Faltam:
para o ENEM

Darwin x Lamarck : a Evolução das Espécies – Biologia Vestibular e Enem

O Enem e os vestibulares adoram explorar as diferenças entre as teorias de Darwin e Lamarck. O Blog do Enem vai ajudar você a fugir das “pegadinhas” e arrasar nas questões de Biologia!

Evolução das Espécies é “figurinha carimbada” nas questões de Biologia de qualquer vestibular e do Enem. Explorar as principais diferenças entre as teorias de Charles Darwin (darwinismo) e de Jean Baptiste Lamarck (lamarckismo) é a maneira predileta de esses exames testarem os seus conhecimentos. Veja o exemplo do pescoço das girafas.

 Então, para você arrasar nas questões de Biologia e conquistar a vaga tão desejada no curso dos seus sonhos, você tem que estar ligado nos pontos semelhantes e nos divergentes das duas teorias! Para te ajudar, nós do Blog do Enem preparamos este super post que tem o clássico exemplo de Lamarck e Charles Darwin sobre o pescoço das girafas,!  Vamos revisar?

Agora veja este resumo que preparamos para você com as principais diferenças entre as teorias de Charles Darwin e LamarckJean Baptiste Lamarck (imagem à direita) foi o naturalista pioneiro em elaborar leis e fundamentos para a evolução das espécies. Sua teoria dizia que os seres vivos modificavam-se ao longo do tempo de acordo com as pressões exercidas pelo ambiente e que estas modificações passavam para as gerações seguintes, seguindo a lei do uso e desuso e a lei dos caracteres adquiridos.

Apesar de hoje reconhecidamente errônea, sua teoria acertou em alguns pontos, que posteriormente Charles Darwin (imagem à esquerda) veio a reforçar com a teoria da Seleção Natural: os seres se modificavam ao longo do tempo (evoluíam, ao contrário da ideia fixista predominante na época), o ambiente influencia os seres vivos e as mudanças que neles ocorrem ao longo do tempo e a existência de relações de “parentesco” e descendência entre as espécies de seres vivos. Evidências sobre a Evolução das EspéciesPorém, o ponto principal que diferencia as duas teorias está na maneira como o ambiente age em relação aos seres vivos e como os seres vivos reagem às pressões do ambiente. Para que você entenda melhor estas diferenças, vamos utilizar o exemplo clássico para comparar as duas teorias: o tamanho do pescoço das girafas.

Dica1: Antes de continuar a estudar s principais diferenças entre Darwin e Lamarck, que tal revisar o Lamarckismo mais a fundo?

Visão Lamarckista: A partir das ideias de Lamarck, poderíamos explicar o grande tamanho do pescoço das girafas pelo esforço de esticar o pescoço para comer ramos de vegetação mais alta e o consequente aumento gradativo do órgão. Estas modificações ocorreriam para que o animal conseguisse se adaptar a uma nova condição ambiental – a diminuição da vegetação rasteira.

No cenário Lamarckista, não haveria variação inicial entre os indivíduos de uma população, todas as girafas teriam pescoços curtos e o uso constante do órgão esticando-o para alcançar a vegetação mais alta, fez com que o órgão se desenvolvesse mais (lei do uso e desuso).

Essa modificação tendo adaptado as girafas à nova condição ambientalteria sido transmitida aos descendentes (lei dos caracteres adquiridos), que a cada geração teriam um pescoço um pouco maior. Podemos notar então que, segundo as ideias de Lamarck, as alterações nos seres vivos surgem a partir da necessidade de adaptação às condições ambientais, são produzidas pelo ambiente. A imagem a seguir ilustra um resumo das duas leis de Lamarck aplicadas à evolução das girafas:

Girafas - Evolução

Dica 2: Aprenda ainda mais sobre Darwin nesta aula sobre A Teoria da Evolução das EspéciesA Teoria da Evolução das Espécies

A Visão Darwinista para a Evolução das Espécies:

Segundo o darwinismo, o ambiente seleciona os seres vivos mais adaptados. Isso quer dizer que os seres vivos que apresentem características que lhes permitam sobreviver a determinada condição ambiental viverão e, assim, conseguirão transmitir seus genes para as futuras gerações.

Em um cenário darwinista, existiriam variações entre as girafas – alguns animais teriam pescoços mais longos, outras, mais curtos. Assim, quando o ambiente se modificou e a vegetação rasteira ficou mais escassa, somente os indivíduos com pescoços mais longos conseguiriam se alimentar e sobreviver. Dessa maneira, esta característica seria selecionada e transmitida às futuras gerações.
Girafas - EvoluçãoPara Darwin, o ambiente não gera as variações, elas já existem naturalmente nas populações. Ou seja, o ambiente não promoverá as mudanças (como Lamarck dizia) e sim selecionaria variações mais adaptadas às condições apresentadas – seleção natural. A imagem acima demonstra essas ideias de Charles Darwin.

