Embriologia – Vitelo, polo animal, vegetal e Mórula – Biologia Enem

Você sabe o que é vitelo? E o que é mórula? Sabe a diferença entre polo animal e vegetativo? Não? Então vem saber tudo sobre embriologia para arrasar em Biologia no Enem e nos vestibulares!

O desenvolvimento embrionário (embriogênese) corresponde ao conjunto de processos de multiplicação e diferenciações celulares que levam à formação de tecidos de um embrião. Estas divisões culminam na produção de órgãos de um animal, processo que chamamos de organogênese.

Estes processos e seus detalhes são características muito importantes na classificação dos animais. Por isso, é essencial que você conheça e entenda todos os processos e termos relacionados à embriogênese.

Neste post iremos revisar alguns importantes conceitos de embriologia: o que é a clivagem, o que é uma mórula, qual a diferença entre polo animal e polo vegetativo e ainda a importância do vitelo para um embrião e sua influência na segmentação da célula-ovo.

BIOLOGIA

Você acha este conteúdo muito difícil? Não esquenta! Vamos te ensinar tudo o que você precisa saber sobre embriologia para você arrasar nas questões de Biologia do Enem e dos Vestibulares!

Logo após a fecundação (união do óvulo e do espermatozoide), o embrião começará a se desenvolver. O início desse desenvolvimento se dá quando a célula-ovo ou zigoto começa o processo de segmentação ou clivagem, que nada mais é que uma sequência de mitoses que realizam a multiplicação celular. As primeiras células resultantes dessas clivagens são chamadas de blastômeros.  O conjunto de blastômeros formará uma mórula.

Mórula: Dá-se o nome de mórula ao primeiro estágio de desenvolvimento embrionário dos animais.  Este estágio corresponde a um maciço de células (de 16 a 64 células) chamadas de blastômeros. Esta fase do desenvolvimento se chama assim porque seu formato se assemelha à fruta amora. As células presentes no interior da mórula ainda são indiferenciadas, ou seja, podem se transformar em qualquer tipo de célula do organismo.

O formato da mórula vai depender de como ocorrem estas clivagens. E, as clivagens, dependem da quantidade e da posição do vitelo armazenado no óvulo.  Atenção: alguns autores consideram que os animais que possuem muito vitelo em seus óvulos não formam mórulas, seguindo para o próximo estágio embrionário direto – a blástula.

1
Fonte: DR YORGOS NIKAS / SCIENCE PHOTO LIBRARY

Figura 1: Mórula humana (16 células) na ponta de um alfinete. Fotomicrografia feita a partir de microscópio eletrônico de varredura.

Dica 1: Antes de continuar estudando os conceitos básicos de embriologia, que tal revisar as características dos animais? Veja este super post: https://blogdoenem.com.br/biologia-reino-animais/

Vitelo: Vitelo é uma reserva de nutrientes existente nos óvulos ou células-ovo que irá suprir o embrião durante o seu desenvolvimento enquanto não pode receber outra fonte de alimento. Em mamíferos placentários (que possuem placenta, como nós), a quantidade de vitelo será muito pequena – somente o necessário para alimentar o embrião enquanto não se fixa no útero. Já em animais ovíparos, como as aves, a quantidade de vitelo será muito grande, uma vez que o embrião (e posteriormente o feto) ficará isolado no ovo durante todo o seu desenvolvimento.

2
Fonte: Paul Silverman / Fundamental Photographs

Figura 2: A gema de um ovo pode ser considerada um óvulo. Sendo assim, a parte amarela seria considerada o vitelo desta célula-ovo.

Polo animal: Em um óvulo, o polo animal é a região onde se encontra o núcleo da célula e a maior parte de seu citoplasma. Em alguns tipos de óvulos essa região é bem visível, porém, em óvulos com pouco ou nenhum vitelo não é possível indicar esta região.

Polo vegetal ou vegetativo: O polo vegetal ou vegetativo é a parte do óvulo em que se encontra a maior parte do vitelo. Em alguns óvulos o polo vegetal estará na metade oposta do polo animal.

3
Phototake / Universal Images Group

Figura 3: Ovócito do anfíbio Xenopus laevis fotografado através de microscópio óptico. Neste ovócito podemos ver o polo animal, mais escuro situado na região superior, e o polo vegetativo, mais claro na região inferior.

Em relação à quantidade e localização de vitelo nos óvulos, podemos classifica-los em quatro tipos : óvulos oligolécitos, mesolécitos, telolécitos e centrolécitos.

4

Figura 4: Tipos de célula-ovo

Blastulação: Corresponde à transformação de mórula em blástula. Neste caso, o embrião forma uma cavidade interna – a blastocele.

Gastrulação: Transformação de blástula em gástrula. Neste caso, começam-se a formar os folhetos embrionários.

Neurulação: Formação do tubo neural e da notocorda. Fase presente nos animais do Filo dos Cordados.

Organogênese: Diferenciação dos tecidos e desenvolvimento dos órgãos que ocorre entre a 4ª e 8ª semana de gestação nos seres humanos.

Agora que você já conhece os conceitos básicos da embriogênese, que tal testar seus conhecimentos?

01 – (UEA AM/2014)  

As figuras ilustram estágios do desenvolvimento inicial de um anfioxo e de um anfíbio.

5
(José Mariano Amabis e Gilberto Rodrigues Martho. Biologia das células, 2004. Adaptado.)

 

A diferença entre os dois processos deve-se

a) à resistência, maior ou menor, da membrana que reveste a célula-ovo.

b) à ocorrência de divisões mitóticas em maior número na célula-ovo do anfioxo.

c) à quantidade e distribuição do vitelo presente no citoplasma da célula-ovo.

d) à ocorrência de divisões mitóticas em maior número na célula-ovo do anfíbio.

e) a uma distribuição desigual das organelas citoplasmáticas da célula-ovo.

Gab: C

 

02 – (FUVEST SP/1990)   

Qual a diferença, no desenvolvimento embrionário, entre animais com ovos oligolécitos e animais com ovos telolécitos?

a) Número de folhetos embrionários formados.

b) Presença ou ausência de celoma.

c) Presença ou ausência de notocorda.

d) Tipo de segmentação do ovo.

e) Modo de formação do tubo neural.

Gab: D

Juliana Biologia Enem
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Juliana Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia em escolas da Grande Florianópolis desde 2007. Facebook: https://www.facebook.com/juliana.evelyndossantos.