Música: o curso de graduação, profissão e mercado de trabalho

Você pensa em se tornar um Músico Profissional, professor de música ou tem esta arte apenas como um sonho pessoal? Veja abaixo como é o curso de graduação em Música, as diferentes atividades na profissão, e o mercado de trabalho. 

Quem não gostaria de fazer um curso de graduação em Música, que lida de maneira tão direta com a criatividade? Pois é isso mesmo o que os cursos superiores em Música oferecem ao estudante.

O curso cobre diversos aspectos da música, desde sua história, domínio de instrumentos, de técnicas, e chegando até à composição e regência. O curso forma profissionais para o mercado de trabalho da arte musical  e também para atuar como professores.
 
Quem é o músico? A pessoa que deseja se dedicar a essa profissão deve ter um apreço pela musicalidade, os sons e suas combinações. Geralmente é cedo na vida que esses gostos se desenvolvem.O estudante de música já leva para a faculdade ou precisa desenvolver ali todo um conjunto de habilidades para instrumentos musicais, ritmo, e bastante vontade de aprender o que ainda não sabe. Em muitas instituições, além da seleção pelo Enem ou pelo Vestibular há provas práticas, eliminatórias.

Dica 1 – Vai fazer o próximo Enem ou Vestibular? Veja aqui o que mais cai nas provas e as melhores apostilas gratuitas para todas as matérias:

graduacao em musica

O curso de graduação em Música

A grade curricular de um curso de graduação em música abrange diversos pontos da formação. Algumas disciplinas com que os estudantes terão contato são: história da música, teoria musical, prática de instrumento, apreciação musical, áudio e acústica, síntese sonora, antropologia cultural, entre outras.
Os ramos do conhecimento que podem dialogar com a música são diversos e as universidades podem oferecer diferentes opções de matérias dentro do currículo.

Confira abaixo um vídeo produzido pelo Centro Universitário Claretiano,  que fala um pouco mais  sobre eo curso de graduação em Música:

Dica 2 – Fazer um curso superior ajuda a mudar a sua história de vida. Veja como cresce o salário a cada nível de ensino concluído. Quem termina faculdade ganha 144% a mais do que os colegas que param no Ensino Médio:

Cursos de Música com conceito 5 no Enade – O conceito do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) leva em conta uma série de critérios, como: o desempenho dos estudantes do curso em uma prova realizada anualmente, o corpo docente, a infraestrutura, os recursos didático-pedagógicos, além dos programas de pós-graduação.

Todos são sintetizados em um único indicador, que varia de 1 a 5. Os cursos com nota acima de 3 são considerados satisfatórios pelo Ministério da Educação.

  • Universidade Federal do Rio Frande do Sul (UFRGS)
  • Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Universidade Federal da Bahia (UFBA)
  • Universidade estadual Paulista Júnior de Mesquita (UNESP)
  • Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Mercado de trabalho para Música  

Em 2012 entrou em vigor a lei que tornou obrigatório o ensino da música nas escolas. Com isso, a carreira profissional do músico que também atua como professor aqueceu bastante.

Para quem completa o curso de graduação com a licenciatura em música (habilitação para ensinar música na Educação Básica) , o cenário profissional atual é constante, com opções de emprego nas escolas privadas e públicas.

Vagas para atuar no ensino da música também podem ser encontradas em instituições do terceiro setor, em alguns projetos empresariais assim como em escolas regulares de música.

À parte dos aspectos para formar professores, há diversos cursos que formam profissionais para atuar como músicos em orquestras, como maestros, compositores, arranjadores, e  etc.

Outro campo associado aos egressos dos cursos de graduação em música é o da vida empresarial, como abrir um estúdio ou mesmo atuar de maneira autônoma com gravações e mixagens. Além disso, há o mercado profissional para músicos que se destacam em suas habilidades ou instrumentos e que são requisitados para participar de grandes bandas ou formações com artistas de renome nacional e internacional.

Perfil do profissional após a formação

Depois de formado, todo aquele talento bruto que ali se encontrava no aluno poderá ter se desenvolvido e aprimorado, seja para o campo da execução de instrumentos musicais, seja para a docência. Ele deve ser capaz de transmitir conhecimentos em sensibilidade musical e performance.

E aí, pronto para entrar na faculdade de Música? Se essa ainda não é a sua opção, clique aqui e conheça o nosso Guia de Profissões!

Post escrito por Victor Barreto. Ele é formado em jornalismo,  e reside em São Paulo. Já atuou como professor de inglês em diversas escolas, como Cultura Inglesa, Yázigi e United Institute, além de haver trabalhado como assistente editorial. Atualmente, realiza traduções, dá aulas particulares de inglês e atua como redator online. Twitter: @victor_toscano