As Funções dos Advérbios: 1 Modificador; e, 2 Ampliador

Advérbios são vocábulos que têm a função de modificar e dar sentido de circunstância nas orações. Os advérbio sempre se referem a um determinado verbo. Veja:

O advérbio é conhecido na gramática como modificador ou ampliador de sentido de certos vocábulos ou estruturas.

Assim, nessa relação o advérbio pode indicar algumas circunstâncias (ou valores semânticos), como afirmação, acréscimo, negação, modo, lugar, tempo, dúvida, intensidade, causa, concessão, conformidade, finalidade, condição, meio, instrumento, assunto, companhia, preço, ordem etc.

  • Vamos começar com uma prova de fogo com você. Nestas três frases, indique num segundo quais são os Advérbios:
  • Cheguei cedo.
  • Falaram muito.
  • Todos voltaram, felizmente.

Respostas: É claro que você acertou: ‘cedo’, ‘muito’, e ‘felizmente’ são todos advérbios.

Dica para encontrar o Advérbio – Você já sabe: Quando usado numa oração, o advérbio acaba modificando o verbo. Em outras situações, também pode modificar um adjetivo e até mesmo outro advérbio.

Essa função é tão evidente, que os advérbios podem transformar uma frase inteira. Nesses casos, estará no início ou no final da frase, de preferência separado por vírgula.função do advérbioQuando falamos que os advérbios têm função de circunstanciador, queremos dizer que pelo contexto acabam atribuindo a si ou na oração um outro valor semântico.

Exemplo do Advérbio Circunstanciador: A palavra bem é normalmente um advérbio de modo (Ele fala bem.), certo? Veja esta frase, então: “Ele estava bem feliz.”. Agora, é um advérbio de intensidade. Ok? Então, vamos prosseguir com um resumo e depois a classificação detalhada dos Advérbios:

Aula Gratuita

Confira com a professora Mercedes, do canal Curso Enem Gratuito, um resumo simples e rápido sobre os Advérbios e as Locuções Adverbiais.

Muito boa esta aula. Ajuda você a compreender o que vem agora.

Sobre os advérbios:

1 – O advérbio não se flexiona em gênero nem em número, por isso é chamado de palavra invariável. Só varia em grau por meio de derivação.

  • Então, quando pensamos em construções frasais assim, achamos estranhas:
  • – A menina está meia chateada.
    – A filha sempre foi menas paciente que a mãe.
    – Ela está toda preocupada.
    – Os policiais devem se manter alertas o tempo todo.

 

  • Segundo a norma culta da língua, as frases deveriam ficar assim:
  • – A menina está meio chateada.
    – A filha sempre foi menos paciente que a mãe.
    – Ela está todo preocupada.
    – Os policiais devem se manter alerta o tempo todo.

As duas últimas frases pareceram estranhas, não é? Mas, segundo a gramática elas devem ser construídas dessa forma.

Dica: o Advérbio se refere a um verbo

2 – Do ponto de vista sintático, tradicionalmente falando, o advérbio se refere a um verbo, a um adjetivo (ou locução adjetiva), a outro advérbio (ou locução adverbial) ou a uma oração inteira, exercendo apenas uma função sintática na frase: adjunto adverbial.

– Sempre acordou cedo. (modifica o verbo)
– Continuo bastante disposto. (modifica o adjetivo)
– Arrematou-se num leilão um carro muito fora de moda. (modifica a locução adjetiva)
– Dormiram mais tarde, porque não treinariam amanhã. (modifica o advérbio)
– Ninguém esperava que ele surgisse tão de repente. (modifica a locução adverbial)
– Semestralmente fazemos concursos. (modifica a oração inteira; normalmente os advérbios
terminados em -mente, iniciando uma oração, incidem sobre toda ela)*

Advérbios & Intensidade

Trocando em miúdos: os gramáticos afirmam que os advérbios, os que modificam adjetivos ou outros advérbios, são sempre de intensidade. Nas provas é assim que costuma cair.

  • Exemplos:
  • – Sou razoavelmente discreto.
    – Continuas muito arisca, menina!

Mas alguns estudos modernos falam totalmente o contrário:

– Tenho cabelos quimicamente tratados. (modo)
– Não raramente estudo Português. (negação)
– Ainda existem muitas doenças sexualmente transmissíveis. (meio)

Outros exemplos:

O professor Fernando Pestana em a “Gramática para Concursos Públicos”, dá um exemplo muito fácil sobre advérbios. É o seguinte: para entendermos bem todas estas definições de advérbio, vamos analisar por último esta frase:

Os amigos das horas certas sempre ajudam os amigos das horas incertas. Note que a palavra sempre

1) apresenta uma circunstância (valor semântico) de tempo;
2) é invariável: não existe sempres ou sempra, por exemplo;
3) funciona como adjunto adverbial do verbo ajudar.

Você já ouviu falar em orações subordinadas adverbiais? Elas são chamadas assim porque têm valor de advérbio.

.

3 – Os advérbios terminados em -mente são derivados de adjetivos (normalmente femininos), cujos acentos gráficos “caem” nesse processo, pois as sílabas tônicas mudam de posição com o acréscimo do sufixo.

