O uso correto da Vírgula na Redação Enem & Encceja

A Vírgula é um detalhe que pode influenciar no sentido das suas orações. Fique de olho nas questões de Interpretação de Texto, para não cair em pegadinhas, e capriche na hora de escrever a sua Redação. Vírgula fora de lugar só serve para perder pontos. Se liga aqui na aula gratuita:

Ou as pessoas colocam mais Vírgulas do que deveriam, ou acabam por esquecer as indispensáveis. É isso mesmo que geralmente ocorre. E com você, já aconteceu? Ora essa! Mas é claro que sim! Afinal, esse sinalzinho tão pequeno confunde muita gente. Ele pode influenciar bastante, e até definir a sua nota na Redação do Enem ou do Encceja.

Se você está em dúvida quando a isso, veja esses exemplos selecionados abaixo e entenda porque utilizar a Vírgula corretamente é tão importante na sua Redação. Olha só nos exemplos como uma vírgula muda tudo:

  • Não irei à festa.
  • Não, irei à festa.
  • Neste cenário de uma conferência do então presidente Michel Temer, em 2017, a frase ao fundo era pra ser O Brasil voltou, 20 anos em 2. A tentativa era mostrar dinamismo. Mas, sem a vírgula ficou “O Brasil voltou 20 anos em 2”, colocando o sentido de atraso, de retrocesso.
  • Viu como a Vírgula pode mudar o sentido das orações?

Quando não usar a vírgula

Há casos em que o uso de Vírgula é desnecessário. Se a oração está em ordem direta, respeitando a ordem: sujeito → verbo → complementos do verbo (objetos) → adjunto adverbial, isto é, sem inversões ou intercalações.

Em outras situações não se deve utilizar a Vírgula, sob pena de comprometer a estrutura sintática da oração, como nos exemplos:

  • a) Entre sujeito e predicado: Todos os alunos da sala foram advertidos. Se colocássemos uma Vírgula depois da palavra “sala”, estaríamos separando o sujeito do predicado;
  • b) entre o verbo e seus objetos: O trabalho custou sacrifício aos realizadores.
  • c) Entre nome e complemento nominal;
  • d) Entre nome e adjunto adnominal: A surpreendente reação do governo contra os sonegadores despertou reações entre os empresários.

Vamos à análise: [A surpreendente] é um adjunto adnominal, [reação] é um nome, [do governo] é um adjunto adnominal, [contra os sonegadores] é um complemento nominal.  Neste caso, não usamos Vírgula.

Veja quando a Vírgula é obrigatória

  • Para marcar intercalação:
  • a) do adjunto adverbial: O café, em razão da sua abundância, vem caindo de preço;
  • b) da conjunção: Os cerrados são secos e áridos. Estão produzindo, todavia, altas quantidades de alimentos;
  • c) das expressões explicativas ou corretivas: As indústrias não querem abrir mão de suas vantagens, isto é, não querem abrir mão dos lucros altos.

Veja mais vírgulas obrigatórias:


  • Para marcar inversão:
  • a) do adjunto adverbial (colocado no início da oração): Depois das sete horas, todo o comércio está de portas fechadas.
  • b) dos objetos pleonásticos antepostos ao verbo: Aos pesquisadores, não lhes destinaram verba alguma.
  • c) do nome de lugar anteposto às datas: Recife, 15 de maio de 1982.

E, aqui também tem mais obrigatoriedade:


  • Nós usamos a Vírgula para separar entre si elementos coordenados (dispostos em enumeração), como nos exemplos:
  • Era um garoto de 15 anos, alto, magro.
  • A ventania levou árvores, e telhados, e pontes, e animais.

A Vírgula também é empregada para marcar elipse (omissão) do verbo, veja: Nós queremos comer pizza; e vocês, churrasco.

Usa-se a Vírgula para isolar, quando na oração temos um aposto: São Paulo, considerada a metrópole brasileira, possui um trânsito caótico.

Quando na oração temos um vocativo: Ora, Thiago, não diga bobagem.

Separamos uma reportagem, produzida pela rede Globo, que fala sobre a arte do Grafite e a utilização da Vírgula. Achou que não tem nada a ver? Espia só:

Este post foi elaborado por Amanda Nascimento. Ela é formada em jornalismo pela Unisul. Atualmente é acadêmica do curso de Letras – Português e Literaturas, na Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, editora de revistas, e colaboradora do Blog do Enem. Amanda está aqui no Facebook: https://www.facebook.com/amanda.nascimento.9066 .

Dica 1: Redação Enem – Aula Grátis de Acentuação Gráfica para vocês!: https://blogdoenem.com.br/redacao-enem-acentuacao/
Dica 2: Redação Enem – Ganhe pontos com o emprego correto dos ‘Porquês’: https://blogdoenem.com.br/redacao-enem-ganhe-pontos/
Dica 3: Redação Enem – Temas para você se dar bem na prova: https://blogdoenem.com.br/enem-2013-redacao-temas/
Dica 4: Redação Enem: Veja aula grátis sobre o uso correto da Crase: https://blogdoenem.com.br/redacao-enem-aula-gratis/
Amanda Enem Literatura
Este post foi elaborado por Amanda Nascimento. Ela é formada em jornalismo pela Unisul. Atualmente é acadêmica do curso de Letras – Português e Literaturas, na Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, editora de revistas, e colaboradora do Blog do Enem. Amanda está aqui no Facebook: https://www.facebook.com/amanda.nascimento.9066 .