Faltam:
para o ENEM

Aristóteles e a Metafísica (além da física) – Filosofia Enem

Vem saber mais sobre Aristóteles e a Metafísica! A gente te ajuda a gabaritar filosofia no Enem!

Aristóteles e a Metafísica: Você já se perguntou do que somos feitos, porque temos essa forma, quem nos criou e qual a nossa finalidade?

Aristóteles fez estas mesmas perguntas há séculos atrás e encontrou respostas para essas dúvidas: A Teoria das Quatro Causas.

Antes de nos aprofundarmos um pouco mais na Teoria das Quatro Causas de Aristóteles, vamos conhecer ou relembrar um pouco mais sobre sua vida e obra deste grande filósofo.

Aristóteles e a Metafísica

O Estagirita

Aristóteles (384–322 a.C), nasceu em Estagirita, localizada na região da Macedônia, antiga região da Grécia.

Conheceu aos 17 anos Platão, quando foi para Atenas, tornando-se então discípulo deste ao ingressar na Academia, permanecendo lá por 20 anos.

Contrariando Platão na sua teoria de que há um mundo das ideias e outro mundo sensível (teoria dualista), Aristóteles defendia a teoria de que podemos extrair conhecimento do próprio mundo.

1

A Escola de Atenas de Rafael Sanzio – Platão e Aristóteles e a divergência entre o conhecimento

Aristóteles é considerado o mais completo dos filósofos gregos. Com ele encerra-se o período conhecido como “Grécia clássica” e inicia-se o período sistemático. Aristóteles era um pesquisador, literalmente um amante do conhecimento, dedicou-se a estudar e entender os mais diversos assuntos, como: o pensamento lógico (do qual é considerado o inventor), a ética, a política, a física, a metafísica, na lógica, a psicologia, a poesia, a retórica, a zoologia, a biologia e também na história natural. Aristóteles procurou explicar de forma racional e sistemática todos os fenômenos do Universo.

Após a morte de seu mestre (Platão), Aristóteles deixou Atenas. Tempos depois foi convidado pelo rei da Macedônia, Filipe II, para ser o preceptor de seu filho, Alexandre, o Grande.

Dica 1: Saiba mais sobre as conquistas de Alexandre, o Grande em: https://blogdoenem.com.br/periodo-helenistico-aula-de-historia-enem/

Ao voltar para Atenas em 335 a.C, treze anos após a morte de Platão, Aristóteles funda o Liceu, centro cultural, perto do templo de Apolo Lício. Daí o nome de Liceu dado à sua escola, que também era chamada peripatética, devido ao costume de dar lições, passeando pelos caminhos do ginásio de Apolo.

O Liceu se tornou a grande rival e a verdadeira herdeira da academia platônica.

Após a morte de Alexandre, o Grande, Aristóteles, que já era malvisto pelos atenienses, foi acusado de ateísmo. Prevenindo-se  de uma condenação, retirando-se voluntariamente para Eubéia, onde morre pouco tempo depois.

Agora que você conhece um pouco mais sobre Aristóteles e sua trajetória, está pronto(a) para estudar a sua principal teoria?

Let’s Go!!

AS QUATRO CAUSAS DE ARISTÓTELES

Para Aristóteles, a investigação filosófica é acima de tudo uma investigação sobre as causas das coisas, porque, segundo ele:  “Nada vem do nada e tudo tem uma finalidade”, em outras palavras, há quatro causas implicadas na existência de algo, que seriam a explicação do como e por que cada coisa é o que é. As quatro causas são: causa material, causa formal, causa eficiente e causa final.

Vejamos cada uma delas:

1ª causa: causa material, corresponde à matéria-prima.

2ª causa: causa eficiente, corresponde ao agente criador.

3ª causa: causa formal, corresponde ao formato que algo possui.

4ª causa: causa final, a finalidade do que foi produzido.

