Fusos horários – Revisão de Geografia para Enem e Vestibular

Você sabe como funcionam os fusos horários? Não? Não deixe de ver esta excelente revisão de Geografia para o Enem e Vestibulares de todo o Brasil. Este assunto é fácil e bem comum de aparecer, então não perca essa questão!

Não é raro que se queira ou precise saber a hora em determinado local. Seja no Brasil, seja em outra parte do mundo. Qual a lógica que está na definição das horas nos diferentes locais da Terra?  Entender o funcionamento dos fusos horários ajuda muito a compreender os fatos em nível mundial que ocorrem diariamente.

Fusos Horários

Fusos horários – Revisão de Geografia para Enem e Vestibular

Quando há uma viagem, com frequência um dos fatores que influenciam a estadia dos turistas ou migrantes é a diferença de horas entre o local de origem e o destino. Pode inclusive atrapalhar a adaptação a nova realidade.

Quanto maior for a diferença de fuso horário, maior a dificuldade, requerendo até mesmo um período de adaptação. No retorno ao local de origem, mais um momento de adaptação. Acompanhe essa revisão para você acertar os ponteiros para um ótimo desempenho em Geografia no Enem!!

Dá pra imaginar nosso cotidiano sem sabermos as horas? Pois então, apesar de as atividades da humanidade possuem em relação aos horários, não faz tanto tempo assim que existe um sistema mundial que define as horas nos diferentes locais no planeta Terra.

Até então, não havia qualquer ligação entre o horário nos diferentes locais do mundo. Cada país, cidade e/ou estado estabelecia as horas com base na posição do sol e utilizando a lógica de que um dia completo dura 24 horas. Imagina a dificuldade pros viajantes a cada localidade que chegavam?

Apenas com a “descoberta” da Longitude que passou a ser possível criar um sistema mundial pra determinação do horário em nível global. O raciocínio não é muito complexo. Sabendo-se que a Terra possui formato esférico, logo, conclui-se que temos uma circunferência que tem 360º. Bastava, portanto, dividir o planeta em 24 faixas longitudinais que totalizariam 24 horas, correspondentes a duração de um dia.

Mas como determinar o local onde o dia começa?

Mais uma vez, os conhecimentos astronômicos ajudaram bastante na determinação do local onde “começa” o dia. O movimento de rotação da Terra se dá no sentido Oeste-Leste. Logicamante, os horários devem diminuir no sentido Oeste. Ou seja, a partir do ponto que se determinou o início dos fusos horários, o resto do mundo teria horas atrasadas em relação a esse ponto. Mas onde marcar o início dos fusos horários!?

Para tal tarefa, na mesma conferência que se determinou a Longitude, determinou se o que chamamos de antimeridiano, aproximadamente a 180º do Meridiano de Greenwich. Para facilitar isso, o antimeridiano cruza uma região de ocupação humana dispersa, nas ilhas Oceânicas da Oceania. Se fosse cruzando um país qualquer, seria bastante complicado que uma parte estivesse num dia e outra na véspera, no mesmo horário. Seria muito confuso. Portanto, determinar o antimeridiano na numa área “isolada” do planeta foi conveniente pro restante do mundo.

O antimeridiano, cuja Longitude é de 180º Leste, também marca a Linha Internacional de Mudança de Data. É a partir dela, que marca o horário mais adiantado do mundo, que os demais fusos são determinados. Para exemplificar, pense na noite de ano novo. É nessa parte do mundo que primeiramente ocorre a passagem do ano.

E como foi dividido o planeta em 24 partes?

A próxima tarefa era definir a extensão dos fusos horários. A matemática aqui é simples. Os 360º que abrangem as longitudes (180º para cada hemisfério) deveriam ser divididos pelas 24 horas de duração de um dia.

360 dividido por 24= 15

Logo, cada fuso deveria ter 15º de extensão longitudinal. Do ponto de vista matemático, a solução era simples. No entanto, havia uma questão a ser solucionada. Os fusos abrangem 15º mas cortam países pequenos no sentido longitudinal (Leste-Oeste). Não faria sentido que um país com área reduzida possuísse mais de um fuso horário.

Para resolver isso, os países foram autorizados a adaptar as linhas dos fusos de modo a não cortá-los e, portanto,  ter mais de um fusos horário em seu território. A essa adaptação dos fusos convencionou-se chamar de Hora Legal.

Fusos Horários – Teórico

Fuso horário teórico

Fusos Horários – Teórico: Planisfério com a divisão em 24 fusos, sem contar com a divisão por Hora Legal.

Fusos Horários – Hora Legal

Hora legal

Fusos Horários – Teórico: Planisfério com a divisão em 24 fusos com a divisão por Hora Legal.

Linha Internacional de Mudança de Data

Linha Internacional de Data

Linha Internacional de Mudança de Data: Recorte do mapa mundi com destaque para a Linha Internacional de Mudança de Data

Então, agora já sabem que horas são em qualquer parte do mundo… Beleza! Então, para fixar bem o conteúdo e finalizar sua revisão, veja esta super videoaula!

Geografia – Fuso-Horário (canal: Oficina do estudante)

Coordenadas Geográficas (canal: Socorro Professor)

Agora, que tal você testar seus conhecimentos?

1 – (IFSC – 2015) A Terra leva 24 horas para completar seu movimento de rotação, ou seja, um giro de 360 graus em torno do seu próprio eixo. A cada uma hora, portanto, ela gira 15 graus de oeste para leste. A partir dessa informação é possível construir um mapa de fusos horários para determinar as horas em diferentes pontos da Terra. Com relação aos fusos horários, assinale a alternativaCORRETA.

a) Para leste as horas devem ser atrasadas em uma hora a cada fuso e o inverso acontece para oeste.
b) Um mapa de fusos horários é constituído por 24 faixas latitudinais, cada qual com 15 graus.
c) Países na mesma latitude, independente da longitude, têm o mesmo fuso horário.
d) Atualmente o Brasil possui 5 fusos horários, porém há apenas duas horas oficiais: o horário de Brasília e o do Acre.
e) Um mapa de fusos horário é constituído por 24 faixas longitudinais, cada qual com 15 graus.

2 – (UNCISAL/AL – 2015)

 

Considerando que a figura acima corresponde a uma visão da Terra vista de uma aeronave que sobrevoa o polo Norte e que o triângulo ao lado é uma figura fixa, é correto afirmar que

a) quatro horas após esse registro a seta estará apontando para o meridiano A.
b) quatro horas após esse registro a seta estará apontando para o meridiano C.
c) quinze horas após esse registro a seta estará apontando para o meridiano E.
d) nove horas após esse registro a seta estará apontando para o meridiano D.
e) nove horas após esse registro a seta estará apontando para o meridiano B.

GABARITO

1 – E
2 – D

Douglas de Barros Oliveira é Professor de Geografia, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina,  com 12 anos de experiência na docência e especialista em tecnologia na aprendizagem.