Predicado Verbal – Gramática no Enem: revise Predicação!

Verbos Transitivos, Intransitivos, e de Ligação. Você lembra das aulas sobre 'Predicado Verbal'? - É hora e revisar Gramática para o Enem e para os vestibulares. Veja uma aula completa sobre Predicação. É para gabaritar.

Predicação verbal: Você sabia que o predicado simplesmente se “declara” a respeito do sujeito? Isso mesmo! Sabe por quê? Porque o predicado é de fato a declaração feita a respeito do sujeito, desde que existente.

O resultado dessa conexão entre sujeito e verbo e entre verbo e complementos é a predicação verbal.

Quando essa conexão se faz sem necessidade de complementos, diz-se que o verbo é de predicação completa. Se, pelo contrário, é indispensável o complemento, tem-se um verbo de predicação incompleta.1

Observe os seguintes exemplos:

  • O último ônibus já partiu.
  • A noiva partiu o bolo.

Na primeira frase, o verbo partir é de predicação completa, ou seja, não necessita de complemento para esclarecer o seu sentido.

Já na segunda frase, o verbo partir é de predicação incompleta, pois exige que o termo o bolo lhe esclareça sentido.

Quanto à predicação, o verbo classifica-se em:

  1. Intransitivo – é o verbo capaz de constituir sozinho o predicado, dispensando complementos verbais (objeto direto ou indireto) Ex. “Escrevia tanto que os dedos adormeciam”.
  1. Transitivo direto – é o verbo que exige um complemento não preposicionado, denominado objeto direto. Ex. “Fazer sambas lá na vila é um brinquedo”.
  1. Transitivo indireto – é o verbo que exige um complemento preposicionado denominado objeto indireto. Ex. “Eu tomo uma Coca-Cola / ela pensa em casamento
  1. Transitivo direto e indireto – é o verbo de sentido incompleto que pede dois complementos: um objeto direto e um objeto indireto. Ex. “Ela contava-lhe anedotas e pedia-lhe outras
  1. De ligação – é o verbo não nocional (sem significação precisa), que liga o sujeito a uma característica (qualidade, estado ou condição) chamada predicativo do sujeito. Ex. “Os campos ficaram tristes”.

Geralmente o predicativo é representado por adjetivo. Outras classes de palavras, podem exercer essa função. Veja:

  • Minha boca é um cadeado. (substantivo)
  • Eu não sou você! (pronome)
  • O verdadeiro amor é um dar constante .(verbo substantivado)

Dica: Os verbos de ligação mais frequentes são: ser, estar, parecer, permanecer, ficar e continuar.

É importante observar as seguintes características dos verbos de ligação:

  1. Não têm significação própria;
  2. Não indicam ação;
  3. Não indicam a posição do sujeito num lugar.

Os verbos de ligação podem exprimir as seguintes características do sujeito:

  1. Estado permanente: Ex. Somente Deus é
  2. Estado transitório: Ex. A cachorra estava
  3. Estado de mudança: Para sempre fiquei pálido e triste.
  4. Continuidade de estado: Ex. O Rio de Janeiro continua
  5. Aparência de estado: Ex. Gisele, você parece uma lagarta listrada.

OBSERVAÇÕES:

2

  • SER é verbo intransitivo quando significa realizar-se, ocorrer, aparecendo sempre acompanhado de um adjunto adverbial de tempo ou de lugar.

Exemplos: O jogo será difícil. (verbo de ligação)

O jogo será difícil às dezesseis horas. (adj. adverbial de tempo)

O jogo será no Estádio Orlando Scarpelli. (adj. adverbial de lugar)

  • ESTAR, PERMANECER, FICAR e CONTINUAR são verbos intransitivos quando indicam a posição do sujeito num lugar.

Exemplos: O aluno está nervoso.(verbo de ligação)

O aluno está na sala do diretor. (adjunto adverbial de lugar)

A garota permanece triste. (verbo de ligação)

A garota permanece em seu quarto. (adjunto adverbial de lugar)

A torcida ficou calada. (verbo de ligação)

A torcida ficou atrás do gol. (adj. adv. de lugar)

O cão continua faminto. (verbo de ligação)

O cão continua no canil. (adj. adv. de lugar)

  • Dependendo do contexto, alguns verbos intransitivos ou transitivos podem assumir a função de um verbo de ligação:

O vento virou o barco. (VTD)

O pescador virou uma fera. (VL)

O pedreiro caiu do andaime. (VI)

O pedreiro caiu doente. (VL)

  • O predicativo do sujeito também pode ocorrer com verbos intransitivos ou transitivos. Nesse caso ele pode ocupar qualquer posição na frase.

