Classificação geográfica e características da América do Sul

Como andam os seus conhecimentos sobre a América do Sul? Você está sabendo tudo sobre relevo, população e hidrografia? O Brasil ocupa 47,7% do território, sabia? Veja revisão completa de Geografia para o Enem e os vestibulares.

Olá, tudo bem? Que tal darmos uma olhadinha com mais carinho nas características da América do Sul? É um assunto que de vez em quando se faz lembrar. Então, nada melhor do que estar fresquinho na sua cabeça e mandar bem nas questões de Geografia no Enem.

Bem, a América do Sul é uma subdivisão da América, onde o Brasil está presente. Esse subcontinente é formado por 13 países (mas algumas bibliografias trazem a informação de ser formado por 12, porque a Guiana Francesa é um território francês). O maior deles é o Brasil, ocupando 47,7% do território sul-americano.

Veja no mapa a divisão política. As fronteiras entre os países estão entre as características da América do Sul. O Brasil é o pais mais fronteiriço de todos.22Como o Brasil faz parte de quase metade do território, as características físicas do subcontinente se assemelham com as dele, mas temos algumas outras diferenças bem características na América do Sul.

Resumão da América do Sul

Confira com o professor Raphael Carrieri as principais características da América do Sul. Têm mais com ele no canal do Curso Enem Gratuito. Ele é um campeão de geografia na internet.

As dicas do Carrieri:

  1. A América do Sul é conhecida pelo seu histórico de exploração e colonização bastante agressiva.
  2. Apesar de ser um subcontinente avançado em questões de mercado externo e interno, a América do Sul não é enquadrada como uma região desenvolvida.
  3. Com uma grande quantidade de florestas tropicais e outros biomas é um subcontinente conhecido ao redor do mundo por abrigar grande biodiversidade.
  4. A América do Sul apresenta extensão territorial de aproximadamente 17,8 milhões de quilômetros quadrados. Divide-se em 12 países e 7 outros territórios, sendo os países: Brasil, Bolívia, Chile, Argentina, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e os outros sete territórios: Guiana Francesa, Ilha de Páscoa, Ilhas Galápagos, Sandwich, Fernando de Noronha e Ilhas Malvinas.
  5. O subcontinente, atravessado pelo Trópico de Capricórnio e pela Linha do Equador, é conhecido pela sua grande quantidade de rios, abrigando a maior bacia hidrográfica do mundo: a bacia do rio Amazonas.
  6. É banhado pelos oceanos atlântico e pacífico e possui a segunda maior cordilheira do globo terrestre, a Cordilheira dos Andes. Por conta de sua grande extensão no sentido norte-sul, os climas apresentam-se bem variados.
  7. Estão presentes nesse subcontinente os climas tropical e subtropical, pela proximidade com o Trópico de Capricórnio, mas também os climas temperado, equatorial, semiárido, entre outros.
  8. Em contraste ao clima tropical, temos a presença do Deserto do Atacama no Chile. Esse grande deserto ocorre pelo bloqueio de correntes de ar e umidade proporcionado pela cordilheira dos Andes.
  9. As regiões mais frias encontram-se ao extremo sul do continente por conta da massa polar e na região dos Andes, pelas altas altitudes. A vegetação da América do Sul também é bastante variada, ocasionada pelos diversos climas.
  10. Na América do Sul encontram-se diversas etnias por conta da miscigenação entre europeus e indígenas. Além disso, temos a presença das característica africanas que passaram a compor as etnias brasileiras em grande massa durante o período escravocrata.
  11. Mesmo sendo um subcontinente com origem indígena, atualmente, a presença de comunidades indígenas é mínima.
  12. A frequência desses povos é cada vez menor por conta de seu extermínio e pelo olhar negativo que uma parte da sociedade e governantes possuem como um todo possui sobre as etnias indígenas.

 

Características da América do Sul

Relevo – o relevo é dividido em três grandes faixas. Os planaltos localizados no Leste, de formações mais antigas e com grande desgaste, formado pelo Planalto do Brasileiro. a parte central, as áreas de planícies, com destaque para a Planície da Amazônia e a do Chaco. No Oeste, a formação de dobramentos modernos, com a Cordilheira dos Andes, única estrutura que não tem participação do território brasileiro.

Hidrografia – os maiores rios estão em território brasileiro, são poucos e pequenos os rios que correm para o Oceano Pacífico.Rios e bacias hidrográficas características da América do Sul

Clima – A parte da América do Sul fica entre os trópicos de Câncer e de Capricórnio. Ela tem grande densidade pluviométrica (índice de chuvas), entretanto, é pequena em certas regiões, como no Nordeste do Brasil.

