Dengue no Enem: Veja o vírus, a transmissão, os sintomas, a prevenção e o tratamento. Cai em Biologia.

O número de casos de dengue no Brasil não para de aumentar. Revise esta doença viral que pode aparecer nas questões de Biologia e Atualidades, e até virar Tema de Redação no Enem e nos vestibulares. Confira abaixo.

A Dengue virou Epidemia no Brasil. A doença, o vírus, e o mosquito Aedes aegypti não saem das manchetes. Ainda mais agora com o Zika Vírus sendo transmmitido pelo mesmo mosquito. Tem tudo para cair em Biologia, Atualidades, e até virar Tema de Redação no Enem.

Só nos quatro primeiros meses de 2015 foram notificados 460 mil casos de dengue ao Ministério da Saúde. Estes números equivalem a um aumento de aproximadamente 240% em relação ao mesmo período do ano anterior. Esses dados assustadores preocupam a população e as autoridades, que veem as emergências de hospitais e postos de saúde lotados com novos casos da doença a cada dia.

Você conhece os sintomas da dengue? Sabe como a dengue é transmitida e como pode ser prevenida? Então fique ligado(a) neste post, pois além de ser uma questão de cidadania, saber um pouco mais sobre a dengue pode te ajudar no Enem e nos vestibulares!

Agente causador da dengue: A dengue é causada por vírus da família dos arbovírus. Existem 4 cepas diferentes do vírus da dengue que estão em circulação em áreas tropicais, como o Brasil. Não confunda o vírus com o mosquito transmissor. Veja a seguir:

A Transmissão da dengue

A dengue é transmitida através de um vetor bem conhecido – o mosquito Aedes aegypti. Na verdade, quem pica os seres humanos e transmite a dengue são as fêmeas desses mosquitos que necessitam do sangue (alimento altamente nutritivo) para conseguirem colocar seus ovos. Os machos são herbívoros e sugam seiva de planta para se alimentarem.

O mosquito da dengue é um animal pequeno, com cerca de 1 cm. Em geral, apresenta coloração preta ou marrom escuro com manchas brancas ao longo do corpo e das patas.

Este mosquito possui hábitos crepusculares, picando em geral no início da manhã e no início da noite. Para que ocorra a transmissão, é necessário que uma fêmea de Aedes aegypti pique uma pessoa infectada e ingira os vírus presentes no sangue do doente. Ao picar outra pessoa, a fêmea injeta um pouco de saliva anestésica e, com ela, alguns vírus. O mosquito Aedes pode também transmitir febre amarela.

Dengue - Mosquito e sua larva

Dica 1: Você não lembra de nada sobre a estrutura dos vírus? Então, antes de continuar estudando a dengue, que tal dar uma revisada na estrutura e nos ciclos vitais dos vírus? Para isso, veja este post, com aula da Khan Academy e dicas da professora Juliana Santos.

Sintomas da dengue

A dengue é uma doença grave que pode matar. A dengue clássica (forma mais tradicional da doença) geralmente começa a apresentar sintomas após três dias da picada. Em geral, os sintomas duram entre cinco e seis dias. Os principais sintomas da dengue são: febre alta de início súbito, fortes dores de cabeça (principalmente atrás dos olhos), muitas dores nos ossos e articulações, manchas pelo corpo, vômitos e náuseas.

A dengue hemorrágica geralmente acomete pessoas que estão sendo infectadas pela 2ª ou 3ª vez pelos diferentes vírus da dengue. A dengue hemorrágica possui os mesmos sintomas iniciais da dengue clássica, porém evolui rapidamente para sintomas mais graves que incluem sangramentos nas mucosas (boca e gengivas, por exemplo), dificuldades respiratórias, confusão mental, sede excessiva e perda de consciência. A dengue hemorrágica leva cerca de 5% dos pacientes à morte.

Veja no infográfico a seguir, retirado do site G1.globo.com, os principais sintomas dos dois tipos de dengue:

Sintomas da dengue

Tratamento da dengue

Não há tratamento específico para a dengue. Como é causada por um vírus, não há antibióticos para combatê-la. Assim, o tratamento da dengue é sintomático, ou seja, trata-se os sintomas para fortalecer o paciente.

