Redação – Melhore seu vocabulário para fazer uma bom texto na prova

Você é do tipo que prepara uma lista de palavras difíceis para impressionar a banca? Será que esse método realmente funciona? Veja como enriquecer o seu vocabulário de maneira correta para tentar uma Redação nota 1000 nos Vestibulares e no Enem.

Não tem sensação pior na hora de escrever a redação do Vestibular ou do Enem do que não conseguir colocar suas ideias no papel, não é mesmo? Na maioria dos casos, isso ocorre por dois motivos principais: falta de leitura, e falta de prática.

Então, se você quiser garantir a nota máxima, vai precisar escrever muito e criar o hábito de ler diariamente. Afinal, o seu vocabulário vai definir quão bem você consegue se expressar, tanto na língua falada quanto na escrita. Por isso, um bom vocabulário ajuda (e muito) na hora de escrever sua redação.

Basicamente, nosso vocabulário é composto por um grande conjunto de palavras que conhecemos ao longo da vida. Mas existem também muitas técnicas para adquirir um vocabulário rico. E todas elas demandam tempo, estudo, observação e prática.

vocabulário para fazer uma boa prova - Redação EnemA partir de agora, você vai descobrir como tirar proveito do seu vocabulário na hora da prova de redação do Enem e dos vestibulares.

Redação x Comunicação oral

Uma forma de enriquecer o vocabulário é prestar atenção enquanto você conversa com amigos, familiares e até mesmo pessoas desconhecidas. É bem provável que os adultos com os quais você convive tenham um vocabulário mais amplo do que o seu.

Faça um esforço para prestar atenção na forma como eles se comunicam. Se não entender algum termo, pergunte. Você vai se surpreender como em uma conversa simples é possível aprender novas palavras.

O mesmo pode ser feito quando você participa de eventos como palestras no seu colégio ou em sua cidade. Esteja atento as palavras utilizadas e reflita se você também seria capaz de se comunicar dessa forma.

Dica 2: você tem muitas dúvidas em relação à grafia das palavras? Entenda de uma vez por todas o uso dos porquês: https://blogdoenem.com.br/redacao-porque/ 

Leitura

A melhor forma de ampliar o seu vocabulário é por meio da leitura. Leia atentamente livros, jornais (impressos ou online) e revistas. Mas não leia de qualquer jeito. Sempre que se deparar com um termo desconhecido, consulte o dicionário.

Na hora de produzir o seu texto, procure utilizar os novos termos. Aos poucos, as novas palavras farão parte do seu vocabulário e, quando você menos espera, estará utilizando de forma bastante natural.

Outra forma de aprender é estimular sua memória fotográfica. Busque imagens (ou vídeos) para associar com a nova palavra. Dessa forma, você irá registrar termos novos e seus sinônimos. Essas conexões serão muito úteis na hora de escrever.

Como utilizar o vocabulário novo?

Lembre-se de que os vocábulos servem para facilitar o entendimento do leitor e enriquecer o conteúdo do seu texto. Por isso, elas precisam aparecer dentro de um determinado contexto. Não adianta escrever novas palavras apenas para impressionar a banca. É preciso estabelecer uma relação de coerência entre os termos.

Dica 3:  Você domina os conceitos de coesão e coerência? Descubra aqui https://blogdoenem.com.br/redacao-enem-coesao-coerencia/

Mesmo não sendo um erro, a repetição de termos deixa o texto pobre e deselegante e ainda distancia o leitor. Com certeza, a percepção que a banca terá do seu texto não será tão positiva se você cometer muitas repetições.

Em vez disso, procure utilizar os termos com inteligência, mostrando ao leitor que você sabe o que está falando e que também dispõe de palavras adequadas para elaborar seus argumentos.

Uma dica útil na hora de utilizar todo o seu vocabulário é evitar palavras vagas. Tome cuidado também o uso de expressões que são comuns na linguagem falada, as chamadas oralidades. Os termos mais comumente usados são “tá”, “né, e “aí”. Essas expressões não funcionam na linguagem escrita.

Dica 4:  se você alguma dúvida sobre o estilo de redação cobrado pelo Enem, confira as dicas do professor Martim Vicente Carrello: https://blogdoenem.com.br/redacao-enem-dissertativo-argumentativo/

Por fim, lembre-se de que escrever bem não significa escrever difícil. Não é preciso utilizar palavras rebuscadas ou complexas. O ideal é manter a objetividade, a precisão e a fluência do texto.