O mendigo caminhava pelas ruas triste. (VI)

O mendigo caminhava, triste, pelas ruas. (VI)

O mendigo, triste, caminhava pelas ruas. (VI)

Triste, o mendigo caminhava pelas ruas. (VI)

Os foliões invadiram o salão suados. (VTD)

Suados, os foliões invadiram o salão. (VTD)

Os foliões, suados, invadiram o salão. (VTD)

Os foliões invadiram, suados, o salão. (VTD)

  • O objeto direto e o objeto indireto também podem ser caracterizados por um predicativo.

Julgamos incorreta a sua atitude. (VTD – OD)

Não gosto de vocês tristonhos. (VTI – OI)

  • Às vezes, o predicativo aparece preposicionado ou antecedido da palavra como:

A torcida chamava o técnico de burro. (VTD – OD)

Consideraram o bombeiro como um herói. (VTD – OD)

Ufa! Quanta informação, não é mesmo? Mas fique tranquilo(a), que com esta videoaula o assunto ficará mais suave!

“Suavizou”? Que bom, porque agora você fará os exercícios de fixação. Mãos a obra!

1- Leia com atenção as frases abaixo para assinalar a resposta correta.

1. O ser que é ser transforma tudo em flores.

2. Fica sereno, num sorriso justo.

3. Enquanto tudo em derredor oscila.

4. Quando rimos, rimos com o corpo.

Quanto à predicação dos verbos em destaque podemos dizer que:

a) (   ) os verbos transformar ficar são transitivos.

b) (   ) os verbos ser, ficar rir são de ligação.

c) (   ) os verbos oscilar e rir são intransitivos.

d) (   )transformar rir são bi-transitivos ou transitivos diretos e indiretos.

 

2- Identifique a predicação dos verbos destacados nas frases, de acordo com a classificação abaixo:

a. Intransitivo      b. Transitivo direto    c. Transitivo indireto     d. Bi-transitivo        e. De ligação

I. (   ) O animal obedece a seus instintos.

II. (   ) Os metais são úteis.

III. (   ) As crianças gritavam.

IV. (   ) Chamei um técnico.

V. (   ) Daremos o prêmio ao vencedor.

VI. (   ) Abri a caixa com cuidado.

VII. (   ) O egoísmo cerra o coração.

VIII. (   ) O paraquedas não abriu.

IX. (   ) O eco repercutiu ao longe.

X. (   ) Passavam mulheres e crianças em direção ao rio.

XI. (   ) Dentro das gaiolas, macaquinhos salientes provocavam risos.

XII. (   ) Poucos resistem à pressão da publicidade comercial.

XIII. (   ) As orquídeas gostam de ambientes úmidos e quentes.

XIV. (   ) Crianças morenas de olhos sonhadores brincavam na calçada.

XV. (   ) O desfile das escolas de samba foi um espetáculo deslumbrante.

XVI. (   ) A televisão deve às crianças programações mais ricas e educativas.

XVII. (   ) No centro da praça, um fabuloso baobá atraiu nossa atenção.

 

3- No período: “Ivone andava depressa, parecia preocupada e não respondia às minhas perguntas” os verbos em destaque são, pela ordem:

a) (   ) transitivo direto – de ligação – transitivo indireto

b) (   ) intransitivo – de ligação – transitivo indireto

c) (   ) de ligação – intransitivo – bi-transitivo

 

4- Identifique a única alternativa cuja classificação da transitividade do verbo está incorreta:

a) (   ) Ela participou de uma série de festivais. ( transitivo indireto )

b) (   ) Neide apresentou-me a seus pais. ( bi-transitivo )

c) (   ) A costureira pagou a conta? ( transitivo direto )

d) (   ) Pagou a conta à costureira? ( bi-transitivo)

e) (   ) As feras rugiam em suas jaulas. ( transitivo indireto )

f) (   ) Estrondavam trovões a cada instante. ( intransitivo )

g) (   ) Meus prognósticos estariam certos? ( de ligação )

 

GABARITO

1- alternativa C

2- I. (c)     II. (e)    III. (a)     IV. (b)      V. (d)     VI. (b)      VII. (b)  VIII. (a)    IX. (a)   X. (a)

(b)  XII. (c)  XIII. (c)   XIV. (a)   XV. (e)   XVI. (d)    XVII. (b)

3- alternativa B

4- alternativa E

Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Gisele Garcez para o Blog do Enem. Gisele é formada em Letras pela UNISUL, especialista em Linguística, Gramática,Literatura e Produção Textual da Língua Portuguesa. Dá aulas de Língua Portuguesa em escolas da Grande Florianópolis desde 1998. Facebook:  https://www.facebook.com/gisele.garcez.3