Lista de exercícios sobre DNA e RNA

Relembre do conteúdo sobre os processos de duplicação, transcrição e tradução e teste os seus conhecimentos com exercícios do Enem e vestibulares sobre DNA e RNA!

Os conteúdos de Biologia que caem no Enem são relativamente previsíveis. Há temas que se repetem ao longo dos anos, como, por exemplo, citogenética. E, para entender esse ramo da biologia, é essencial que você compreenda todos os processos envolvendo o DNA e RNA: estruturas, duplicação, transcrição e tradução. Por isso, preparamos um resumo sobre o assunto e uma lista de exercícios sobre DNA e RNA que já caíram no Enem e nos vestibulares!

Resumo sobre DNA

O DNA, ou ácido desoxirribonucleico, é a molécula que carrega nossas características genéticas. É ele quem determina a nossa “coleção” de proteínas e, dessa maneira, influencia nas características de cada ser vivo.

A molécula de DNA é formada por uma sequência de nucleotídeos organizados em dois filamentos torcidos em uma dupla-hélice. Cada nucleotídeo se constitui por um açúcar de 5 carbonos (a desoxirribose, no DNA e a ribose no RNA), um radical do ácido fosfórico (o fosfato) e um composto cíclico de com nitrogênio (a base nitrogenada).

Existem cinco tipos de bases nitrogenadas: adenina (A), guanina (G), citosina (C), timina (T) e uracila (U), sendo que esta última está presente apenas no RNA. Essas moléculas são responsáveis pela formação dos genes.

A ligação entre os dois filamentos se dá pelas bases nitrogenadas ligadas por pontes de hidrogênio – os pares de bases. Os filamentos formam-se por nucleotídeos unidos por uma ligação entre o grupamento fosfato de um e a pentose de outro. Por conta das características químicas de cada base nitrogenada, elas se ligarão em pares da mesma maneira: A-T, C-G.

Assim, em uma molécula de DNA, sempre teremos quantidades equivalentes de A/T e C/G. Para entender melhor esta estrutura, veja a imagem a seguir:Dupla hélice - Exercícios sobre DNA e RNAO código genético é formado uma sequencia de bilhões de pares de bases. Isso quer dizer que a “receita” das proteínas que devem formar o nosso corpo está na sequencia de pares de bases nitrogenadas do nosso DNA. As partes do DNA que produzem determinadas características chamam-se genes.

Resumo sobre RNA

O RNA é a molécula responsável por controlar e “colocar em prática” a síntese de proteínas. É formado por um filamento único de nucleotídeos, no qual o açúcar é a ribose e as  bases nitrogenadas são a adenina (A), guanina (G), citosina (C) e uracila (U).

Veja a imagem a seguir que ilustra a estrutura do RNA:RNA

Videoaula sobre DNA e RNA

Antes de partir para os exercícios sobre DNA e RNA, confira a aula da professora Juliana sobre o assunto! Ela fala sobre a estrutura dessas duas moléculas, o que são nucleotídeos e sobre os diferentes tipos de RNA:

Exercícios sobre DNA e RNA

Agora chegou a hora de responder aos exercícios sobre DNA e RNA. Se você ainda ficar com dúvidas, não deixe de consultar o conteúdo no final da lista de questões! Você vai entender como ocorre a duplicação do DNA e os processos de transcrição e tradução do RNA.

.

E aí, como foi o seu desempenho? Em seguida você pode conferir um resumo sobre os processos de duplicação, transcrição e tradução. Assim você vai mais preparado para as provas!

Duplicação do DNA

As nossas células precisam tirar cópias de si mesmas. Nesses casos, o DNA precisar ser duplicado. Esse processo ocorre com o auxílio de várias enzimas que irão quebrar as pontes de hidrogênio, separando os dois filamentos da dupla hélice.

Em cada filamento exposto, novos nucleotídeos serão encaixados (obedecendo ao emparelhamento A-T / C-G) com o auxílio da enzima DNA-polimerase. Dessa maneira, temos duas moléculas de DNA a partir de uma.

Como cada uma das moléculas resultantes terá um filamento da original, dizemos que a duplicação do DNA é semiconservativa. Para entender melhor o processo, veja a imagem a seguir:duplicação do DNA

Tipos de RNA

Assim como o DNA, o RNA também passa por um processo de “reprodução” dividido em duas etapas: a transcrição e a tradução. Mas antes de entendermos como isso ocorre, é preciso conhecer os 3 tipos de RNA.

  1. RNAm – RNA mensageiro: a molécula de DNA é enorme. Ela possui a “receita” para as proteínas, mas tirar ela do núcleo e levar até o citoplasma onde as proteínas são produzidas seria inviável. É aí que entra o RNAm. Ele transcreve partes do DNA e leva a “mensagem” contida nelas do núcleo para o citoplasma.
  2. RNAt – RNA transportador: possui três bases nitrogenadas expostas (o códon, que corresponde a um aminoácido) e transporta aminoácidos que serão utilizados para produzir as proteínas.
  3. RNAr – RNA ribossômico: participa da construção dos ribossomos (organelas citoplasmáticas responsáveis pela produção de proteínas).

Transcrição do RNA

  1. Para formar um RNAm, enzimas irão quebrar as pontes de hidrogênio que ligam as bases nitrogenadas do DNA.
  2. Depois, seguindo o código do DNA, a RNA-polimerase irá encaixar os nucleotídeos que formam o RNA.
  3. Mas, fique atento! O RNA não possui timina (T). Por isso, sem a timina (T), quando a RNA-polimerase encontra uma adenina (A) ela irá encaixar uma uracila (U).

Tradução do RNA

  1. Traduzir o RNA significa transformar uma sequência de genes presentes no RNA para uma sequência de aminoácidos em uma proteína.
  2. Cada três letras (bases nitrogenadas) do RNA correspondem a um códon, que é o código corresponde para um aminoácido.
  3. Por fim, com o auxílio do ribossomo e dos RNAt, os aminoácidos são ligados na sequência correta, formando as proteínas.

João Vianney dos Valles Santos

Psicólogo e jornalista, Vianney é diretor do Blog do Enem. Tem doutorado em Ciências Humanas, coordenou o Laboratório de Ensino a Distância da UFSC, e Dirigiu o Campus Unisul Virtual. É consultor de EaD da Hoper Educação.
Categorias: Simulado Biologia, Simulados Enem