O Movimento de Translação da Terra em torno do Sol – Geografia Enem

Veja a importância do giro anual da Terra em torno do Sol. Ele determina a mudança das Quatro Estações e as alterações climáticas decorrentes. Então, bora revisar o Movimento de Translação para gabaritar as questões de Geografia e Meio Ambiente no Enem e nos vestibulares.

Geografia Enem: Movimento de Translação – Apesar do aparente caráter estático do planeta Terra, há diversos movimentos que incidem diretamente nas condições que afetam a vida por aqui. No movimento de translação a Terra dá uma volta por ano em torno do Sol. E tem tudo a ver com a mudança das Quatro Estações: Primavera, Verão, Outono, e Inverno.

Mas por que este movimento de Translação não é sentido por nós? É muito rápido? Pode mudar? Calma… Essa revisão está aqui para esclarecer suas dúvidas sobre a translação da Terra e levá-lo(a) a um ótimo desempenho no Enem! Veja na imagem que os outros Planetas do Sistema Solar também “giram” ao redor do Sol.1A origem de tudo – Quando há alguns bilhões de anos foi formado o Universo, alguns astros parecem ter ficado com “a melhor parte” do que havia antes do ‘Big Bang’. Dotados de luz própria e de uma gigantesca massa, as estrelas são capazes de atrair milhões de corpos celestes que giram no seu entorno. A esse movimento chamamos de translação.

Para se ter uma ideia do que influencia a duração da translação, há uma certa lógica nisso. Quanto mais afastado do Sol for o planeta, maior será o tempo que levará para completar a trajetória completa em torno do Astro-Rei. Mercúrio,  que é o planeta mais próximo ao Sol, leva aproximadamente 88 dias para completar o trajeto; Plutão, o mais afastado, leva 248 anos!!!

E a Terra? Quanto tempo demora no movimento de Translação?

Bom, na verdade, o tempo que a Terra leva pra completar 360° ao redor do Sol coincide com um ano. Portanto, precisamente, o movimento de translação da Terra dura 365 dias e 6 horas aproximadamente.

Como se sabe, em nosso calendário, temos 365 dias, exceção feita aos anos bissextos que ocorrem a cada 4 anos e compensam as 6 horas por dia que são “desprezadas” nos demais anos. Sempre no dia 29 de fevereiro.

Outros dados importantes quanto ao movimento de translação da Terra: a velocidade média orbital é de 29,78 Km/s; a trajetória percorrida é elíptica, ou seja, não se trata de um círculo perfeito. Portanto, há momentos do ano em que literalmente estamos mais próximos do Sol e outros mais afastados.

E isso nos afeta de algum modo?

O ponto do ano que a Terra mais se aproxima do Sol chama-se periélio e o que a Terra está mais afastada é o afélio. Na realidade, estar mais próximo do Sol não estabelece uma relação direta com o clima, o que o raciocínio lógico poderia conduzir.

No entanto, há uma relação entre o movimento elíptico (em forma de elipse) que a Terra descreve em torno do sol e as estações do ano. Devido a essa trajetória, em quatro momentos durante a translação, as estações do ano mudam de acordo com a posição da Terra em relação ao Sol. Saliento mais uma vez: não necessariamente em relação à distância Terra-Sol.

Outro fenômeno relacionado à translação é a ocorrência dos eclipses solares e lunares. Isso ocorre quando a alinhamento entre a órbita da Terra e da Lua. Se a Lua se interpuser entre o sol e a Terra, fará uma sombra sobre o nosso planeta, impedindo, por alguns segundos, que a luz solar ilumine a superfície terrestre. Tem-se, então, o eclipse solar.

O alinhamento Sol – Terra – Lua provoca o eclipse lunar em que a Terra impede que os raios solares iluminem a superfície lunar. Esse fenômeno é mais frequente e um pouco mais duradouro que o eclipse solar.

Portanto, na prática, a principal consequência para a Humanidade do movimento de translação é a duração do ano que é diretamente relacionado ao tempo que a Terra demora pra percorrer 360° em torno do Sol.

Movimento de Translação

2

Observe na figura acima as etapas que marcam a mudança das quatro estações no Movimento de Translação. Perceba que ocorre uma inversão das estações entre os hemisférios Norte e Sul. As estações mudam nos solstícios e nos equinócios.

Entenda o fenômeno do Eclipse

3
Eclipse: Ilustração explicativa dos eclipses solar e lunar.

Aula Gratuita sobre a Translação

Entendido o movimento de translação da Terra e suas consequências? Ótimo! Então, para fixar bem o conteúdo e finalizar sua revisão, veja esta super videoaula com o professor Carrieri, do Canal Curso Enem Gratuito.

Agora, que tal você testar seus conhecimentos?

1. (UDESC) Sobre o movimento de translação da Terra, pode-se afirmar que:

 

I. é o movimento responsável pelas estações do ano;

II. é o movimento que a Terra faz ao redor do Sol;

III. as datas que marcam o início das estações do ano são chamadas de solstícios (verão e

IV. inverno) e equinócios (primavera e outono);

V. sua rota é elíptica;

VI. periélio é a denominação dada à menor distância entre a Terra e o Sol;

VII. afélio é o ponto máximo de afastamento entre a Terra e o Sol.

 

Assinale a alternativa correta.

 

A) Somente as afirmativas I, II, III são verdadeiras.

B) Somente as afirmativas II, III e VI são verdadeiras.

C) Somente as afirmativas IV, V e VI são verdadeiras.

D) Somente as afirmativas I, II, III, V e VI são verdadeiras.

E) Todas as afirmativas são verdadeiras.

 

2. (Enem – 2000) A figura abaixo mostra um eclipse solar no instante em que é fotografado em cinco diferentes pontos do planeta.

4

 

As fotos poderiam corresponder, respectivamente, aos pontos:

A) III, V e II.

B) II, III e V.

C) II, IV e III.

D) I, II e III.

E) I, II e V.

 

GABARITO

 

1 – E

2 – A

Post escrito por Douglas de Barros Oliveira, professor de Geografia, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina,  com 12 anos de experiência na docência e especialista em tecnologia na aprendizagem.