A temperatura média nesta área é de quase 30 graus centígrados durante todo o ano. Ao sul do continente o clima torna-se mais fresco e seco, e na Patagônia, no extremo-sul, faz muito frio, formando um deserto atípico. Outro importante deserto marca esta região: o deserto do Atacama, localizado no Chile.

Vegetação – Na área tropical, apresentam florestas densas e de grande porte, além de áreas com misto de vegetação arbórea, arbustiva e de pastagens. Região do Sertão Nordestino brasileiro com vegetação xerófita, e no alto das montanhas, a vegetação característica do clima Frio de Montanha.

Mais ao sul, as florestas temperada e subtropical.Características da América do Sul

Dica 1: Quer aproveitar o assunto e revisar a vegetação brasileira? Clique aqui e saiba qual o tipo de florestas existem por aqui.

Aspectos humanos da América do Sul

População formada por grande miscigenação de povos, principalmente por hispânicos, porém, o maior “liquidificar étnico” é o Brasil. No Uruguai, Argentina e Chile podemos notar uma forte presença de europeus, mas nos outros países, a influência indígena predominou na formação populacional.

As condições de vida não são das melhores, não apresentam destaques no IDH, mas alguns países estão na faixa mediana, como Chile, Argentina e Brasil.

Aspectos econômicos

A exploração do setor primário da economia sempre foi o “carro chefe”. Porém, nos últimos anos, os países com maiores condições econômicas passaram a apresentar um aumento no parque industrial, como é o caso do Brasil.

As crises “atacam” mais facilmente os países da América do Sul por terem economias instáveis. Então, quando os investidores fazem grandes retiradas de capital, os países logo sentem.

Na produção, o destaque para o setor agrícola com a banana, soja, tabaco, laranja, feijão, arroz, café e açúcar. Os minérios também têm forte influência, como o ferro, manganês, petróleo, cobre e estanho.

Dica 2: Você sabe quantas pessoas vivem no Brasil? Não? Então, clique aqui e saiba mais sobre a população brasileira.

Blocos econômicos também estão presentes na América do Sul, como o Pacto Andino e, principalmente, o Mercosul. A América do Sul ainda pode ser dividido em: América Platina, América Andina, Guianas e Brasil.

Aproveite para ver esta videoaula do Curso Enem Gratuito sobre o Brasil no contexto da América do Sul:

Exercícios sobre as Características da América do Sul

1- Qual desses países não integra a América do Sul:

a) Equador, Venezuela, Suriname.

b) Uruguai, Brasil, Peru.

c) Guiana, Argentina, Paraguai.

d) Brasil, Chile, Honduras.

e) Guiana, Equador, Suriname.

2- Sobre a América do Sul é correto afirmar, exceto:

a) Grande parte do continente apresenta clima tropical quente e chuvoso. Ao longo da costa Oeste, as condições são muito mais secas, com clima semi-árido e desértico quente em alguns lugares.
b) Embora a economia de alguns países dependa de atividades primárias, outros, como Brasil, Argentina e Venezuela, também desenvolveram uma série de atividades manufatureiras e de alta tecnologia.
c) A produção de alimentos para exportação é uma importante fonte de renda para muitos países sul-americanos.
d) Apesar de o clima ser tropical, existem poucas florestas tropicais no continente, cuja população é majoritariamente rural.
e) A população da América do Sul está distribuída desigualmente. Existem altas densidades ao longo das costas, enquanto grande parte do interior é desocupada ou escassamente povoada.
Um dos países de forte ascendência europeia é o Brasil.

3- Os países de forte ascendência europeia são a Argentina, o Uruguai, o Chile, e o Brasil. Os dois primeiros países tem sua população derivada de imigrantes espanhóis e italianos e, no caso do Sul e sudeste meridional do Brasil (principalmente São Paulo), derivada de imigrantes portugueses, italianos, alemães e espanhóis. Com base nessa informação, concluímos que:

a) Um dos países de forte ascendência europeia é o Brasil.
b) Países como a Bolívia e o Peru tem forte ascendência europeia, 30,56% da população peruana é descendente de espanhóis e 20,52% da população boliviana é descendente de italianos.
c) O Chile e a Venezuela tem sua população derivada de imigrantes espanhóis e italianos.
d) Não podemos afirmar que a Argentina tem forte ascendência europeia.
e) Toda a América do Sul tem uma forte ascendência europeia.

GABARITO

1 – D

2 – D

3 – A

Os textos e exemplos acima foram produzidos pelo professor Leandro, formado em Geografa pela Udesc. Leandro é professor de Geografia em escolas da Rede Particular de Ensino da Grande Florianópolis.