Os ecossistemas aquáticos – Revisão de Biologia Enem

Saiba tudo sobre os ecossistemas aquáticos e arrase nas questões de Biologia do Enem e dos vestibulares!

Rios, lagos e oceanos são ecossistemas aquáticos. Estes ecossistemas aquáticos são de extrema importância para a vida na Terra, pois, além de fornecerem água (composto inorgânico essencial à todas as formas de vida), são também parte importante dos ciclos do oxigênio e do carbono. Podemos dividir os ecossistemas aquáticos em dois grandes grupos: marinhos (oceanos e mares) e dulcícolas (água doce de rios e lagos). Você conhece as características dos ecossistemas aquáticos? Não? Então, vem com a gente! Saiba tudo sobre os ecossistemas aquáticos e arrase nas questões de Biologia do Enem e dos vestibulares!

Os seres vivos presentes em um ecossistema aquático podem ser divididos de acordo com a região do ambiente onde habitam e com a maneira com que se movimentam. Assim, temos três grupos: o plâncton, o bento e o nécton.

Plâncton: Fazem parte do plâncton todos os seres vivos que vivem em suspensão na coluna de água (zona pelágica) e são passivamente carregados pelas correntezas. Em geral, os organismos do plâncton são microscópicos e representados por larvas de animais, bactérias, fungos e algas unicelulares. Os organismos clorofilados (autótrofos produtores) presentes no plâncton são chamados de fitoplânton e são base de muitas das cadeias alimentares aquáticas. Além disso, boa parte do oxigênio atmosférico é liberado pela fotossíntese realizada pelo fitoplâncton. Já os organismos não-clorofilados (em geral heterótrofos consumidores) presentes no plâncton, como larvas de animais e protozoários, são chamado de zooplâncton.

Os ecossistemas aquáticos

Nécton:  Fazem parte do nécton os animais nadadores ativos que se deslocam livremente na coluna de água (zona pelágica) de acordo com sua vontade. Podemos considerar como nécton a grande maioria dos peixes, muitos crustáceos (como algumas espécies de camarão), moluscos (como as lulas e polvos) e vários mamíferos aquáticos (como as baleias e golfinhos).

Os ecossistemas aquáticos

Dica 1: Estude também os ecossitemas terrestres.

Bento: Os seres vivos que fazem parte do bento são todos aqueles que vivem sobre o substrato, diretamente associados ao sedimento. Podem ser livres (demersais – podem nadar, mas preferem ficar próximos ao substrato), deslocando-se sobre o sedimento, como estrelas-do-mar e siris. Ou podem ainda serem fixos, como as anêmonas e corais.

Os ecossistemas aquáticos

Os ecossistemas aquáticos

Classificação dos ecossistemas aquáticos:

Ecossistemas marinhos (Talassociclo): São os ecossistemas que se desenvolvem em água salgada (onde há aproximadamente 35 gramas de sais dissolvidos para cada litro de água). Além da salinidade, outro fator que define os seres vivos que habitam o talassociclo é a presença ou ausência de luz. Quanto a esta característica podemos classificar um ecossistema marinho em duas regiões: região fótica (onde há a presença de luz, até aproximadamente 200 metros de profundidade) e região afótica (onde a luz não consegue chegar). Os ecossistemas marinhos são extremamente importantes para o equilíbrio da vida em nosso planeta. Aproximadamente 32% de toda a produtividade líquida do planeta vem dos oceanos.

Dica 2: Estude também os ecossistemas brasileiros!

Para saber um pouco mais sobre os ecossistemas marinhos, veja esta videoaula do canal “O Kuadro” do Youtube:

Ecossistemas dulcícolas (Liminociclo): São os ecossistemas que se desenvolvem na água doce, como rios e lagos. Podemos dividir os ecossistemas dulcícolas em três tipos: zonas úmidas (áreas onde o solo está saturado com água ou inundado em determinadas épocas do ano), lênticos (ambientes onde a água doce encontra-se “parada”, como em lagos e lagoas) e lóticos (ambientes onde a água flui constantemente e unidirecionalmente, como  córregos e rios).

