Classificação Climática: Geral e Brasil

Que tal relembrar as classificações climáticas para mandar muito bem em Geografia no Enem! Vamos lá?

Para pensarmos na classificação climática de um território, a primeira coisa que temos que dominar é saber diferenciar tempo de clima. Veja:

  • Tempo é o estado momentâneo da atmosfera, ou seja, ele tem curtos prazos de atividade, podendo ser alterado a qualquer instante. Exemplos:

“Hoje o dia amanheceu ensolarado.”

“Ixi, acabou de nublar.”

  • Clima é a sucessão de tempos, ou seja, já são consideradas as características frequentes de um determinado local. Exemplos:

“Agora em julho e muito comum termos baixas temperaturas.”

“Durante o ano inteiro temos baixa umidade.”

Tendo em mente estes conceitos, analisaremos as classificações climáticas existentes. Primeiramente, vamos a um apanhado geral da classificação climática, depois focaremos no Brasil.

– CLASSIFICAÇÃO GERAL

Temos dois autores de estudos climáticos que são referência:

  • Strahler – baseou sua classificação conforme a atuação das massas de ar e precipitação. Essa classificação é dividida em três grupos: baixas latitudes, médias latitudes e altas altitudes, apesar de contarmos com a interferência da altitude em alguns locais. A nomenclatura é a mais utilizada e os conceitos não são muito complicados de serem compreendidos.

111

Para o Brasil, a classificação fica assim:

222

– Equatorial – Temperaturas elevadas e muito úmido

– Tropical – Temperaturas elevadas com chuvas no verão e seca no inverno.

– Tropical Semi-Árido – Temperaturas elevadas com pouca chuva no outono e no inverno.

Tropical Litorâneo – Temperaturas elevadas com umidade durante todo o ano vinda do oceano.

Tropical de Altitude – Temperaturas amenas, com chuvas no verão e seca no inverno.

Subtropical – Temperaturas amenas, com chuvas bem distribuídas durante todo o ano, apresentando as 4 estações do ano bem definidas.

  • Köppen – Esta classificação diferencia as regiões climáticas através de letras. A primeira indica os grandes grupos climáticos. A segunda as precipitações e a terceira letra representa as temperaturas em geral. Por exemplo, Florianópolis se encontra num clima Cfa (C= Mesotérmico ou Temperado; = sempre úmido e = verões quentes).

 333

Tipos e subtipos climáticos – Da combinação da primeira e segunda letra dos códigos obtém-se os seguintes tipos climáticos:

A : Clima tropical — climas megatérmicos das regiões tropicais e subtropicais

Af : clima tropical húmido ou clima equatorial

Am : clima de monção

Aw : clima tropical com estação seca de Inverno

As : clima tropical com estação seca de Verão

B : Clima árido — climas das regiões áridas e dos desertos das regiões subtropicais e de média latitude.

BS : clima das estepes

BSh : clima das estepes quentes de baixa latitude e altitude

BSk : clima das estepes frias de média latitude e grande altitude

BW : clima desértico

BWh : clima das regiões desérticas quentes de baixa latitude e altitude

BWk : clima das regiões desérticas frias das latitudes médias ou de grande altitude

C : Clima temperado — climas das regiões oceânicas e marítimas e das regiões costeiras ocidentais dos continentes

Cf : clima oceânico sem estação seca

Cfa : clima temperado húmido com Verão quente

Cfb : clima temperado húmido com Verão temperado

Cfc : clima temperado húmido com Verão curto e fresco

Cw : clima temperado húmido com Inverno seco

Cwa : clima temperado húmido com Inverno seco e Verão quente

Cwb : clima temperado húmido com Inverno seco e Verão temperado

Cwc : clima temperado húmido com Inverno seco e Verão curto e fresco

Cs : clima temperado húmido com Verão seco (clima mediterrânico)

Csa : clima temperado húmido com Verão seco e quente

Csb : clima temperado húmido com Verão seco e temperado

Csc : clima temperado húmido com Verão seco, curto e fresco

D : Clima continental ou climas temperados frios — clima das grandes regiões continentais de média e alta latitude

Df : clima temperado frio sem estação seca

Dfa : clima temperado frio sem estação seca e com Verão quente

Dfb : clima temperado frio sem estação seca e com Verão temperado

Dfc : clima temperado frio sem estação seca e com Verão curto e fresco

Dfd : clima temperado frio sem estação seca e com Inverno muito frio

Dw : clima temperado frio com Inverno seco

Dwa : clima temperado frio com Inverno seco e com Verão quente

Dwb : clima temperado frio com Inverno seco e com Verão temperado

Dwc : clima temperado frio com Inverno seco e com Verão curto e fresco

Dwd : clima temperado frio com Inverno seco e muito frio

E : Clima glacial — clima das regiões circumpolares e das altas montanhas

ET : clima de tundra

EF : clima das calotes polares

EM : clima das altas montanhas

No caso da classificação climática no Brasil, ela fica assim:

444

E aí, gostou do tema? Ficou preocupada(o) com Köppen, né? Fica de boa, porque só a prática te levará ao entendimento. Qualquer coisa, dá um olhadinha na videoaula e depois manda bala nos exercícios, ok? Bons estudos!

Videoaula

Exercícios

1 – Willhelm Köppen (1846-1940), climatologista russo naturalizado alemão, foi o primeiro pesquisador a mapear todas as regiões climáticas do mundo e suas variações ao longo do ano, sendo considerado precursor da Meteorologia moderna […].

MARTINS, D. et al. Geografia sociedade e cotidiano: fundamentos. Volume 01, 3ª ed. São Paulo: escala educacional, 2013. p.134.

Assinale, entre as alternativas a seguir, a que não apresenta um dos tipos climáticos do planeta de acordo com a classificação de Köppen:

a) Equatorial

b) Desértico

c) Subtropical

d) Litorâneo

e) Mediterrâneo

2 –

555
Área de uma montanha, com clima típico

A imagem acima retrata a paisagem de um ambiente típico do clima frio de montanha, que possui como uma de suas características:

a) o ambiente seco, com maior parte da umidade mantida em estado de fusão.

b) a relação inversa entre altitude e temperatura, com precipitações pluviais e nivais.

c) o elevado índice de precipitação, que ultrapassa os 1500 mm em alguns meses do ano.

d) a elevada amplitude térmica, com máximas de 20ºC e mínimas de -20ºC.

e) a localização quase sempre em áreas equatoriais favorável às grandes altitudes.

 

3 – (UFT)

“O que mais há na Terra é paisagem (…) Não faltam cores a esta paisagem (…) Tem épocas do ano em que o chão é verde, outras, amarelo, e depois castanho ou negro.”

(SARAMAGO, José. Levantando do chão. Caminho, Lisboa, 1979)

O Brasil apresenta a maior parte de suas terras na zona intertropical da Terra, o que resulta em climas que não apresentam as quatro estações definidas. Foge a essa consideração apenas o clima:

a) equatorial

b) tropical de altitude

c) subtropical

d) temperado

e) tropical litorâneo

GABARITO

1 – D

2 – B

3 – C

Os textos e exemplos acima foram produzidos pelo professor Leandro, formado em Geografa pela Udesc. Leandro é professor de Geografia em escolas da Rede Particular de Ensino da Grande Florianópolis.