeste do estado do Pará. A área da Serra está totalmente inserida no Projeto Grande Carajás, um projeto de extração mineral em operação. Anteriormente à colonização, esse território era povoado pelos povos Karajá e Kayapó.

b) A área corresponde à Usina Hidrelétrica de Belo Monte, uma central hidrelétrica que está sendo construída no rio Xingu, no estado do Pará, nas proximidades da cidade de Altamira.

c) A área equivale ao território do futuro estado do Tapajós, que devido à grande extensão territorial do Pará tem sido um dos argumentos utilizados para uma divisão desse território e a consequente formação de dois novos estados, além do atual Pará: Tapajós e Carajás.

d) O estado de Tapajós terá 722.000 quilômetros quadrados, sendo, portanto, o mais extenso. Apesar de compreender a maior área do Pará, essa região é a menos populosa: cerca de 1 milhão de habitantes. Sua capital será a cidade de Santarém. Essa região apresenta pouco desenvolvimento econômico, composta por grandes áreas preservadas e muitos rios.

e) A região corresponde à área de cultivo da pimenta-do-reino (pipericultura) no Pará (maior produtor e exportador nacional), que vai receber uma “injeção” tecnológica concentrada com as atividades de um novo projeto da Embrapa Amazônia Oriental, a ser lançado na cidade de Bragança (PA).

GABARITO

1 – C

2 – A

3 – A

Os textos e exemplos acima foram produzidos pelo professor Leandro, formado em Geografa pela Udesc. Leandro é professor de Geografia em escolas da Rede Particular de Ensino da Grande Florianópolis.