para sair o
resultado do Enem

Microcefalia e o Zika vírus: a doença e a transmissão. Veja para Biologia e Redação!

O número de casos de microcefalia cresceu espantosamente no Brasil. A contaminação de mulheres grávidas pelo Zika vírus virou uma tragédia no país. Entenda o ciclo do mosquito Aedes aegypti e as doenças que ele transmite: Dengue, Chikungunya, e Microcefalia. Tema de Redação e de Biologia para o Enem e o Vestibular.

O Tema da Microcefalia está na ordem do dia. Pode cair na Redação e nas questões de Biologia – Veja o que é o Zika vírus, o vetor Aedes aegypti, a Microcefalia e as doenças decorrentes. Confira como se proteger também.

Este resumo começa com um breve histórico desde a Dengue e até a Microcefalia. Em seguida tem uma aula completa da professora Juliana Evelyn Santos. Acompanhe para questões de Biologia e também para um possível Ponto de Vista, Argumentos, e produção de um texto dissertativo argumentativo coerente se cair no Tema da Redação:

A expansão da Microcefalia no Brasil: Até o início de 2017 estavam confirmados mais de dois mil nascimentos de bebês com Microcefalia.  O número fica ainda mais espantoso quando comparado com apenas 147 casos em 2014, e de 700 bebês com microcefalia em 2015, e avançando em 2016 e até 2017, quando cientistas brasileiros e norteamericanos descobriram que meses depois do nascimento, bebês com aparência normal podem ainda manifestar a Microcefalia.abc do zika virus

Foram 400% de casos a mais em 2015, comparado com 2014. Para 2017 a conta projetada será ainda maior, e com ocorrências que se concentram principalmente na região Nordeste. A médica Adriana Melo, pioneira no diagnóstico da Microcefalia em bebês da região Nordeste, lamenta a falta de continuidade nas políticas públicas de combate e controle do mosquito como forma de prevenir a Microcefalia.

Há mais de 500 mil mulheres grávidas no Brasil a cada semestre, e a maioria em áreas vulneráveis ao mosquito transmissor e aos vírus da Dengue, Zika, e Chikungunya.

Reação tardia no Brasil – Infelizmente o Governo Federal só acordou para o problema com ações em massa em janeiro de 2016, após alerta mundial feito pelos Estados Unidos. Foi muita lentidão do Governo brasileiro diante do quadro de urgência, pois em outubro de 2014 o Zika vírus já estava diagnosticado em pessoas infectadas na Bahia.

A  campanha mais imediata e básica recomendada pelos organismos mundiais de saúde é começar rapidamente os mosquitos transmissores e os criadouros (principalmente). No Brasil esta etapa só começou em fevereiro de 2016,  com as Forças Armadas mobilizadas.  Veja a seguir uma aula completa sobre o vírus, as doenças, e o vetor.

Entenda a Microcefalia, o Zika vírus, e os riscos na gravidez

Apesar de não haver uma causa certa para o inusitado aumento da frequência dessa condição rara, os cientistas de todo o mundo já relacionam a explosão da Microcefalia no Brasil ao fator de que as mães foram contaminadas com o zika vírus durante a gestação. No estado da Paraíba os médicos da Universidade Federal do Rio de Janeiro que pesquisaram os casos mais graves constataram a presença do vírus no cérebro de bebês nascidos com Microcefalia.

O Zika vírus, porém, provoca outros danos no cérebro além da Microcefalia. Mesmo sem a deformação e redução do crânio o vírus pode afetar e comprometer funções como a visão, audição, coordenação motora e outras sequelas mesmo sem a manifestação da Microcefalia. É grave.

A chegada do Zika vírus no Brasil – Os casos de contaminação pelo Zika vírus começaram na Bahia em 2014, e se espalharam fortemente a partir do começo de 2015 no estado de Pernambuco e na região Nordeste, e com registros nas demais regiões no segundo semestre e começo de 2016. Apenas Santa Catarina e Rio Grande do Sul ainda não tinham casos originais de Zika vírus em fevereiro de 2016. A principal hipótese é que o Zika vírus chegou através de algum torcedor estrangeiro durante a Copa do Mundo de futebol, em 2014.

