Cursos de Engenharia da USP ganham novo currículo

Pensando em cursar Engenharia? Fique atento, Poli-USP aprovou mudanças para formar profissionais mais generalistas! Novo currículo será adotado já em 2014

Uma das mais tradicionais faculdades de Engenharia do país, a Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) aprovou uma reforma no currículo de seus cursos. A ideia é facilitar a passagem dos alunos pelas diversas modalidades da Engenharia, formando profissionais mais generalistas. As mudanças surgem em um momento de valorização do curso de Engenharia no país: como já publicamos aqui no Blog do Enem, os altos salários pagos aos profissionais dessas áreas fez subir muito a procura pelos cursos de Engenharia nas universidades.

A USP planeja que as mudanças no currículo já sejam notadas pelos calouros de 2014: aquela carga pesada de disciplinas de exatas oferecidas logo no começo do curso vai ser diluída ao longo dos cinco semestres, atendendo a uma reivindicação antiga dos alunos, que se dizem desmotivados pelo “paredão” de Física e Matemática. Assim, haverá espaço para mais matérias de Engenharia no começo do curso.

Já para a reta final dos cursos, a Poli-USP oferecerá aos alunos duas possibilidades:  fazer um pacote de disciplinas de outra modalidade da Engenharia, recebendo registro profissional para desenvolver determinadas atividades profissionais na área, ou  então se especializar ainda mais na carreira e virar, por exemplo, um engenheiro eletrônico habilitado a trabalhar com processamento de sinais.

A nova organização do currículo permite que o aluno inicie disciplinas do mestrado antes mesmo de terminar a graduação e que cumpra os últimos créditos da formação fora do país, em universidades estrangeiras. Cada calouro terá um professor tutor que o ajudará a definir o melhor caminho a seguir durante o curso. . “Os cursos serão mais parecidos, então o tutor será fundamental para orientar a escolha das disciplinas optativas”, diz o professor Paul Jean Jeszensky, que coordenou o projeto de mudança.

Pesquisador do tema, o professor Roberto Lobo, ex-reitor da USP, vê uma forte relação entre o currículo do estudante de Engenharia e a futura capacidade de inovação. “O novo engenheiro precisa de uma formação mais abrangente e menos focada para ser capaz de se adaptar rapidamente aos novos conceitos e tecnologias, além de gerar inovação.”

A mudança está sendo acompanhada de perto pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), que questiona a excessiva fragmentação da carreira de Engenheiro. O Instituto deve alterar sua grade de disciplinas de graduação também neste ano, reduzindo a carga horária de seis cursos e oferecendo disciplinas optativas que habilitem o aluno a desenvolver diversas habilidades. Segundo o reitor, Carlos Américo Pacheco, haverá campos secundários de estudos: Engenharia Física (foco em matérias de Física e Matemática), de Sistemas (para o setor aeroespacial) e de Inovação (em que o aluno desenvolverá projetos para o consumidor). “Queremos estimular novos negócios e a formação de empreendedores”, afirma.

No novo modelo, o centro de inovação que será construído com empresas privadas no câmpus em São José dos Campos terá papel central. “As companhias vão propor desafios a alunos, que deverão encontrar soluções inovadoras”, diz Pacheco. Odebrecht e Embraer já demonstraram interesse em participar. A Poli também terá laboratório de inovação e empreendedorismo.

E ai, o que você achou das reformas? Comente, a equipe do Blog do Enem quer saber sua opinião!

 Engenharia USP

 

Agora que você já sabe mais sobre Engenharia, conhece nossa rede de blogs?

– Blog do Fies

– Blog do Prouni

– Blog do Sisu

Gostou do post? Use os botões abaixo e ao lado para espalhar por suas redes sociais (sabemos que o Facebook está aberto ai no cantinho do seu computador). E claro, também usar os espaços para comentários abaixo, deixando sua critica, sugestão e também xingamentos.

Nossas redes sociais são:

Facebook: /RedeEnem (Clique AQUI para saber como receber TUDO sobre o Enem 2013)

Twitter: @RedeEnem

Canal no Youtube: Rede Enem

Google+ : Rede Enem