Esquema estrutural das quatro causas de Aristóteles:

2

Um exemplo prático, de como as quatro causas acontecem, sempre vai bem! Veja:

3

A estátua de metal que serve de homenagem aos pescadores, não surgiu de nada, precisou de matéria -prima( 1ª causa) para ser feita, alguém precisou trabalhar nela(2ª causa), dando forma a ela também( 3ª causa), com um propósito, um objetivo( 4ª causa).

E aí, curtiu nossa revisão? Para saber ainda mais sobre o assunto, veja as videoaulas sobre a teoria de Aristóteles que selecionamos para você:

Dica 2: A teoria das quatro causas, como é conhecida é uma continuação da teoria da “Potência e do Ato” também desenvolvida por Aristóteles. Saiba mais em https://blogdoenem.com.br/aristoteles-ato-potencia-filosofia-enem/
Dica 3: Importante salientar, que mesmo sendo acusado de ateísmo pelos atenienses da época, Aristóteles afirmava que “Deus” era o primeiro motor de tudo que existe, ele era o agente criador do homem, cuja a finalidade era a felicidade(ética da felicidade)!
Saiba mais em: https://blogdoenem.com.br/filosofia-enem-felicidade-aristoteles/

4

Fatos interessantes sobre Aristóteles e suas teorias

Aristóteles foi/ é muito importante para a história da filosofia e do mundo(acho que não é exagero dizer isso), que até Karl Marx(1818-1883) utilizou da teoria das Quatro Causas de Aristóteles para desenvolver sua teoria sobre o trabalho.

Que tal testar seus conhecimentos agora? Vamos lá!

Questão 1 (UFU-2001) Sobre a teoria das quatro causas de Aristóteles é correto afirmar:

I- É próprio da ciência investigá-las, pois são as causas do movimento e do repouso, ou seja, da passagem da potência ao ato.

II- A causa eficiente atua sobre a forma, visto ser a matéria o ato a que aspiram os seres.

III- A causa final é própria daquele ser que deve atualizar as potências contidas em sua matéria para alcançar a finalidade própria.

IV- A forma é o princípio de indeterminação dos seres.

Assinale a única alternativa que apresenta as assertivas corretas.

A) Apenas I e III.

B) I, III e IV.

C) Apenas II e III.

D) Apenas I e II.

 

Questão 2 (UEL-2008) Quatro tipos de causas podem ser objeto da ciência para Aristóteles: causa eficiente, final, formal e material. Assinale a alternativa correta em que as perguntas correspondem, às causas citadas.

a) Por que foi gerado? Do que é feito? O que é? Quem gerou?

b) O que é? Do que é feito? Por que foi gerado? Quem gerou?

c) Do que é feito? O que é? Quem gerou? Por que foi gerado?

d) Por que foi gerado? Quem gerou? O que é? De que é feito?

e) Quem gerou? Por que foi gerado? O que é? Do que é feito?

 

Questão 3 (UEM-2008) Elaborando a teoria das quatro causas e a distinção entre ato e potência, Aristóteles busca explicar a realidade do devir e da mudança a que estão submetidas as coisas causadas. Assinale o que for correto.

01) Para Aristóteles, a mudança implica uma passagem da potência ao ato; o ato é o estado de plena realização de uma coisa; a potência, a capacidade que algo tem para assumir uma determinação.

02) Segundo Aristóteles, tudo que acontece tem suas causas, essas são a explicação ou o porque de certa coisa ser o que é.

04) Causa material, causa formal, causa eficiente e causa final são os quatro sentidos que Aristóteles distinque no termo causa

08) Segundo Aristóteles, a causa material e a causa formal de uma coisa são, respectivamente, aquilo de que a coisa é feita e aquilo que ela essencialmente é.

16) Segundo Aristóteles, a causa eficiente e a causa final de uma coisa são, respectivamente, o agente que atua sobre essa coisa e o fim que ela se destina.

Soma:________

Gabarito:

Questão 1: A

Questão 2: E

Questão 3: 31

Paula Filosofia
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Paula Pille para o Blog  do  Enem. Paula Pille  é  formada  em  Filosofia  pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Filosofia em escolas da  Grande  Florianópolis  desde  2004.  Facebook: https://www.facebook.com/paula.pille.1.