Coesão e coerência: elementos para um texto nota mil – Redação Enem

Ao dominar os conceitos de coesão e coerência o candidato garante uma boa nota na Redação do Enem. E pode conquistar os membros da banca logo nas primeiras linhas do texto. Vamos estudá-los?

Transmitir a informação de forma clara, embasar os argumentos e não cometer erros gramaticais. O casamento de todos esses elementos resulta em um texto de qualidade.

Seja num artigo, seja numa dissertação ou na Redação no Enem o redator precisa de uma bagagem mínima de conhecimento sobre o assunto abordado para defender seu principal ponto de vista. Um vocabulário rico também é indispensável.

A redação do Enem (e de todos os vestibulares) também segue essas regras. A maioria dos vestibulandos conhece os princípios para produzir um bom texto, mas têm dificuldade em colocá-los em prática. Para ajudá-lo a superar essas dificuldades, apresentamos dois conceitos fundamentais para acabar com o fantasma da redação: a coesão e a coerência textual.

Dica 1 – Apostila Gratuita sobre Redação – Veja aqui os fundamentos para um texto de qualidade no Enem e nos vestibulares: https://blogdoenem.com.br/redacao-enem-apostila-gratuita/

Coesão textual

Em qualquer modalidade de texto, captar a atenção do leitor é fundamental. E o que dizer de um texto que será avaliado por, pelo menos, três especialistas no assunto? Uma escrita confusa em que parágrafos e frases não se conectam certamente será mal avaliada pela banca.

Um texto coeso é aquele que apresenta uma sequência lógica de eventos. Frases, orações e parágrafos são relacionados harmonicamente. Um texto coeso garante que os argumentos utilizados pelo redator sejam entendidos.

Para alcançar tal nível de compreensão, cada termo deve fazer referência a outro item. Imagine seu texto como se fosse um espiral no qual todos os elementos estão entrelaçados e dão continuidade um ao outro.

Como bem definiu o linguista inglês Michael Halliday, “a coesão não nos revela a significação do texto, revela-nos a construção do texto enquanto edifício semântico”.

Dica 2 – O que mais cai na prova de Linguagens no Enem? Veja as dicas para você resolver as principais questões de Gramática e Literatura:https://blogdoenem.com.br/category/cainaprova/linguagens/

Elementos de coesão

Os elementos de coesão são as palavras de transição, também conhecidas como conectores, que estabelecem uma relação entre os enunciados. Como o próprio nome sugere, essas expressões conectam as orações e tornam os termos dependentes entre si. O resultado será um texto mais interessante e de leitura agradável.

São exemplos de conectores: “inicialmente”, “ainda por cima”, “afinal”, “portanto”, “posteriormente”, “segundo”, “em outras palavras”, “e”, “mas”, “porém”, “além disso” e “a propósito”.

Os tempos verbais também garantem a coesão textual. Começar um parágrafo com o verbo no tempo presente e terminar conjugando-o no passado dificulta a compreensão. Isso acontece porque os tempos verbais estão relacionados com os acontecimentos relatos no texto e, portanto, devem fazer sentido entre si.

Dica 3 – Já escolheu a sua profissão? Cursos da área de Tecnologia da Informação são uma boa alternativa. Veja empregos a partir de R$ 1.300,00 a até R$ 17 mil para quem estuda TI: https://blogdoenem.com.br/ti-maiores-salarios/

Coerência textual

Redação - Coesão e CoerênciaÉ bastante simples de explicar o que é um texto coerente: o conteúdo precisa ter sentido, ser compreendido e seguir um raciocínio lógico. Mas é relativamente fácil cometer gafes. Quem nunca leu o próprio texto depois de alguns dias e se perguntou: “onde eu estava com a cabeça quando escrevi isso?”. Qualquer distração pode resultar em algum deslize.

De nada adianta escrever de forma coesa e produzir um texto incoerente. Um texto incoerente é aquele que possui frases como: “Mariana esquentou a água, por isso o chá está frio”. Se Mariana esquentou a água, o chá deveria estar quente. Ou seja, não há sentido entre os elementos da frase.

As ideias precisam ter uma relação lógica de causa e consequência para fazer sentido.  Dizer que “Rafael era um esportista nato. Havia raquetes de tênis, bolas de futebol e roupas de ginástica espalhadas por toda a casa”, faz bastante sentido, não é mesmo? As frases estão conectadas, há uma relação de sentido e de relevância entre elas.

Os exemplos acima são bastante simples, mas demonstram como um bom texto é um todo significativo de ideias que apresentam relações lógicas e complementares umas às outras. Uma sequência deve dar sentido à próxima e fazer referência à sentença anterior.

Dica 4 – Literatura Enem – Revisão com apostila gratuita registra marcos da literatura brasileira desde a carta de Pero Vaz de Caminha: https://blogdoenem.com.br/literatura-enem-apostila-gratis/

Como evitar a incoerência

A primeira dica é evitar escrever sobre diferentes temas em um mesmo parágrafo. Apresentar ideias diferentes de forma brusca dificulta a compreensão. É o que chamamos de quebra de continuidade temática. O leitor muitas vezes sequer percebe a mudança no assunto e se sente perdido.

O segundo aspecto é a concentração. E só há uma forma de desenvolvê-la: treinando. Escreva pelo menos um texto por semana. Com o tempo você ganhará aptidão em escrever textos mais longos sobre assuntos complexos de forma coerente. Mostre seu texto para familiares e amigos. Veja se eles entendem a mensagem principal.

Por último, leia sempre! Os mais diferentes tipos de textos: romances, crônicas, ensaios, artigos. Toda leitura será válida e irá ajudar na hora de colocar suas ideias no papel. Lembre-se de que a escrita e a leitura estão relacionadas à nossa capacidade cognitiva. O estudante que desenvolve essas aptidões apresenta uma melhora significativa em seus textos.

Quer aprender um pouco mais sobre o tema? Você vai encontrar boas dicas neste vídeo do professor Maurício Soares Filho, do canal Ligado no Enem. Cinco minutos de aula para gratuita você:

O conteúdo deste post foi criado por Pedro Santos. Ele é jornalista e foi professor de Ortografia, Redação e Literatura no Centro de Voluntariado da Escola Notre Dame, em São Paulo (SP). Vive desde 2012 em Los Angeles, onde trabalha como tradutor e professor particular de Português para americanos. Twitter: @pikneo