E, mulheres estrangeiras que estiveram no Brasil em 2015 enquanto estavam grávidas já tiveram o registro de contaminação pelo Zika Vírus no retorno a seus países de origem, inclusive com bebê nascido com Microcefalia nos Estados Unidos. A situação é mesmo de urgência global.

Aula especial sobre Microcefalia e  o Zika vírus: 

Microcefalia e o Zika vírus

Causas da Microcefalia – A causa para o inusitado aumento da frequência dessa doença rara é que o mosquito Aedes Aegypti que transmite os vírus da Dengue e da Chikungunha passou também a ser o vetor de transmissão do Zika vírus. As mães que foram contaminadas com o zika vírus durante a gestação concentram a incidência de bebês com microcefalia. 

Entenda a microcefalia

Microcefalia é o nome que se dá a uma condição rara em que o bebê possui circunferência cefálica (tamanho da cabeça) menor ou igual a 32 centímetros. Isso faz com que o cérebro da criança seja menor do que o esperado e, geralmente, que apresente más-formações que geram deficiências diversas para a visão, a fala, os movimentos, ou para o aprendizado.

Consequências da Microcefalia – Cerca de 90% dos bebês com microcefalia irão apresentar diferentes graus de retardo mental e dificuldades psicomotoras. Em geral, a microcefalia pode ser causada por outros problemas ocorridos durante a gravidez além da contaminação pelo Zika vírus, e que façam com que o cérebro do feto receba pouca oxigenação; exposição ao álcool e outras drogas durante a gestação; infecção por rubéola, citomegalovírus e toxoplasma durante a gestação; ou ainda desnutrição da gestante.

O zika vírus é um  vírus pertencente à mesma família dos vírus da dengue e da febre amarela (Família Flaviviridae). E, assim como seus “parentes”, o zika pode ser transmitido por mosquitos do gênero Aedes, como o Aedes aegypti e o Aedes albopictus, cujas populações encontram-se em grande crescimento em nosso país.

Dica do Blog: Saiba mais sobre o Zika Vírus

O aumento do número de bebês com microcefalia e de casos de zika vírus nas mesmas regiões não passou despercebida. Assim, uma possível correlação começou a ser estabelecida. Depois dessa suspeita, assim que os fetos de algumas gestantes foram diagnosticados com microcefalia durante um ultrassom, uma amostra do seu líquido amniótico foi retirada e analisada. Em duas gestantes foi identificada a presença de zika vírus no líquido amniótico, corroborando com a hipótese.

No final de janeiro de 2016 foi comprovado que o zika vírus atravessa a barreira placentária e, assim, chega ao feto. A comprovação foi feita através de amostras de tecido provenientes de um aborto espontâneo retido (onde o bebê para de se desenvolver e morre, porém não é expelido pelo organismo materno) sofrido por uma gestante de 8 semanas. Até então isso não era comprovado, pois a entrada de vírus no líquido amniótico poderia ocorrer através da vagina da mãe.

Veja aula gratuita de revisão  para o Exame Nacional do Ensino Médio com a professora Juliana Evelyn Santos:

Mosquitos Transgênicos – Nova arma de combate ao Aedes aegypti

Veja um post especial da professora Juliana explicando como o mosquito transmissor Aedes aegypti pode ser ‘enganado’ no acasalamento e se tornar infértil no cruzamento. Aula gratuita aqui sobre Mosquitos Transgênicos.

mosquitos-transgenicos

Qual a relação entre a Dengue e o Zika vírus? – Tire aqui suas dúvidas.

Veja uma aula completa sobre a Dengue. Você vai entender que tanto a Dengue, a Zika, e a Chikungunya são doenças provocadas por vírus diferentes. O mosquito Aedes aegypti é o vetor que transmite todos estes vírus para o ser humano. O conteúdo desta aula vale para seus trabalhos de escola, para o Enem, e para você mandar bem nas campanhas contra o Aedes aegypti.

Tudo sobre a Dengue. Confira aula gratuita.
Tudo sobre a Dengue. Confira aula gratuita.

Quizz do Zika vírus

Fique por dentro dos principais aspectos do ciclo do Aedes aegypti e dos vírus da Dengue, da Chikungunya e do Zica. São perguntas e respostas no Quizz do Zica vírus para você tirar as principais dúvidas, e ainda se preparar para questões de Biologia e de Atualidades no Enem.

