Arcadismo no Brasil – Literatura Enem

O Arcadismo está ligado a dois acontecimentos importantes no Brasil! Por isso, você que irá prestar Vestibular e Enem, precisa estar por dentro desse tema para arrasar nas questões de Literatura!

Literatura Enem: Os dois acontecimentos importantes que marcaram o início do Arcadismo no Brasil são a fundação da Arcádia Ultramarina, em Vila Rica, e a publicação de um livro de poemas, intitulado Obras, de Cláudio Manoel da Costa, no ano de 1768.

O ambiente que deu origem ao Arcadismo – Na Europa, a metade do século XVIII ficou marcada pelo fim do pensamento barroco. A burguesia em ascensão, direcionada às situações mundanas, fez com que ficasse, em segundo plano, a religiosidade que envolvia as ideias barrocas.

Não apenas isso, mas também as pessoas estavam cansadas do exagero presente no Barroco, presente desde o surgimento da Renascença. Assim, foi perdendo seu espaço para a arte da burguesia, concentrada no subjetivismo.

Dessa maneira, surgiram as primeiras obras arcádias, que buscavam traços puros e simples das formas mais clássicas.

O Arcadismo - Simulado de Literatura Enem
Fonte: http://www.kultura.ejgv.euskadi.eus/

No Brasil, o século XVIII marca um importante cambio na vida política e econômica: a economia canavieira cai e o centro econômico passa a ser o Nordeste e suas regiões de mineração; com isso, surge a vida política, social e cultural.

O estado de Minas Gerais, particularmente a cidade de Vila Rica (que hoje é conhecida como Ouro Preto) passa a ser o lugar dos acontecimentos mais importantes, como a mineração, a Inconfidência e os poetas do Arcadismo.

2
Fonte: http://challengingyourdreams.com/ Igreja de São Francisco de Assis, em Ouro Preto-  – MG

Contestação Política e Religiosa no Arcadismo

É muito importante, também, saber que a mineração pôs em evidência, pela primeira vez, segmentos da classe dominante na Colônia e na metrópole; com isso, o pensamento iluminista francês tem grande repercussão no ascendente sentimento daquele momento, onde a razão e a cultura jesuítica entram em “conflitos”, e a igreja é colocada contra a parede pelos valores do Século das Luzes (Iluminismo e seus ideais).

O Arcadismo foi influenciado pelo Iluminismo, caracterizado pela objetividade e a valorização do homem, da razão, do que é lógico em pensamento e também da natureza. Esta será o modelo perfeito de meio de vida, considerada como uma perfeição.

Como características da literatura árcade, entende-se o bucolismo (vida pastoril), a natureza exaltada, o universo, a lógica e a presença de figuras mitológicas.

Nesse período, temos em destaque: Tomás Antônio Gonzaga, Cláudio Manoel da Costa, Silva Alvarenga, Basílio da Gama, Frei José de Santa Rita Durão.

Continue estudando sobre esse tema, com o vídeo do canal Stoodi, no YouTube, sobre Arcadismo no Brasil:

Não pare por aqui! É hora de praticar todo o conteúdo aprendido, com os exercícios selecionados pra você:

Exercícios

1- (ENEM-2008)

Torno a ver-vos, ó montes; o destino (verso 1)

 

Aqui me torna a pôr nestes outeiros,

Onde um tempo os gabões deixei grosseiros

Pelo traje da Corte, rico e fino. (verso 4)

 

Aqui estou entre Almendro, entre Corino,

Os meus fiéis, meus doces companheiros,

Vendo correr os míseros vaqueiros (verso 7)

Atrás de seu cansado desatino.

 

Se o bem desta choupana pode tanto,

Que chega a ter mais preço, e mais valia (verso 10)

Que, da Cidade, o lisonjeiro encanto,

 

Aqui descanse a louca fantasia,

E o que até agora se tornava em pranto (verso 13)

Se converta em afetos de alegria.

 

Cláudio Manoel da Costa. In: Domício Proença Filho. A poesia dos inconfidentes. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2002, p. 78-9.

 

Considerando o soneto de Cláudio Manoel da Costa e os elementos constitutivos do Arcadismo brasileiro, assinale a opção correta acerca da relação entre o poema e o momento histórico de sua produção.

a) Os “montes” e “outeiros”, mencionados na primeira estrofe, são imagens relacionadas à Metrópole, ou seja, ao lugar onde o poeta se vestiu com traje “rico e fino”.

b) A oposição entre a Colônia e a Metrópole, como núcleo do poema, revela uma contradição vivenciada pelo poeta, dividido entre a civilidade do mundo urbano da Metrópole e a rusticidade da terra da Colônia.

c) O bucolismo presente nas imagens do poema é elemento estético do Arcadismo que evidencia a preocupação do poeta árcade em realizar uma representação literária realista da vida nacional.

d) A relação de vantagem da “choupana” sobre a “Cidade”, na terceira estrofe, é formulação literária que reproduz a condição histórica paradoxalmente vantajosa da Colônia sobre a Metrópole.

e) A realidade de atraso social, político e econômico do Brasil Colônia está representada esteticamente no poema pela referência, na última estrofe, à transformação do pranto em alegria.

 

2- (Cescem) – O Arcadismo, didaticamente, inicia-se, no Brasil, em 1768:

a) com a fundação de Arcádia de Lusitana.
b) com a publicação de poemas de Cláudio Manuel da Costa (em Lisboa) e pela fundação da Arcádia Ulissiponense.
c) com a publicação dos poemas de Cláudio Manuel da Costa (em Lisboa) e pela fundação da Arcádia Ultramarina.

d) pela vinda da família real para o Brasil.
e) nenhuma das anteriores.

 

3- (UFV) Sobre o Arcadismo no Brasil, podemos afirmar que:

a) produziu obras de estilo rebuscado, pleno de antíteses e frases tortuosas, que refletem o conflito entre matéria e espírito.

b) não apresentou novidades, sendo mera imitação do que se fazia na Europa.

c) além das características européias, desenvolveu temas ligados à realidade brasileira, sendo importante para o desenvolvimento de uma literatura nacional.

d) apresenta já completa ruptura com a literatura européia, podendo ser considerado a primeira fase verdadeiramente nacionalista da literatura brasileira.

e) presente sobretudo em obras de autores mineiros como Tomás Antônio Gonzaga, Cláudio Manuel da Costa, Silva Alvarenga e Basílio da Gama, caracteriza-se como expressão da angústia metafísica e religiosa desses poetas, divididos entre a busca da salvação e o gozo material da vida.

 

Gabarito

1- B

2- C

3- C

O texto foi escrito pela professora Analice, formada em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – Unesp. Atualmente é mestranda em Literatura na Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, professora de português na rede particular de ensino de Florianópolis e colaboradora do Blog do Enem. Facebook: http://www.facebook.com/analice.andrade