 Para resumir essa comparação, veja a imagem a seguir:Girafas - Lamarck vs Darwin

Dica 3: Outra pegadinha tradicional nas questões que abordam evolução são as diferenças entre o darwinismo e o neodarwinismo. Então, para gabaritar nas questões sobre evolução, veja o post a seguir e revise o Neodarwinismo (tem vídeo-aula da Khan Academy e do professor Paulo Jubilut): https://blogdoenem.com.br/darwin-evolucao-neodarwinismo/

Aula Gratuita: Darwin e a evolução das espécies

Para você dominar bem  o assunto, veja esta vídeo-aula do professor Rosseberg Lúcio:

E aí, gostou do vídeo? Beleza!

Dica do Blog: Você não lembra nada sobre as ideias de Darwin e a seleção natural? Então, dê uma espiada neste post sobre darwinismo.

E aí, conseguiu perceber as principais diferenças entre as duas teorias? Então, que tal testar seus conhecimentos?

1) (Fuvest-2000) Uma ideia comum às teorias da evolução propostas por Darwin e por Lamarck é que a adaptação resulta:

a) do sucesso reprodutivo diferencial.
b) de uso e desuso de estruturas anatômicas.
c) da interação entre os organismos e seus ambientes.
d) da manutenção das melhores combinações gênicas.
e) de mutações gênicas induzidas pelo ambiente.

Resposta: C

2) (Uneb-1998) Considere as seguintes afirmações:

I. Devido à necessidade de respirar ar atmosférico, certo animal passou a apresentar pulmão e transmitiu essa característica aos descendentes.
II. As toupeiras atuais têm olhos atrofiados porque seus ancestrais, por viverem sob a terra, não necessitavam da visão.
III. De tanto comer capim, o intestino dos herbívoros foi ficando cada vez mais longo.

O pensamento de Lamarck pode ser percebido em:

a) I, apenas.
b) III, apenas.
c) I e II, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

Resposta: E.

3) (VUNESP-2008) … o uso, nos animais domésticos, reforça e desenvolve certas partes, enquanto o não-uso as diminui e, além disso, estas mudanças são hereditárias.  A afirmação faz referência aos mecanismos que explicariam a transmissão das características biológicas de pais para filhos: lei do uso e desuso e transmissão hereditária dos caracteres adquiridos.

Pode-se afirmar que esses mecanismos de herança eram aceitos

a) tanto por Lamarck quanto por Darwin. Porém, para Darwin, esses mecanismos apenas explicavam a transmissão das características hereditárias, enquanto que a evolução em si era explicada como resultado da ação da seleção natural sobre a variabilidade.
b) tanto por Lamarck quanto por Darwin. Para ambos, esses mecanismos, além de explicarem a herança das características hereditárias, também explicavam a evolução das espécies ao longo das gerações. Para Darwin, porém, além desses mecanismos deveria ser considerada a ocorrência das mutações casuais.
c) exclusivamente por Lamarck. Cerca de 50 anos depois de Lamarck, Darwin demonstrou que as características adquiridas não se tornam hereditárias e apresentou uma nova teoria capaz de explicar o mecanismo da herança: a seleção natural.
d) exclusivamente por Lamarck. Essas explicações sobre o mecanismo da herança foram imediatamente contestadas pela comunidade científica. Coube a Darwin apresentar o mecanismo ainda hoje aceito como correto: a Teoria da Pangênese, que complementa a Teoria da Evolução.
e) exclusivamente por Lamarck. Darwin sabia que essa explicação não era correta e por isso, nesse aspecto, era contrário ao lamarckismo. Contudo, Darwin não tinha melhor explicação para o mecanismo da herança. Coube a Mendel esclarecer que o material hereditário é formado por DNA.

Resposta: A

4) (UEL-2010) “Darwin, empolgado com as maravilhas da natureza tropical, em Salvador e no Rio, registrou: A viagem do Beagle foi sem dúvida o acontecimento mais importante de minha vida e determinou toda a minha carreira. As maravilhas das vegetações dos trópicos erguem-se hoje em minha lembrança de maneira mais vívida do que qualquer outra coisa.” (Adaptado de: MOREIRA, I. C. Darwin, Wallace e o Brasil. In Jornal da Ciência, Ano XXII, n. 625, p. 6, 11 jul. 2008.)

Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas a seguir:

I. A ideia de evolução não era nova, contudo, foi Darwin que estabeleceu cientificamente o princípio da seleção natural como fator responsável pela evolução dos organismos.?
II. As conclusões expostas no livro A origem das espécies levaram ao aprimoramento dos estudos de Lamarck que embasavam a teoria da geração espontânea dos organismos.
III. Em sua viagem, Darwin observou a ocorrência de processos biológicos semelhantes em áreas geográficas e com seres vivos diferentes, o que colaborou para a elaboração da Teoria da Evolução pela seleção natural.
IV. A Teoria da Evolução pela seleção natural, conhecida por darwinismo, também foi desenvolvida por Alfred Wallace que, na mesma época, estudava o fenômeno evolutivo.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e II são corretas.
b) Somente as afirmativas II e IV são corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
e) Somente as afirmativas I, III e IV são corretas.

Resposta: E.

Juliana Biologia Enem
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Juliana Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia em escolas da Grande Florianópolis desde 2007. Facebook: https://www.facebook.com/juliana.evelyndossantos.