Max Weber – Revisão e Simulado Enem de Sociologia com 10 questões

Responda as 10 questões do simulado de Max Weber que preparamos para você mandar bem no Enem! Veja um resumo sobre o tema e assista à videoaula do Curso Enem Gratuito.

Max Weber (1864-1920), assim como Émile Durkheim e Karl Marx, foi um dos fundadores da Sociologia e procurou compreender as transformações sociais que ocorreram com a Revolução Industrial. Quer ver o que sabe sobre Max Weber? Responda as questões do Simulado Enem Online de Sociologia!

Max Weber (1864-1920) foi influenciado por estes pensadores, mas também os criticou, sendo contrário as ideias de Marx com relação a importância dos fatores econômicos como determinantes do mundo social e também não acreditava na ideia da existência de forças para além do indivíduo que afetam seu comportamento, teorizada por Émile Durkheim, reconhecido como  o primeiro pensador a estrutura a sociologia como uma disciplina de estudos, observação e pesquisas. Na imagem, quadro com a representação de Max Weber.

Weber dava maior importância ao agente, enxergando-o como principal ator no processo de mudança social que levou ao sistema capitalista. Afirmava que era preciso compreender o significado que as pessoas atribuem aos seus comportamentos, e somente deste modo seria possível compreender a sociedade.

Weber elaborou o conceito de ação social por acreditar que as motivações das ações dos indivíduos, em seu convívio diário, era o que determinaria os rumos dos processos de mudança social. O pensador define ação social como uma conduta do ser humano com significado subjetivo que orienta seu comportamento racional, tendo em vista a ação do outro ou outros.

A Sociologia busca compreender o sentido dessa ação, como se desenvolve e os efeitos da conduta de um ou mais indivíduos em relação ao outro, ou seja seu caráter social.

O que orienta o comportamento do Manolito? Quais os valores que ele carrega que orienta seu comportamento com relação a que foi dito pela Mafalda?

Tipos puros de ação social

As ações dos seres humanos podem ser previsíveis quanto mais forem racionais. Pensando deste modo Weber constrói quatro tipos puros de ação social: ação racional com relação a fins, ação racional com relação a valores, ação tradicional e ação afetiva. Trata-se de um modelo de conduta, construído pelo pensador para que se possa compreender as relações sociais racionais, e a partir delas interpretar, até certo limite, outras conexões de sentido, as afetivamente condicionadas e as que sofrem influências irracionais.

A ação racional com relação a fins são aquelas em que se quer atingir um objetivo específico e para isso há um planejamento utilizando-se de meios necessários e adequados que são avaliados e combinados do seu próprio ponto de vista, por exemplo, uma ação científica ou econômica. A conexão entre os fins e os meios serão mais racionais caso não haja a interferência de afetos.

Ação racional com relação a valores o agente atua não levando em conta os fins, mas está a serviço de suas próprias convicções, guiado por valores que inspiram sua conduta. Nesta ação o agente estará, por exemplo, cumprindo um dever, uma exigência de seu próprio senso de dignidade, uma crença religiosa, moral, política ou é movido a valores como a honestidade, honra, justiça, beleza, fidelidade, etc. Nessa ação pode existir, muitas vezes, uma certa irracionalidade quanto mais forte for o valor que o motiva.

Ação afetiva é quando não há motivação racional, o agente é inspirado pelas emoções imediatas, como medo, orgulho, vingança, entusiasmo, ciúme, paixão, e etc, ou seja, atitudes que podem levar a pessoa a destruir algo precioso para si ou a produzir uma obra de arte, por exemplo. Esta ação é diferente da racional orientada por valores, já que nesta última o agente planeja, segue um certo direcionamento, agindo de forma racional.

Na ação tradicional o sujeito é guiado pelos hábitos e costumes arraigados, reagindo a estímulos habituais, por exemplo o casal que batiza seu filho mesmo estando descomprometido com a religião.

Fonte: http://pt.slideshare.net/alisonunes/a-sociologia-de-max-weber

Essas categorias desenvolvidas por Weber auxiliam a compreensão do sentido que um sujeito atribui a sua ação e seu significado social. Podemos nos utilizar dessas categorias para analisar inúmeras ações sociais como comprar, casar, estudar, dar esmola, participar de uma associação, ir à igreja e etc.

Dominação

Weber entende que o social constrói-se a partir das ações dos agentes, por meio das relações sociais. Pensando deste modo o que faz com que a vida social perdure? O que faz com que os sujeitos deem um sentido determinado as suas ações, e que esta conexão perdure com regularidade? O pensador acredita que estas questões podem ser explicadas pelo que acredita estar no centro da organização social: a dominação.

A dominação para Weber é um estado de coisas em que a vontade do dominador ou dominadores influencia os atos do dominado ou dominados, como se estes tivessem adotado por si mesmos o conteúdo do mandato. Todas as esferas da ação social são influenciadas pela dominação.

Dominação. Fonte: http://www.temporamagazine.com/wp-content/uploads/vi%C3%B1eta.jpg

Formas legítimas de dominação

As formas legítimas de dominação, as de tipo puro, segundo Weber, são três: legal, tradicional e carismática. A dominação tradicional pode ser justificada pelo conformismo, o “fazer tudo como sempre se faz”, é o domínio tradicional de um patriarca ou de um príncipe. A carismática justifica-se pelo carisma pessoal, pela confiança e dedicação, pelo heroísmo ou liderança pessoal, é a dominação exercida pelo demagogo, pelo profeta, pelo governante carismático, etc.

Por fim, a dominação legal baseia-se nas regras criadas racionalmente e na fé que os dominados tem na validade dessas regras, é a dominação do Estado, do tipo moderno de administração, burocrática, que se aplica a política, a economia, ao trabalho e a religião, é a crença na legitimidade das normas vigentes e na autoridade dos dominantes.

Dica do Blog: Veja uma aula completa sobre Max Weber clicando aqui. Com o Curso Enem Gratuito você garante o sucesso na prova!

Antes de resolver os exercícios, que tal revisar mais um pouco com a superaula da prof. Anna?

https://youtu.be/VzfX8X31bj8

Agora que você já revisou o tema responda as 10 questões do simulado de Max Weber para refrescar sua memória e tirar suas dúvidas sobre Sociologia. Se errar, tem dicas para estudar!

 Simulado – Max Weber

.

Venha para o Curso Enem Gratuito:

Criamos para você duas novidades: Um Curso Enem Online totalmente gratuito, e uma bateria de Simulados Enem Gratuitos, com todas as matérias do Exame Nacional do Ensino Médio.  Acesse o Curso e faça os Simulados para chegar bem no próximo Enem! Simulados com Gabarito na mesma hora. Veja aqui:

Você pode estudar uma aula gratuita por dia no Curso Enem Online, com todas as matérias do Exame Nacional do Ensino Médio e também as Dicas para uma Redação Enem Nota 1000. Na verdade você pode estudar quantas aulas quiser por dia. Mas, o importante é criar o hábito de ver pelo menos uma aula por dia.

Curso Enem Gratuito com todas as matérias e dicas de Redação.

Simulado Enem – Escolha a sua próxima prova:

Biologia

Filosofia

Física

Geografia

Gramática

História

Inglês

Literatura

Matemática

Química

Espanhol

Sociologia

Encceja