Questões sobre o ciclo da cana-de-açúcar Brasil colonial

O açúcar foi o principal produto da economia colonial do século XVI até o XVIII. Teste seus conhecimentos com questões sobre a economia açucareira no Brasil colônia!

Brasil colônia é um conteúdo de História que cai em todos os anos no Enem. Entre os vários temas do período colonial que são cobrados nas provas, o ciclo da cana-de-açúcar é um dos principais. Teste os seus conhecimentos com questões sobre a economia açucareira e confira nosso resumo sobre o assunto!

Resumo sobre economia açucareira

Por volta de 1530, as perdas territoriais no Oriente provocaram uma forte retração no comércio português de especiarias. Foi então que o interesse pelo Brasil aumentou significativamente. Isso porque o território reunia condições muito favoráveis à produção do açúcar, já praticada pelos portugueses em suas ilhas atlânticas desde o século XV.

Diferente da extração de pau-brasil, a produção do açúcar exigia o deslocamento e a fixação de um grande número de pessoas, o que implicaria a colonização efetiva do Brasil. Além disso, havia a necessidade de povoar o território para garantir sua posse, pois Portugal se sentia ameaçado pela presença francesa no litoral através fundação de várias feitorias.

A primeira expedição colonizadora ocorreu entre 1530 e 1532 sob a liderança de Martim Afonso de Souza. Patrocinado pelo rei, ele deu início à colonização por meio da produção açucareira, construindo o primeiro engenho de açúcar na mesma região onde fundou a primeira vila do Brasil: São Vicente (1532). Aos poucos, a produção açucareira foi assumindo características comuns em toda a colônia.

O caráter extensivo da agricultura canavieira exigia grandes extensões de terra para o seu cultivo. Isso fez o latifúndio predominar no Brasil, o que era compatível com a enorme extensão territorial da colônia. Contribuía para isso a presença de um solo argiloso muito propício à cultura canavieira: o solo de massapé.

O latifúndio foi, sem dúvida, a base de uma sociedade historicamente marcada pela desigualdade social e pela má distribuição de terras. Ele permitiu a formação de uma sociedade aristocrática dominada pelos senhores de engenho, que eram donos de terras e de escravos.

Engenhos de açúcar

As fazendas canavieiras, mais conhecidas como engenhos de açúcar, eram um grande complexo agro manufatureiro autossuficiente, o que desfavoreceu no início da colonização o surgimento de pequenas propriedades voltadas para o mercado interno.

Engenho de Itamaracá - economia açucareiraEngenho de Itamaracá, por Frans Post, 1647.

O açúcar era produzido exclusivamente para atender ao mercado europeu, sendo o único produto na colônia voltado a esse fim. Isso não quer dizer que nada mais era produzido nos engenhos brasileiros. Havia o cultivo em pequena escala de gêneros alimentícios voltados à subsistência dos habitantes do engenho, como mandioca, feijão e milho, por exemplo.

A mão de obra mais largamente utilizada foi de africanos escravizados. Isso se deveu a três motivos principais. Primeiramente, o comércio de escravos africanos já era uma atividade praticada pelos portugueses desde a metade do século XV, gerando lucros à burguesia portuguesa e impostos à Coroa.

No Brasil os portugueses já praticavam a captura e a escravidão de indígenas. Essa atividade apenas barateava a produção aos colonos, mas não beneficiava a metrópole porque não havia intermediação (compra e venda) de escravos em uma escala internacional.

A captura e a escravidão entre diferentes tribos ou etnias já era uma prática recorrente entre vários povos africanos. Não há registros consistentes de que o ritmo de trabalho e as condições de controle e de castigos eram tão intensos quanto aqueles que foram praticados durante séculos no Brasil.

Videoaula sobre economia açucareira

Antes de iniciar as questões sobre economia açucareira, assista à videoaula da professora Ana do Curso Enem Gratuito:

Questões sobre economia açucareira

Responda os exercícios e descubra como a economia açucareira costuma cair nas provas:

.

João Vianney dos Valles Santos

Psicólogo e jornalista, Vianney é diretor do Blog do Enem. Tem doutorado em Ciências Humanas, coordenou o Laboratório de Ensino a Distância da UFSC, e Dirigiu o Campus Unisul Virtual. É consultor de EaD da Hoper Educação.
Categorias: Simulado História, Simulados Enem Tags: , ,
Encontrou algum erro? Avise-nos para que possamos corrigir.