Faltam:
para o ENEM

O Movimento de Translação da Terra – Geografia- Enem

Os movimentos da Terra ao redor do Sol e em torno do próprio eixo regem a nossa vida. Você já parou para pensar nisso? Veja agora como acontece o movimento de translação (ao redor do Sol) e de rotação (em torno do próprio Eixo. Cai no Enem e vestibulares. Acompanhe esta história com Ptolomeu, Copérnico, Giordano Bruno, Johanes Kepler, e Galileu Galilei.

A translação é o movimento em que a Terra faz em volta do Sol. Mas, durante séculos e séculos a crença dizia o contrário, que o Sol é que girava ao redor da Terra. Muita gente morreu – inclusive queimada viva numa fogueira, por causa desta discussão. Veja.

Diferentemente da rotação da Terra em torno do seu próprio eixo, que leva 24 horas para rotacionar em torno dela mesma, provocando a percepção de dias e de noites, alternando as partes da terra que são iluminadas pela luz do Sol, a translação é mais lenta: a Terra leva 365 dias e aproximadamente 6 horas para dar uma volta completa em torno do Sol. Essa dinâmica originou a criação do ano. Mas não pense que foi tudo assim tão óbvio. O pensamento primitivo dizia que era o contrário, que o Sol girava ao redor da Terra. Quem dissesse o contrário era torturado e até queimado vivo numa fogueira em praça pública. Veja abaixo.

Veja a imagem e entenda como a Translação acontece:

Preste bem atenção nessa figura: a Terra gira em torno de si mesma, do seu eixo imaginário, (rotação) e ao mesmo tempo ela está girando ao redor do Sol (translação). Figura 1 – O Movimento de Translação da Terra ao redor do Sol.Movimento de Translação - Terra

Giordano Bruno morreu na fogueira

Hoje a evidência científica do movimento da Terra ao redor do Sol está consagrada nos estudos escolares. Mas, um olhar para a História da Humanidade mostra filósofos, religiosos e cientistas que foram perseguidos ou mortos porque o pensamento da época estava vinculado à religião que tinha como princípio a Terra ser o centro do universo, descartando a hipótese de que a Terra poderia girar ao redor do Sol. giordano bruno

Giordano Bruno (na ilustração acima), um frade dominicano que pesquisava o movimento dos astros, morreu queimado na fogueira da Igreja Católica no ano de 1600, na praça Campo de Fiori, em Roma, pelo motivo de ter se associado aos estudos anteriores de Nicolau Copérnico e de Tycho Brahe, de que era a Terra que girava ao redor do Sol, e não o contrário. Pagou com a vida a contribuição que deu para o avanço da ciência.

Dez anos após a morte de Giordano Bruno o matemático e físico italiano Galileu Galilei utilizou um telescópio para observar o movimento dos planetas e comprovou com os registros de satélites do planeta Júpiter que o modelo de Copérnico estava correto.

Galileu Galilei - Precursor do Iluminismo
Galileu observando Júpiter com o telescópio

Na mesma época, mas fora da Itália, o matemático e astrônomo alemão Johanes Kepler formulava as proposições e os cálculos matemáticos que davam sustentação teórica ao modelo heliocêntrico de Nicolau Copérnico, gerando ‘As Três Leis de Kepler’.  Confira aqui a história da Astronomia e dos movimentos celestes.   A Mecânica Celestes de Johanes Kepler

Mas, na Itália, Galileu Galileu foi obrigado a silenciar sobre a sua descoberta com o telescópio para não ser torturado e talvez morto pela Igreja Católica da época. Foram tristes capítulos no conflito entre ciência e religião.  Veja aqui uma aula completa sobre os estudos do Movimento de Galileu (Movimento Retilíneo Uniforme, e Movimento Uniformemente Variado).

As Quatro Estações e o movimento da Translação

O homem há milhares de anos, já se organizava em função das épocas mais favoráveis em relação ao clima, para o plantio, a colheita, as comemorações religiosas, enfim eles se organizavam de acordo com a distribuição da luz solar e do calor. Com a translação acontecendo ele percebia as diferenças climáticas, mas não se dava conta do que seria isso.