Tire suas dúvidas e se prepare para a Guerra aqui no Quizz do Zika vírus.
Tire suas dúvidas e se prepare para a Guerra aqui no Quizz do Zika vírus.

Não há tempo a perder. Professora de Biologia, grávida, cria página de mães contra o Zika vírus.

Dica da Juliana Evelyn: Todos precisam ficar em alerta contra o zika vírus. Principalmente as gestantes, como eu. Por isso, criei um grupo de mães no Facebook com o objetivo de compartilhar informações e unir forças para cobrarmos das autoridades medidas mais efetivas de combate ao mosquito Aedes aegypti.

Se você é gestante, participe do grupo! Seja você também uma agente de prevenção em sua rua ou comunidade e apoie mulheres que estão passando por este momento difícil! Meu nome é Juliana Evelyn Santos. Sou Bióloga formada pela Universidade Federal de Santa Catarina, professora em escolas da Grande Florianópolis, e coordenadora pedagógica do Blog do Enem.

Indique este o grupo para sua irmã, vizinha, prima ou amiga grávida. Juntas e informadas podemos mais contra este grave problema de saúde!  https://www.facebook.com/groups/872955506136311/

mães e gestantes contra o zika vírus
Entre na mobilização de prevenção e combate à Microcefalia

Situação da Microcefalia no Brasil é única no mundo

Os casos de microcefalia relacionados ao zika vírus que vêm acontecendo no Brasil são os primeiros registrados no mundo. Isso, somado à inexistência de vacinas, faz com que seja difícil  definir medidas de prevenção de novos casos de microcefalia. A situação é tão grave, que o diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, aconselhou que as mulheres residentes nas áreas afetadas, principalmente no Nordeste do país, evitem a gravidez neste momento. O Ministro da Saúde disse em janeiro de 2016 que o ‘país perdeu feio a corrida contra o mosquito’.

Nos mais de 190 municípios onde ocorreram casos de microcefalia, os profissionais da saúde estão em alerta. Equipes do Ministério da saúde estão concentradas em investigar o surto, revisando prontuários, entrevistando gestantes e mães, buscando encontrar situações comuns que ocorreram durante as gestações de crianças com microcefalia nascidas este ano.

A microcefalia não tem cura. A contaminação pelo Zírus para pessoas que não estejam na condição de mulheres grávidas pode se apresentar como uma doença benigna na maior parte dos casos. Mas, para as gestantes, pode provocar os casos de microcefalia nos bebês. Uma tragédia.

Para saber mais sobre o assunto, veja esta reportagem do Diário de Pernambuco:

MEC entrou na campanha contra o Zika vírus dia 29 de janeiro de 2016

Triste Brasil. Foi preciso que o governo dos Estados Unidos  a Organização Mundial da Saúde lançassem um alerta mundial recomendando que mulheres grávidas não viajassem para o Brasil para o Governo da presidente Dilma Roussef criar coragem e fazer alguma coisa pra valer.

Primeiro a presidente ficou ‘nervosa’ com o ministro da Saúde, que reconheceu que o Brasil tinha perdido a guerra contra o mosquito. Depois ela reconheceu o fracasso e resolveu se mobilizar propondo mandar repelente para as grávidas do Bolsa Família, e convocando as Forças Armadas para o combate ao mosquito. Demorou demais.

O Ministério da Educação entrou na campanha dia 29 de janeiro de 2016 colocando banners no site com uma campanha contra o mosquito e de alerta às doenças. Veja nesta peça um exemplo da campanha no site do MEC:

gestantes zika
Veja aqui a campanha do MEC contra a Microcefalia

A campanha do Governo Federal, mesmo atrasada, é fundamental para ao menos tentar estancar os prejuízos para uma geração inteira de bebês que vão nascer nos próximos anos sob o risco da Microcefalia.

Juliana Biologia Enem
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Juliana Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia em escolas da Grande Florianópolis desde 2007. Facebook: https://www.facebook.com/juliana.evelyndossantos.
As atualizações sobre o atraso do Governo Federal e a crítica da lentidão do Governo em levar a sério a emergência de campanhas de massa contra o mosquito e a disseminação do Zika vírus e a consequente Microcefalia foram feitas pelo diretor do Blog do Enem, João Vianney Valle dos Santos.