Para saber um pouco mais sobre o liminociclo, veja esta videoaula do canal “O Kuadro”, do Youtube:

E aí, curtiu os vídeos e os resumos? Agora que você já sabe tudo sobre os ecossistemas aquáticos, que tal testar seus conhecimentos?

01 – (UEPG PR/2013)  

Com relação a cadeias alimentares e aos níveis tróficos em ecossistemas aquáticos e terrestres, assinale o que for correto.

01. No ecossistema aquático, os produtores são seres microscópicos, principalmente bactérias e algas, que flutuam próximo à superfície, constituindo o fitoplâncton.
02. Uma espécie que apresenta alimentação variada (plantas, carne, etc.) é denominada onívora.
04. Na maioria dos ecossistemas terrestres, os produ-tores são representados por bactérias e fungos saprófitos.
08. Nos lagos e oceanos, o zooplâncton representa um enorme potencial fotossintetizante.

Gab: 03

02 – (FUVEST SP/2011)  

Resultados de uma pesquisa publicada na revista Nature, em 29 de julho de 2010, mostram que a quantidade média de fitoplâncton dos oceanos diminuiu cerca de 1% ao ano, nos últimos 100 anos.

Explique como a redução do fitoplâncton afeta

a) os níveis de carbono na atmosfera.
b) a biomassa de decompositores do ecossistema marinho.

Gab:

a) Se as emissões de gás carbônico para a atmosfera continuarem aumentando, então a redução do fitoplâncton deverá resultar em aumento dos níveis desse gás no ambiente. Isso ocorre porque o fitoplâncton é um dos responsáveis pela absorção do gás carbônico no processo da fotossíntese.

b) A redução do fitoplâncton deve acarretar a diminuição da biomassa total, afetando também a de decompositores.

03 – (UEPB/2007)   

Analise as seguintes afirmações:

I. Plâncton é o conjunto de organismos com deslocamento predominante ativo, na superfície de ecossistemas aquáticos, ou cuja capacidade de locomoção é suficiente para vencer o deslocamento das massas de água (correntes e marés).
II. Chama-se bentos aos organismos que vivem no substrato, fixos ou não, em contraposição com os pelágicos, que vivem livremente na coluna de água.
III.   A produtividade primária em um ecossistema pode ser avaliada de várias formas. Nos oceanos, um dos métodos para medir a produtividade primária utiliza garrafas escuras, totalmente cheias de água do mar, fechadas e mantidas em ambiente iluminado.
IV. Chama-se nécton ao conjunto dos animais aquáticos que se movem livremente na coluna de água, com o auxílio dos seus órgãos de locomoção: as barbatanas ou outros apêndices. Fazem parte deste grupo os peixes, a maioria dos crustáceos, os mamíferos marinhos e outros – pelo menos quando adultos, uma vez que as suas larvas podem ser planctônicas.

Das afirmações acima,

a) apenas I,II e IV estão corretas.
b) apenas I está correta.
c) apenas I e III estão corretas.
d) apenas II e IV estão corretas.
e) apenas III e IV estão corretas.

Gab: D

04 – (UFG/2004)   

Em açudes de pequeno porte, na região do polígono da seca no Nordeste brasileiro, houve curto período de estiagem seguido de longo período chuvoso e forte luminosidade.

Espera-se que, nessas circunstâncias,

a) ocorra aumento de fitoplâncton, deposição de matéria orgânica, morte de algas, baixo teor de oxigênio e mortandade de animais aquáticos.
b) haja proliferação de animais que habitam as regiões mais profundas, pois eles consumirão mais alimentos. ocorra aumento da taxa de oxigênio para que os microrganismos anaeróbicos possam atuar consumindo as algas.
c) ocorra diminuição da quantidade de sais minerais disponíveis, o que permite a proliferação do zooplâncton.
d) haja acúmulo de dejetos animais, que acabam se depositando e deixando as águas límpidas para atuação dos decompositores.

Gab: A

Juliana Biologia Enem
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Juliana Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia em escolas da Grande Florianópolis desde 2007. Facebook: https://www.facebook.com/juliana.evelyndossantos.