A Estrutura da Redação – Veja aula gratuita

Veja com a professora Tharen Teixeira, do canal Curso Enem Gratuito, uma aula completa sobre como elaborar o texto dissertativo-argumentativo.

 

10 Dicas para a Redação Nota 1000

Então, se liga: se a sua meta é buscar uma boa nota na correção da Redação do próximo Vestibular ou do Enem, confira abaixo as dicas da professora Larissa Souza, coordenadora de Redação da Rede Plataforma SAS:

  1. Leia sobre atualidades – Os temas da Redação Enem focam em questões atuais e pertinentes à sociedade brasileira, por isso, estar atento ao que acontece no Brasil e no mundo é fundamental para se ter familiaridade com a possível temática abordada.
  2. Aprofunde seu conhecimento sobre história, filosofia, sociologia – Conhecimentos acerca de história, filosofia e sociologia são elementos-chave para dar embasamento à argumentação, assim, estudar os principais conceitos filosóficos e sociológicos, bem como fundamentos históricos, pode conferir à argumentação uma fundamentação teórica produtiva.
  1. Leia a proposta e os textos motivadores com atenção – A primeira tarefa fundamental para construção de uma boa redação é, antes da escrita, a leitura. Ler a proposta com atenção e analisar como os textos motivadores encaminham a discussão do recorte temático é imprescindível à compreensão exata daquilo que a proposta está exigindo dos candidatos.
  1. Construa sua tese – Depois de compreender a proposta, é necessário que se pense em qual posicionamento seguir a respeito do tema. É preciso refletir sobre o ponto de vista a ser defendido de forma que se consiga desenvolvê-lo consistentemente.
  1. Organize e esquematize suas ideias – Ao se analisar como defender uma tese, é comum que muitas ideias surjam acerca do conhecimento existente sobre o tema. É importante estabelecer uma relação coerente entre essas ideias e, a partir disso, esquematizá-las, principalmente se esse esquema for feito no papel, para que se possa “enxergar” o que foi pensado para o texto. Redação Enem nota mil
  1. Selecione os argumentos – Com ideias diversas para pôr no papel, é indispensável que haja uma seleção daquilo que foi pensado a fim de que a argumentação seja consistente, visto que não há como desenvolver várias ideias bem embasadas em apenas 30 linhas. A seleção adequada dos argumentos é essencial para que a redação não consista apenas em exposição de informações e opiniões.
  1. Estruture sua redação – Após a seleção dos argumentos, é preciso saber como estruturá-los de modo que se desencadeiem de forma coesa e coerente para que se possa construir um texto claro e objetivo, o qual cumpra sua função de convencer o leitor, no caso o corretor Enem, quanto à tese pretendida. Nesse sentido, é imprescindível o uso adequado e diversificado de recursos coesivos.

 

  1. Revise seu texto – Após finalizada a escrita do texto, é necessário fazer uma revisão do que foi escrito. Essa revisão será mais proveitosa se tiver apenas um objetivo, por exemplo, o escritor pode fazer uma leitura à procura de possíveis erros de escrita e de gramática ou ler o texto em busca de incoerências entre os argumentos.
  1. Treine sua escrita- Para fazer uma boa redação, é essencial que haja treino constante. Escrever textos semanalmente (ou às vezes até mais de um por semana) fará a escrita fluir mais facilmente, além de estabelecer mais proximidade com uma variedade maior de temas.
  1. Busque corrigir seus erros – A cada correção feita das redações, é fundamental analisar e entender os erros cometidos para aprimorar a escrita até que eles não se repitam.

Tem mais aula gratuita

O projeto “Mais Enem” disponibiliza alguns vídeos bastante interessantes para os alunos que, assim como você, querem garantir uma boa nota na prova.

Hoje, separamos a dica da professora de Redação Priscila. Ela dá algumas dicas de como usar seu vocabulário na hora de escrever a redação. O vídeo tem 2min e está disponível do canal aberto do Youtube. Dá uma olhada:

 

Este post foi produzido por Victor Toscano. Ele é jornalista e mora em São Paulo. Foi professor de inglês em diversas escolas e trabalhou como assistente editorial. Atualmente, realiza traduções, dá aulas particulares de inglês e atua como redator online. Twitter: @victor_toscano