Outra dica: nem todos os advérbios terminados em -mente são de modo, eles podem ser também de intensidade, de afirmação ou de negação. Quando forem de afirmação ou negação vão vir reforçados pelos advérbios “sim” e “não”:

Exemplos:

– Estou absolutamente melancólico hoje. (intensidade)
– “Vai à praia hoje?” “Absolutamente (não)! Odeio mar, areia…” (negação)
– “Vai à praia hoje?” “Absolutamente (sim)! Amo mar, areia…” (afirmação)

.

4 – E por último, não menos importante: “quando, como, onde e por que” são, respectivamente, advérbios interrogativos de tempo, modo, lugar e causa. Os três primeiros são chamados de advérbios relativos quando exercem papel de verdadeiros pronomes relativos.

Eles podem aparecer nas orações interrogativas diretas ou indiretas:  Veja os Exemplos:

– Quando voltaremos?
– Ninguém soube me responder como voltaríamos.
– Aonde você quer chegar com esse discurso polido?
– Nunca entendi por que ela se veste assim.

Quer saber mais sobre os advérbios? Confira a videoaula:

Vamos praticar?

1 – (FJPF – CONAB – Técnico Administrativo – 2006) A alternativa em que a palavra muito está sintaticamente empregada como em “parece muito mais fácil que o físico” é a seguinte:

a) Muitos dos que se dizem cidadãos não respeitam sequer as leis do trânsito.
b) Há muito ainda por realizar no Brasil.
c) É muito importante este aspecto da questão.
d) Ao evento compareceram muitos congressistas.
e) Muita saúva e pouca saúde os males do Brasil são.

2 – (ITA – Vestibular – 2007/2008) Qual dos advérbios terminados em -mente incide sobre o conteúdo de toda a frase?

a) fantasticamente (… aumenta fantasticamente…)
b) abertamente (… evito aderir abertamente…)
c) independentemente (… treino os jogadores, traço o esquema de jogo, armo jogadas,
mas, independentemente disso, existem forças…)
d) psicologicamente (… psicologicamente preparado…)
e) imediatamente (… volte para o campo imediatamente…)

3 – (NCE/UFRJ – Eletronorte – Assistente Administrativo – 2006) De todos os advérbios em
-mente abaixo sublinhados, o que apresenta valor semântico distinto dos demais é:

a) “extremamente promissoras”;
b) “eticamente inaceitável”;
c) “igualmente descartada”;
d) ‘o saldo final é, modestamente, bem positivo”;
e) “levar os parlamentares a recuar rapidamente”.

4 – Só não há advérbio em:

a) Não o quero.
b) Ali está o material.
c) Tudo está correto.
d) Talvez ele fale.
e) Já cheguei.

5 – Identifique a que termos os advérbios abaixo se referem e qual a circunstância que conferem:

a) Mal cheguei já estou saindo.
b) Ela era bem bonita.
c) Ela anda muito naturalmente.
d) Ela anda muito, naturalmente.
e)Ela não viria, óbvio, eu disse.

Gabarito:

1 – C

2 – A resposta é C, pois o advérbio se relaciona com (d)isso, que se reporta ao conteúdo frasal anterior, a saber: “treino os jogadores, traço o esquema de jogo, armo jogadas”. A: Modifica o verbo. B: Modifica o verbo. D: Modifica um adjetivo. E: Modifica o verbo.

3 – A resposta é A. Além de já ter sido falado que nem todo advérbio modificador de adjetivo é de intensidade, note mais detalhes nessa questão: A: Intensidade. B: Modo (pela visão tradicional da gramática normativa) / modalizador epistêmico (delimitador). C: Modo. D: Modo (pela visão tradicional da gramática normativa) / modalizador afetivo. E: Modo. Pelo menos a banca foi contra a visão tradicional de que advérbio ligado a adjetivo é só de intensidade.

4 – Na opção ‘c’ não há advérbio. Não é advérbio de negação, ali é advérbio de lugar, talvez é modalizador, já é advérbio de tempo, porém tudo não é advérbio, é pronome.

5 – Em ‘a’, advérbio mal se refere ao verbo cheguei e já ao verbo saindo, ambos conferem circunstância de tempo, sendo, portanto, advérbios temporais. Em ‘b’, bem se refere ao adjetivo bonita, é um intensificador. Em ‘c’, muito intensifica naturalmente, naturalmente é o modo como o sujeito ela anda.

Em ‘d’, muito se refere a andar, intensificando esse verbo; naturalmente, que é um advérbio de frase, modaliza toda a sentença (representa uma tomada de posição de quem fala). Em ‘e’, não é advérbio de negação que se refere ao verbo viria; óbvio é, assim como naturalmente em ‘d’, um advérbio de frase.

Curso Enem Gratuito

Quer aumentar suas chances no próximo Exame Nacional do Ensino Médio e mandar bem nas Notas de Corte do Enem? Estude com as apostilas e aulas gratuitas do Curso Enem Online. Todas as matérias do Exame e ainda as Dicas de Redação. Acesse aqui o Curso Enem Gratuito Online.

curso enem gratuito blue fino

Acesse aqui os Aulões do Blog do Enem! São videoaulas gratuitas e completas com os conteúdos mais relevantes para o Exame Nacional do Ensino Médio.

Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Su, com base em manuais gramaticais. A maioria dos exemplos são do Livro “A Gramática para Concursos Públicos”, do professor Fernando Pestana. A professora é Licenciada Plena em Língua Portuguesa pela Universidade Federal do Pará (UFPA).