Serviço Social: o curso, a profissão e o mercado de trabalho

Já pensou no curso que você pretende escolher no vestibular ou no Sisu? Então, antes de escolher o curso e a futura profissão, pesquise e descubra como é o mercado de trabalho e quais são as principais disciplinas. Hoje você vai conhecer tudo sobre o curso de graduação em Serviço Social!

O curso de graduação em Serviço Social forma pessoas para atuar numa área que se caracteriza pela execução de políticas públicas que integram o indivíduo na sociedade, além de garantir o bem-estar do cidadão. É uma área crescente no Brasil, e existe até uma lei especifica para estimular a ampliação do atendimento social no País.

Quem é o(a) assistente social?

Aqueles que trabalham com Serviço Social possuem uma série de características necessárias para uma boa atuação. Algumas delas são: visão crítica sobre o mundo e consciência dos problemas que ele enfrenta, sensibilidade, desejo de contribuir para a construção de um mundo melhor, capacidade de trabalhar em equipes. Saber observar, saber interagir, saber mediar conflitos ou situações fazem parte da ação em Serviço Social.

O assistente social implanta projetos, cria campanhas nos segmentos de saúde, educação e alimentação, propondo soluções para melhorar a vida de crianças, jovens, adultos e idosos. Sua atuação é diversificada, por isso, é possível encontrar assistentes sociais em escolas, associações, hospitais, repartições públicas e outros setores que atuam com o cidadão e a coletividade.

O curso de graduação em Serviço Social

Geralmente, os cursos que formam assistentes sociais possuem matérias como sociologia, filosofia, teoria política e economia. O objetivo é fornecer as bases para que o aluno compreenda, analise e transforme a realidade social.

Os estudantes realizam estudos de campo através de trabalhos em comunidades e instituições sociais (escolas, ONGs, sindicatos, creches e cooperativas).

Estágios são obrigatórios para a conclusão do curso. O aluno pode fazer o estágio em empresas ou organizações sociais, e será supervisionado por dois assistentes sociais, sendo um o supervisor acadêmico e o outro o supervisor de campo. O curso pode variar de 3 a 4 anos.

Os melhores cursos de Serviço Social do Brasil

Confira abaixo as instituições públicas de ensino que possuem cursos de Serviço Social avaliados com conceitos 4 ou 5 no Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes).

O Enade leva em conta uma série de critérios, como: o desempenho dos estudantes do curso em uma prova realizada anualmente, o corpo docente, a infraestrutura, os recursos didático-pedagógicos, além dos programas de pós-graduação. Todos são sintetizados em um único indicador, que varia de 1 a 5.

Os cursos com nota acima de 3 são considerados satisfatórios pelo Ministério da Educação. Aqui, consideramos os melhores cursos com aqueles avaliados com conceito 4 ou 5 no Enade.

Conceito 5

  • Universidade de Brasília (UnB)
  • Universidade Federal do Piauí (UFPI)
  • Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN)
  • Universidade Federal do Maranhão (UFMA)
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
  • Universidade de Taubaté (UNITAU)
  • Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes)
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)
  • Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)
  • Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)

Conceito 4

  • Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)
  • Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Universidade Estadual de Londrina (UEL)
  • Universidade Estadual do Ceará (UECE)
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp)
  • Universidade Regional de Blumenau (FURB)
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)
  • Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)
  • Universidade Federal do Pará (UFPA)
  • Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
  • Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
  • Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  • Universidade do Centro-Oeste do Paraná (Unicentro)
  • Universidade Federal de Sergipe (UFS)
  • Universidade Estadual de Roraima (UERR)
  • Universidade Federal do Pampa (Unipampa)
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM)
  • Universidade Federal da Bahia (UFBA)
  • Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG)
  • Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)
  • Universidade de Pernambuco (UPE)
  • Universidade Estadual de Maringá (UEM)

O mercado de trabalho para o assistente social

Para atuar no mercado, é necessário possuir curso superior de Serviço Social e estar registrado no Conselho Regional de Serviço Social (Cress). O mercado para esta profissão é diversificado. O profissional tem sido solicitado principalmente em orgãos públicos, mas também está presente em escolas, empresas, ONGs, hospitais, varas da infância e da juventude, abrigos, associações e consultorias.

De acordo com o Conselho Federal de Serviço Social (CEFSS), a demanda por profissionais está crescendo e a área que registra maior crescimento é a de saúde, seguida da área de políticas de assistência social.

Os recém-formados podem contar com um amplo mercado, seja na iniciativa privada ou pública. Todos os anos muitas vagas são oferecidas em prefeituras para assistentes sociais, sendo esta uma ótima oportunidade para os recém-formados que ainda não possuem experiência e desejam estabilidade.

A remuneração pode variar. Para profissionais graduados, sem mestrado, a média salarial está entre R$ 1.500,00 e R$ 2.000,00. Porém, segundo a professora Raquel Sant’Ana, coordenadora do conselho de Curso da Faculdade de Serviço Social da Unesp, existem ainda salários que podem ser superiores a essa média e também inferiores.

Perfil do profissional após a formação

Possuir a capacidade de analisar a realidade social em que vive e dela obter soluções em prol de todos é uma das características do assistente social. Além disso, o recém-formado em Serviço Social deve possuir sempre sensibilidade para as questões sociais e uma visão crítica e atualizada do mundo em que vive e da área em que atua.

Serviço social era o que você queria? Ainda está em dúvida? Então confira o Guia de Profissões do Blog do Enem.

Este texto foi escrito por Lidiane Franqui, blogueira e redatora Freelancer. Escreve para sites e blogs de diversos segmentos dentre eles educação, marketing digital e desenvolvimento pessoal.  Facebook: https://www.facebook.com/lidiane.franqui.3 Site: www.lidianefranqui.com.br