5 erros na inscrição do Sisu e como evitá-los

Antes de abrir o período de inscrição do Sisu 2024, é importante se familiarizar com o processo e saber quais são os erros mais comuns para evitá-los e garantir sua vaga nas instituições de ensino superior.

Entre os dias 22 e 25 de janeiro, milhões de estudantes devem fazer a inscrição do Sisu 2024. A edição única do programa vai disponibilizar 264.254 vagas em 127 universidades em todo o Brasil, tanto para o primeiro quanto para o segundo semestre.

No entanto, o processo pode parecer confuso para quem vai participar pela primeira vez, fazendo com que muitas pessoas percam uma boa chance de entrar nas faculdades públicas por falta de informação ou de familiaridade.  

Por isso, listamos os 5 erros mais comuns na hora de fazer a inscrição do Sisu e como evitá-los para garantir a sua vaga. Vamos começar?

De olho no cronograma do Sisu 2024

Fique atento às datas do processo seletivo do Sisu 2024:

  • Inscrições: 22 a 25 de janeiro
  • Resultado da chamada regular: 30 de janeiro
  • Matrícula da chamada regular: 1 a 7 de fevereiro
  • Prazo para participar da lista de espera: 30/01 a 7/02
  • Convocação dos candidatos em lista de espera: em cada IES

1. Ignorar as notas de corte

Deixar de acompanhar as notas de corte diariamente pode impactar as suas chances no processo de inscrição do Sisu. 

O período é limitado a apenas 3 dias para que os estudantes tenham a flexibilidade de alterar tanto a primeira quanto a segunda opção de curso. Nesse contexto, as notas de corte sofrem alterações diárias, podendo aumentar ou diminuir.

Dessa forma, uma vaga que inicialmente não atendia à nota de corte em um dia pode estar disponível no dia seguinte. Por outro lado, uma vaga para a qual a nota era suficiente pode ficar indisponível em outro momento.

Portanto, é essencial acessar o sistema do Sisu diariamente e verificar as notas de corte para aproveitar a oportunidade de ajustar suas escolhas, caso seja necessário. 

Mais do que isso, as simulações são importantes antes e durante o período de inscrições! 

Simulador do Sisu

Já que estamos falando em notas de corte, aproveite o Simulador do Sisu para começar a planejar a sua estratégia de escolha dos cursos para a 1ª e 2ª opção. Assim, quando o período de inscrições começar, você já terá uma boa noção sobre as alternativas reais de sucesso. 

Para fazer a simulação, você só precisa informar a sua nota do Enem (real ou simulada) e  escolher o curso ou a universidade para conhecer suas chances a partir das notas de corte. 

2. Deixar para entender o processo apenas na hora de fazer a inscrição do Sisu 

Acessar as informações básicas sobre a inscrição do Sisu de última hora pode te prejudicar. Nesse sentido, é importante se antecipar para ter um entendimento melhor do funcionamento do processo seletivo.

Em muitos casos, estudantes esperam até o último dia de inscrições para obter conhecimentos básicos sobre o funcionamento do Sisu, as universidades participantes e até mesmo a escolha dos cursos. 

É fundamental compreender a distribuição de vagas para cada modalidade, os pesos atribuídos a cada área e a possível aplicação de bônus regional. 

Estar seguro sobre as opções reais de inscrição ajuda a evitar erros que podem comprometer a obtenção da sua vaga.

Quer saber mais sobre o assunto? Acesse Inscrições do Sisu 2024: estratégias para conquistar a sua vaga.

3. Não dar atenção à escolha da 2ª opção de curso

É imprescindível saber que existe a possibilidade de não ser aprovado na sua primeira opção de curso. Por isso, escolher bem a segunda opção é fundamental. Tenha em mente que as duas escolhas desempenham papéis igualmente importantes no processo.

Examine se há um curso pelo qual você estaria genuinamente interessado, caso a primeira opção não se concretize. Estaria disposto a considerar outras universidades? Converse com sua família e avalie os aspectos financeiros associados a viver em uma cidade diferente. 

Além disso, pesquise os programas de permanência oferecidos pelas instituições de ensino para tomar uma decisão mais segura. 

Evitar erros na escolha da segunda opção é importante para garantir um plano alternativo sólido na sua jornada educacional.

Para te ajudar, preparamos 5 estratégias para escolher um curso no Sisu e garantir a sua vaga

4. Não entender como funciona a lista de espera

A lista de espera tem dois detalhes fundamentais que devem ser de conhecimento de todos os estudantes que desejam fazer a inscrição do Sisu e aproveitar todas as oportunidades de classificação. 

Primeiramente, é preciso saber que, se porventura você não for classificado na chamada regular em nenhuma das suas opções de curso, é preciso manifestar interesse para participar, de fato, da lista de espera. Esse processo não é automático. 

É preciso acessar o sistema durante o período específico – de 30 de janeiro a 7 de fevereiro e, no boletim, clicar no botão que corresponde à confirmação de interesse em participar da lista de espera do Sisu.

Lembre-se de aguardar a mensagem de confirmação do sistema para ter a certeza de que a sua manifestação foi concluída corretamente.

Além disso, muitos estudantes cometem o erro de tentar verificar seus resultados no site do Sisu. Acontece que essa etapa do processo seletivo é realizada diretamente nas plataformas individuais de cada instituição de ensino.

Cada universidade gerencia sua própria lista de espera de maneira independente. Portanto, é preciso estar atento e acompanhar o site específico da universidade escolhida para não perder os resultados, as informações para confirmar a vaga e fazer a matrícula e, consequentemente, a chance de ingressar no ensino superior. 

Leia mais sobre o assunto em Lista de espera do Sisu 2024: vagas o ano todo.

5. Focar na aprovação sem considerar o interesse real no curso escolhido

Concentrar-se exclusivamente na aprovação, sem considerar o interesse genuíno no curso escolhido, é uma prática comum entre os estudantes. 

É importante ressaltar que, a partir desta edição, o Sisu acontece em rodada única no mês de janeiro, eliminando a oportunidade de tentar novamente no segundo semestre, como ocorria em anos anteriores. 

Essa mudança implica que a escolha feita no momento da inscrição é definitiva, e não haverá uma segunda chance no mesmo ano.

As mudanças no processo seletivo vêm exatamente para diminuir a ociosidade de vagas na educação pública. Isso porque, muitos candidatos classificados acabavam abandonando o curso ou nem mesmo se matriculando, prejudicando a seleção daqueles que genuinamente desejavam fazê-lo.

Portanto, a busca pela aprovação deve ser acompanhada pela responsabilidade de escolher cursos alinhados com seus verdadeiros objetivos e desejos acadêmicos.

Ficou mais claro para você os desafios que exigem atenção e estratégia para a inscrição do Sisu? Com a realização do programa em chamada única, é muito importante evitar esses  erros comuns para não comprometer a conquista da sua vaga! 

Aproveite outros conteúdos aqui no blog para saber mais sobre o processo seletivo. 

Melina Zanotto

Melina Zanotto é Jornalista, formada pela Universidade de Caxias do Sul em 2007. De lá para cá, sempre atuou com conteúdo digital em seus mais diversos formatos. Hoje, é redatora da Rede Enem, produzindo textos para o Blog do Enem e Curso Enem Gratuito.
Categorias: Sem categoria, Sisu
Encontrou algum erro? Avise-nos para que possamos corrigir.

Intensivo
gapixel

intensivogapixel