Lista de questões sobre Immanuel Kant

Teste seus conhecimentos sobre Kant com exercícios do Enem e de vestibulares! São 10 questões com gabarito e um resumo para relembrar de suas principais ideias!

Immanuel Kant foi um filósofo alemão muito influente na história do pensamento ocidental. Por isso, suas ideias costumam cair no Enem e nos vestibulares. Confira nosso resumo sobre o filósofo e, em seguida, responda às questões sobre Kant!

Resumo sobre Kant

Immanuel Kant nasceu na cidade de Königsberg na Prússia (atual Alemanha), em 1724. Suas reflexões ocorreram no contexto do Iluminismo – tema que, inclusive, é discutido em suas obras.

Kant deu origem a uma corrente filosófica chamada de Criticismo, que pretendia encerrar o conflito entre o Racionalismo e o Empirismo. O Criticismo busca os limites daquilo que pode ser conhecido, de modo se
utilizar das noções apriorísticas da doutrina racionalista para fundamentar conceitos primordiais da nossa existência. Ao mesmo tempo, se vale das noções empíricas para fundamentar os conhecimentos a posteriori.

Essa corrente filosófica faz uma análise crítica da realidade, que foi divida por Kant em três grandes obras: “A Crítica da Razão Pura”, a “Crítica da Razão Prática” e a “Crítica do Juízo”. De agora em diante, vamos focar nesta última obra.

Kant e os Juízos

O Enem e os vestibulares costumam cobrar alguns conceitos elaborados por Kant sobre como nós conhecemos as coisas. São eles:

  • Analítico a priori (relacionada ao Racionalismo);
  • Sintético a posteriori (relacionada ao Empirismo);
  • Sintético a priori.

Para começarmos a entender o que cada um deles significa, precisaremos pegar emprestado das Linguagens os conceitos de sujeito e predicado.

Imagine a seguinte frase: “O retângulo tem quatro lados”. Essa frase te informa algo novo ou o predicado (tem quatro lados) apenas reforça uma característica inerente ao sujeito (retângulo)?

Nesse caso, para a filosofia kantiana, o sujeito e o predicado são iguais. Isso porque não pode haver um retângulo que não tenha quatro lados. Assim, não há nenhuma informação nova, apenas o reforço lógico de uma reflexão feita pela razão.

Dessa maneira, a informação racional reforça algo. Por isso, esse tipo de pensamento se refere ao racionalismo. Portanto, o analítico a priori ocorre quando o predicado reforça uma característica inerente ao sujeito.

Por outro lado, o sintético a posteriori está ligado ao empirismo, ou seja, a informações obtidas por meio de experiências. Assim, nesses casos, o predicado informa algo novo sobre o sujeito. Por exemplo: “A casa é verde”. Ser verde não é uma característica natural de todas as casas. Portanto, esse é um juízo sintético a posteriori.

Por fim, para entender o juízo sintético a priori, podemos tomar como exemplo a Física enquanto área de conhecimento. Os físicos trabalham tanto com fenômenos que podem ser verificados por meio de experimentos quanto com elementos que são lógicos e universais.

Vídeo sobre Kant e os juízos

A fim de entender melhor esses conceitos e se preparar para as questões sobre Kant, confira a videoaula do professor Alan:

Questões sobre Kant

Por fim, resolva as questões que já caíram no Enem e vestibulares, e confira o gabarito no final:

.

Questões sobre Kant
Pintura retratando Immanuel Kant

Ana Cristina Peron

Ana Cristina Peron é formada em História pela Universidade Federal de Santa Catarina. É redatora do Curso Enem Gratuito e do Blog do Enem.
Categorias: Simulado Filosofia, Simulados Enem
Encontrou algum erro? Avise-nos para que possamos corrigir.

Enccejagapixel

Enccejagapixel