Prevenção da dengue

Não há vacina contra a dengue. Por tal motivo, a melhor maneira de se prevenir a dengue é combatendo o vetor. Para isso, é necessário bloquear o ciclo reprodutivo do mosquito. A fêmea do mosquito da dengue costuma colocar ovos próximos a água limpa e parada. A fêmea não coloca os ovos dentro da água e sim próximos a ela, esperando que o nível de água suba.

Os ovos podem ficar inertes por meses até que a água encoste neles e estimule seu desenvolvimento. Os mosquitos Aedes aegypti são altamente adaptados ao ambiente humano. Por tal motivo é de suma importância evitar deixar água parada em recipientes que possam servir de criadouros de larvas.

A dengue sempre existiu no Brasil?

Não. A dengue provavelmente foi trazida para o Brasil dentro dos navios que traziam escravos da África, no período colonial. Lembre sempre que o mosquito é o transmissor, e não ‘a doença’. Acontece o mesmo na doença do Zika Vírus. A microcefalia é uma consequência da doença em mulheres grávidas. Veja aqui tudo sobre a Microcefalia e o Zika Virus.

E aí, curtiu o resumo? Beleza! Agora, para finalizar a sua revisão, veja este excelente vídeo do Dr. Dráuzio Varella que ensina como reconhecer os sintomas da dengue:

Dicas do Blog do Enem:

1 – Temos um post dedicado especialmente à Aids e ao HIV! Têm vídeos com explicações do Dr. Dráuzio Varella e dicas da professora Juliana Santos.

2 – Você sabe o que são Mosquitos Transgênicos? É a nova arma de combate à dengue, confira a informação!

3 – Conheça o Zika Vírus, também transmitido pelo Aedes Aegypti. Veja aqui a Microcefalia e o Zika Vírus.

Agora, que tal testar seus conhecimentos sobre a Dengue?

(Uel) Dengue é uma doença limitada a certas áreas geográficas. Essa limitação deve-se

a) ao fato de a doença não ser contagiosa.
b) à falta de combate adequado ao transmissor.
c) à distribuição geográfica do inseto transmissor.
d) à inexistência do agente patogênico em regiões tropicais.
e) à ausência de alimento para o agente patogênico em certos ambientes.

Resposta: C

(UNB) A dona-de-casa deve encher os latões de ferro e a caixa d’água rapidamente para não desperdiçar água. Depois, a água é estocada e usada para beber, para fazer comida, lavar louça, tomar banho – e expor a família ao risco de pegar dengue. É isso mesmo: na casa de todas as famílias dos dois conjuntos, a água parada nos baldes – sem qualquer proteção para evitar que seja contaminada – transforma-se em piscina para o ‘Aedes aegypti’, que já infectou dezessete pessoas da comunidade desde janeiro.

Falta água e sobra dengue no Guará II. In: “Correio Braziliense”, 19/05/99 (com adaptações)

Acerca do assunto desenvolvido no texto, julgue os seguintes itens.

( ) A dengue caracteriza-se pelo aparecimento de febres altas e fortes dores no corpo, podendo causar a morte.
( ) O simples contato do ‘Aedes aegypti’ com a água parada torna-a contaminada e, portanto, potencial transmissora de dengue.
( ) Para “evitar que seja contaminada” pelo ‘Aedes aegypti’ a água estocada nos recipientes referidos no texto, é suficiente fervê-la antes da estocagem.
( ) O homem é hospedeiro intermediário no ciclo do ‘Aedes aegypti’.

Resposta:V F F F

(PUC-RIO) A dengue continua sendo um problema de saúde pública para o Estado do Rio de Janeiro. Assim, conhecendo-se o causador da dengue e seu vetor, podemos usar como medidas profiláticas a:

a) vacinação em massa da população contra a bactéria causadora dessa doença.
b) exterminação de ratos vetores do vírus causador dessa doença.
c) eliminação dos insetos vetores da bactéria causadora dessa doença.
d) eliminação dos insetos vetores do vírus causador dessa doença.
e) distribuição de antibióticos contra a bactéria causadora dessa doença.

Resposta: D.

Dica 3: Você não sabe a diferença entre soros e vacinas? Então veja este super post com dicas para você se dar bem nas questões de Biologia do Enem.

Dica 4: Quer treinar seus conhecimentos em Biologia? Baixe esta apostila de biologia gratuitamente!

Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Juliana Evelyn dos Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia