Faltam:
para o ENEM

Mutações Genéticas – Aula de Biologia Enem e vestibular.

As Mutações Genéticas são importantes para o processo de evolução dos seres vivos. Entenda como acontecem essas mutações nesta aula de Biologia para o Vestibular e o Enem. Confira abaixo.

Mutações Genéticas – Revisão de Biologia Vestibular e Enem. Confira as dicas para mandar bem nas provas.

Mutações são variações irreversíveis na estrutura do gene ou do cromossomo. Lembrem-se que, sem mutações, não há mudança. Portanto, mutação envolve genética e modificações em seres vivos, ou seja, sem mutação não existe evolução.

As mutações adaptativas e vantajosas são transmitidas aos descendentes. Elas podem ocorrer ao acaso, por fenômenos físicos, químicos ou biológicos.

aula12_img02.jpg
 Mutações gênicas: às vezes, na autoduplicação do DNA, um gene sofre modificações, que se forem vantajosas, tendem a ser preservadas no processo de seleção natural. Deleção ou deficiência: o cromossomo pode sofrer uma “quebra”, que pode ocorrer ao redor do centrômero ou fora dele. Os fragmentos sem centrômero perdem-se e os segmentos com centrômero podem unir-se a outros cromossomos.
aula12_img01.jpg

As mutações desvantajosas são deletérias, ou seja, a tendência é o ser vivo ser eliminado. Essa eliminação ocorre através do processo de seleção natural, proposto inicialmente por Darwin.

Mutações gênicas: às vezes, na autoduplicação do DNA, um gene sofre modificações, que se forem vantajosas, tendem a ser preservadas no processo de seleção natural.

 Deleção ou deficiência: o cromossomo pode sofrer uma “quebra”, que pode ocorrer ao redor do centrômero ou fora dele. Os fragmentos sem centrômero perdem-se e os segmentos com centrômero podem unir-se a outros cromossomos.

aula12_img03.jpg

Um exemplo de ‘deleção ou deficiência’ disso é a síndrome de cri du chat (ou síndrome do choro do gato), que tem como fenótipo: cérebro pequeno, debilidade mental, queixo pequeno, implantação baixa da orelha. Ela é uma deleção do braço curto do cromossomo 5.

aula12_img06.jpg

Duplicação: às vezes um segmento do cromossomo é duplicado, e a mesma sequência gênica se repete em algum ponto do filamento.

Dicas do Blog do Enem:

Dica 1 – Entenda como Darwinismo foi complementado com as descobertas dos genes no início do Séc. XX. Estude sobre Teoria Sintética nesta aula de Biologia Enem – https://blogdoenem.com.br/teoria-sintetica-biologia-enem/

Dica 2 – A Origem da Vida ainda é uma das maiores dúvidas da humanidade. Nesta aula de Biologia Enem, entenda algumas teorias que tentam explicar como tudo começou – https://blogdoenem.com.br/origem-da-vida-biologia-enem/

Inversão: ocorre quando o cromossomo “quebra” em dois pontos e o segmento gira 180°, invertendo a ordem dos genes.

Translocação: quando há “fraturas” em dois cromossomos e os pedaços são trocados.

19175.png

19214.png

Exemplos de agentes mutagênicos: substâncias radioativas, raios X, radiação ultravioleta, agentes químicos, fenol.

A mutação é um fator evolutivo que aumenta a variabilidade genética dos seres vivos. A taxa média de mutações na população é cerca de 1/100 000.

aula12_img10.jpg

1. Cuidado: se uma bactéria era sensível a um antibiótico e passou a ser resistente, não é porque ela foi “se acostumando” com ele, e sim porque sofreu alguma mutação que, para “sua evolução”, tornou-a resistente. A seleção natural apenas elimina os indivíduos não adaptados (não resistentes), mantendo os mais adaptados (resistentes).

2. Câncer: pode ocorrer ao acaso ou ser provocado. É uma neoplasia, ou seja, a célula sofreu alterações na forma, tamanho, função e tempo de vida. Ela sofreu uma mutação.

3. Seleção natural: veremos isso na aula 8, envolve mutações. Lembre que a girafa não tem pescoço comprido porque precisava.

4. Síndromes genéticas: são mutações. Será visto nas aulas 31 e 32.

Dica 3 – Revise sobre Órgãos homólogos e análogos, Fósseis, Órgãos vestigiais e Evidências Moleculares nesta aula de Biologia Enem – https://blogdoenem.com.br/evidencias-que-confirmam-evolucao-biologia-enem/

5. As mutações são muito estudadas em biotecnologia ou na engenharia genética.

aula12_img11.jpg

6. Doenças hereditárias são consequência de mutações genéticas. A hemofilia (falta de fatores de coagulação), daltonismo (não distinção entre cores primárias), distrofia muscular (atrofia gradativa dos músculos), ictiose (pele com “escama de peixe”), alguns tipos de surdez e cegueira e polidactilia (6 dedos nas mãos e/ou pés). Todas essas alterações são exemplos de mutações.

7. O vírus HIV é um eterno mutante, por isso não há ainda uma vacina. As mudanças em seu material genético fazem com que suas proteínas não sejam reconhecidas por nossas células de defesa nem pelos anticorpos já produzidos. Isso permite que o vírus infecte as células de forma eficiente, já que ela não o reconhece como um agressor.

Saiba mais sobre Mutações Genéticas nesta aula do canal Revolução Educacional, disponível no Youtube. Após assistir, revise o que você aprendeu respondendo aos nossos desafios!

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=gO5aa6h1EB4]

Desafios

Questão 1

(FCMSC-SP) Mutações podem ocorrer em:

I. zigotos II. óvulos. III. espermatozoides. IV. células somáticas.

Porém, uma mutação torna-se hereditária apenas quando ocorre em:

a) I.

b) I ou em IV.

c) II ou em III.

d) I, em II ou em III.

e) II, em III ou em IV.

Questão 2

(UFRS) Abaixo são apresentadas três afirmações:

I. As radiações ionizantes causam mutações gênicas e cromossômicas, independentemente do tipo de radiação.

II. Os danos genéticos provocados pelas radiações ionizantes são proporcionais às intensidades das doses.

III. As mutações provocadas por agentes químicos são de natureza diferente das mutações provocadas pelas radiações ionizantes.

a) Apenas II e III são corretas.

b) Apenas I e III são corretas.

c) Apenas III é correta.

d) Apenas I é correta.

e) Apenas I e II são corretas.

3) (UFSE) Considere o esquema abaixo.

aula12_img12.jpg

Você consegue resolver estes exercícios? Então resolva e coloque um comentário no post, logo abaixo, explicando o seu raciocínio e apontando a alternativa correta para cada questão. Quem compartilha a resolução de um exercício ganha em dobro: ensina e aprende ao mesmo tempo. Ensinar é uma das melhores formas de aprender!