Hoje, sabemos que a principal consequência desse movimento são as quatro estações. O que determina a mudança de estação é a distribuição desigual da luz solar incidente sobre o planeta. Veja uma aula completa sobre As Quatro Estações.  As Quatro Estações

Vamos entender melhor esse fenômeno que a Terra pratica? Assista a essa aula do prof. Gabryel Correa.  Fique por dentro de tudo aqui no nosso blog!

Agora veremos algumas curiosidades! Vamos lá?

 

O movimento de translação é praticamente imperceptível para nós, exceto quando as estações mudam, mas do ponto de vista de movimentação não sentimos nem ouvimos nada concorda? Mas por incrível que pareça, a Terra está em constante movimento, e segundo cálculos de astrônomos, a uma velocidade de aproximadamente 108 mil km por hora, o equivalente a 30 km por segundo! É realmente uma velocidade impressionante!

Outra curiosidade é que, como sabemos a Terra leva 365 dias mais 6 horas para completar a volta completa em torno do Sol. Portanto sobram 6 horas. Essas 6 horas vão se acumulando, e, a cada quatro anos tem um dia a mais. Esse é o chamado ano bissexto. Entendeu? Então acompanhe o cálculo abaixo, é muito simples!

Um ano = 365 dias + 6 horas, a cada 4 anos multiplica-se 4 x 6 = 24 horas = 1 dia. Esse ano contará com 366 dias, é chamado ano bissexto e o dia a mais é inserido no mês de fevereiro.

Outra curiosidade é a dinâmica das estações. Ou seja, quando num hemisfério é verão no lado oposto será inverno. E quando é primavera no lado oposto será outono e vice e versa. São essas quatro estações que determinam o ritmo de vida das pessoas.

Movimento de Translação - Terra Estações

Figura 2– Representação das quatro estações.

Dica 2– Você sabia que a Região sul é a mais fria do Brasil? Leia esse post feito especialmente para você! Acompanhe, cai no Enem e vestibulares!

Solstício – Equinócio – e Periélio

As estações são determinadas pela proximidade e afastamento da Terra em relação ao Sol. Ou seja, pelos equinócios e solstícios. Você sabe o que é isso?

Equinócios – É quando a luz solar incide sobre a Terra de modo mais homogêneo. Primavera e outono.

Solstício – Já o solstício é quando os raios solares incidem com maior intensidade num dos hemisférios. Se for no hemisfério norte, diz-se que é solstício de verão no hemisfério norte e solstício de inverno no hemisfério sul.

Periélio quando a Terra está mais próxima do Sol

Afélio é quando a Terra está mais afastada do Sol.

Exercícios

Agora é a sua vez! Vamos resolver a questão abaixo? Leia pense e responda… bons estudos!

(UFPR 2005) – “Se olharmos para o céu numa noite clara sem lua, os objetos mais brilhantes que vemos são os planetas Vênus, Marte, Júpiter e Saturno. Também percebemos um número muito grande de estrelas que são exatamente iguais ao nosso Sol, embora muito distantes de nós. Algumas dessas estrelas parecem, de fato, mudar sutilmente suas posições com relação umas às outras, à medida que a Terra gira em torno do Sol.” (HAWKING, S. W. Uma breve história do tempo: do Big Bang aos Buracos Negros. Trad. de Maria Helena Torres. Rio de Janeiro: Rocco, 1988. p. 61.) A respeito do assunto, considere as seguintes afirmativas:

I. O movimento da Terra ao qual o autor se refere determina uma órbita elíptica em que o planeta ora se afasta, ora se aproxima do Sol.
II. O movimento da Terra em torno do Sol é responsável pela sucessão dos dias e das noites.
III. As posições relativas de planetas e estrelas permitem, há muitos séculos, a orientação no espaço terrestre; a constelação do Cruzeiro do Sul, no hemisfério Sul, e a Estrela Polar, no hemisfério Norte, são pontos de referência para esse tipo de orientação.
IV. A distribuição desigual das temperaturas, determinante da vida em distintos lugares da superfície terrestre, está relacionada, entre outros fatores, à forma esférica da Terra e ao ângulo de incidência dos raios solares.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente a afirmativa I é verdadeira.
b) Somente a afirmativa II é verdadeira.
c) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras.
e) Todas as afirmativas são verdadeiras.

Resposta letra “D”.

Elizabeth Geografia Enem
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Elizabeth Noceti Pereira- formada em Licenciatura Plena em Geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atua como docente nas redes estadual e municipal da região da Grande Florianópolis.