Embriologia: Revise a neurulação! – Biologia Enem

Vem com a gente saber tudo sobre a neurulação! Revise embriologia e arrase nas questões de Biologia do Enem e dos vestibulares!

Neurulação: O início do desenvolvimento embrionário corresponde a um aglomerado de células idênticas que chamamos de mórula. Mas, como estas células iguais são capazes de formar todos os diferentes tipos de células que possuímos em nosso organismo?

Acontece que essas células, que chamamos de blastômeros são totipotentes, ou seja, são indiferenciadas e capazes de se transformar em qualquer tipo de célula. Para isso, elas passarão por uma série de etapas do desenvolvimento embrionário, como a blastulação e a gastrulação, onde serão formados os folhetos embrionários – a ectoderme, a mesoderme e a endoderme.

Após isso, nos cordados como nós, ocorrerá a neurulação. Você sabe como esta etapa do desenvolvimento embrionário ocorre? Não? Então vem com a gente saber tudo sobre embriologia para arrebentar nas questões de Biologia do Enem e dos vestibulares!

bio

O processo de neurulação consiste na transformação de uma gástrula em uma nêurula. A nêurula é uma espécie de gástrula mais desenvolvida e ocorre exclusivamente nos animais pertencentes ao filo dos Cordados, como os protocordados (anfioxos) e os vertebrados (peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos). É na fase da nêurula que ocorrerá o início da formação dos órgãos.

Durante a formação da nêurula, células localizadas no “teto” do arquêntero irão se diferenciar e se multiplicar, formando uma evaginação em forma de cordão que irá formar uma estrutura essencial para os cordados – a notocorda.

A notocorda é uma estrutura de sustentação que todos os cordados possuem em pelo menos uma das fases da sua vida. Nos vertebrados, a notocorda será substituída na fase embrionária pela coluna vertebral (a notocorda será de molde para células que migrarão da mesoderme para formar a coluna vertebral).

Ao mesmo tempo em que ocorre a formação da notocorda, a ectoderme começa a um processo de que possibilitará a formação do sistema nervoso. As células da ectoderme começam a se achatar, formando o que chamamos de placa neural.

Esta placa neural, que também se estende em forma de cordão no dorso do embrião, aos poucos vai sofrendo uma invaginação, formando um sulco que em seguida se fecha como um zíper, formando o tubo neural. O tubo neural é a estrutura embrionária que dará origem ao sistema nervoso. Nos seres humanos, a formação do tubo neural se dá nas primeiras semanas de gestação, quando o embrião possui aproximadamente 1cm.

1

Figura 1: Esquema demonstrando a neurulação.

2

Figura 2: Fotomicrografias de um corte da parte dorsal de um embrião na fase de nêurula. Esta sequência (de baixo para cima) de imagens mostra a placa neural sofrendo invaginação para formar o tubo neural.

Problemas durante a neurulação: A neurulação é uma fase delicada do desenvolvimento embrionário. Processos que não se completam nesta fase, podem dar origem à má formação dos órgãos. A anencefalia é um exemplo de má formação gerada pelo não fechamento do tubo neural. Quando isso acontece, o feto não desenvolverá completamente os órgãos do encéfalo e a caixa craniana.

Sem a caixa craniana, os órgãos do encéfalo ficam expostos ao líquido amniótico, agravando ainda mais os problemas do sistema nervoso do feto. Em geral, os fetos com anencefalia são abortados expontaneamente pelo corpo da mãe. Isso pode gerar sérios riscos de morte para a mãe. Tanto que, atualmente, o diagnóstico de anencefalia permite às mães interromperem a gestação.

Pouco são os fetos anencéfalos que vêm a nascer e a maioria é natimorto. Para os bebês que nascem vivos, a expectativa de vida é baixíssima, vindo a falecer geralmente nas primeiras horas ou primeiras semanas de vida por parada cardiorrespiratória. Há raríssimos casos de crianças anencéfalas que passaram dos dois anos de vida.

3

Figura 3: Vitória de Cristo, menina brasileira anencéfala que viveu mais de dois anos, superando a expectativa de vida para esta raríssima má formação.

4

Figura 4: Imagens de bebê e fetos anencéfalos abortados espontaneamente  pelo organismo materno.

Para finalizar sua revisão sobre neurulação, veja esta videoaula da professora Aldineia Buss:

Agora que você já sabe tudo sobre a neurulação, que tal testar seus conhecimentos em embriologia?

01 – (UECE/2013)   Quanto à neurulação, marque a opção que corretamente relaciona estrutura e função nesse processo de organização.

a) O tubo neural é originado das invaginações do mesoderma e dará origem aos elementos do sistema nervoso.

b) O notocorda surge da propagação de células do endoderma, localizadas no teto do intestino primitivo no embrião da maioria dos animais, tendo a função de sustentação para o corpo e, nos vertebrados, é a base para a formação da coluna vertebral.

c) O celoma é originado a partir do ectoderma e, nos animais ditos celomados, servirá como cavidade que alojará diversos órgãos.

d) O arquêntero surge ainda na fase de blástula e, nos animais, formará a cavidade digestiva.

Gab: D

 

02 – (UNIMONTES MG/2013)   O sistema nervoso central desenvolve-se a partir da placa neural, a qual se invagina ao longo de uma linha média, formando o sulco neural. As bordas do sulco, pregas neurais, fusionam-se dorsalmente formando o tubo neural, que dá origem ao encéfalo e à medula espinhal. As figuras abaixo mostram as etapas envolvidas nesse processo. Analise-as.

5

6

7

De acordo com o assunto abordado e as figuras apresentadas, analise as alternativas a seguir e assinale a sequência (placa neural, sulco neural, pregas neurais, tudo neural, encéfalo e medula espinhal) CORRETA desse desenvolvimento.

a) I, II, III, IV, V, VI.

b) I, VI, III, V, IV, II.

c) I, V, IV, VI, II, III.

d) I, III, VI, V, IV, II.

Gab: D

 

03 – (FMABC SP/2013)  

8

O esquema representa uma das fases do desenvolvimento embrionário do anfioxo. Essa fase é a

a) gástrula, e os folhetos indicados por 4 e 5 são, respectivamente, ectoderme e mesoderme.

b) gástrula, e as cavidades indicadas por 1 e 6 são, respectivamente, celoma e arquêntero.

c) gástrula, e as estruturas indicadas por 2 e 3 são, respectivamente, tubo neural e notocorda.

d) nêurula, e o folheto indicado por 5 e a estrutura indicada por 6 são, respectivamente, mesoderme e arquêntero.

e) nêurula, e a cavidade indicada por 1 e a estrutura indicada por 3 são, respectivamente, celoma e notocorda.

Gab: E

 

04 – (FCM MG/2013) ALFACE COM 15 VEZES MAIS ÁCIDO FÓLICO

“Outra aposta, dessa vez da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, está no cultivo de alface crespa transgênica que recebeu dois genes de uma planta modelo (…) e, com isso, ficou enriquecida com 15 vezes mais ácido fólico, quantidade de vitamina equivalente ao espinafre europeu, que tem o maior teor já visto e é encontrado no Sul do Brasil. O melhor é que apenas 29g da folha (duas alfaces pequenas) já tem 70% das 400 mcg diárias recomendadas para adultos (grávidas têm recomendação de 600 a 800 mcg), sem alteração de aspecto e sabor” (…)

(O Globo. Saúde. 28/8/2012, p. 50)

O fato de as gestantes terem uma recomendação maior, é porque o Ácido Fólico

a) é uma vitamina hidrossolúvel, sem forma de armazenamento específica, tornando sua ingestão mais elevada nas gestantes, para que tenham uma gravidez saudável.

b) atua na prevenção de anomalias congênitas no 1º trimestre da gestação, assim como na prevenção primária de ocorrência de defeitos do fechamento do tubo neural.

c) é uma vitamina do complexo B altamente importante para a produção de Hemoglobina Fetal nas primeiras semanas de gravidez.

d) tem uma ação importante no controle da hipertensão, evitando doenças cardíacas e derrame.

Gab: B

 

05 – (FCM MG/2013)  

9

Sobre o desenho acima, NÃO é correto afirmar:

a) Representa a origem do Sistema Nervoso num embrião jovem, a partir do 18º dia, aproximadamente.

b) Ao longo do dorso do embrião, há um espessamento do Ectoderma e a formação da Placa Neural.

c) A reentrância formada (Sulco Neural) evolui e se transforma em Tubo Neural e Notocorda.

d) A partir do Tubo Neural, serão formados o Cérebro e a Medula.

Gab: C

 

06 – (UEG GO/2012)   Pesquisas na área de genética têm demonstrado alternativas ao método de transplante de órgãos doados. Uma dessas alternativas é a utilização de órgãos formados a partir de células indiferenciadas, denominadas células-tronco. Para obtenção dessas células, é preciso retirá-las de embriões na fase de:

a) nêurula

b) mórula

c) gástrula

d) blástula

Gab: B

 

07 – (UEPB/2006)    A figura apresentada a seguir ilustra um corte transversal de um cordado. Analise as estruturas indicadas pelas setas, que indicam respectivamente:

10

a) I – Tubo Nervoso; II – Intestino; III – Notocorda; IV – Celoma

b) I – Notocorda; II – Celoma; III – Tubo Nervoso; IV – Intestino

c) I – Intestino; II – Tubo Nervoso; III – Celoma; IV – Notocorda

d) I – Tubo Nervoso; II – Notocorda; III – Intestino; IV – Celoma

e) I – Celoma; II – Notocorda; III – Tubo Nervoso; IV – Intestino

Gab: D

Juliana Biologia Enem
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Juliana Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia em escolas da Grande Florianópolis desde 2007. Facebook: https://www.facebook.com/juliana.evelyndossantos.