Aula Grátis de Acentuação Gráfica – Redação Enem

Fique por dentro das regras de Acentuação Gráfica e garanta nota máxima na Redação Enem.

A Acentuação Gráfica é um dos itens da nossa ortografia que damos pouca atenção no dia a dia. Na hora de enviar mensagens no celular ou de conversar nos chats, acabamos simplificando a escrita, deixando de lado aspectos da norma culta. No entanto, a Acentuação Gráfica não influi apenas na grafia das palavras, tem casos que modifica até mesmo o significado do que queremos expressar.  Vale lembrar que o Novo Acordo Ortográfico, que seria implementado a partir deste ano, foi adiado para 2016, com o objetivo de ajustar o prazo brasileiro ao de Portugal, que tem mais três anos para aplicar as regras no país. Com isso, as novas regras não serão cobradas na Redação Enem 2013. Confira agora as regras de Acentuação Gráfica e esteja preparado para arrasar na Redação Enem.

Quer conferir uma explicação sobre Acentuação Gráfica com vários exemplos e aplicações? Veja a aula do professor Fábio D’avila, do site Aula Livre:

Pesquisamos no site Info Escola as regras de Acentuação Gráfica:

QUANTO À POSIÇÃO DA SÍLABA TÔNICA 1. Acentuam-se as oxítonas terminadas em “A”, “E”, “O”, seguidas ou não de “S”, inclusive as formas verbais quando seguidas de “LO(s)” ou “LA(s)”. Também recebem acento as oxítonas terminadas em ditongos abertos, como “ÉI”, “ÉU”, “ÓI”, seguidos ou não de “S”. Confira os exemplos no quadro:

Chá Mês nós
Gás Sapé cipó
Dará Café avós
Pará Vocês compôs
vatapá pontapés
Aliás português robô
dá-lo vê-lo avó
recuperá-los Conhecê-los pô-los
guardá-la compô-los
réis (moeda) Véu dói
méis céu mói
pastéis Chapéus anzóis
ninguém parabéns Jerusalém

Resumindo: Só não acentuamos oxítonas terminadas em “I” ou “U”, a não ser que seja um caso de hiato. Por exemplo: as palavras “baú”, “aí”, “Esaú” e “atraí-lo” são acentuadas porque as vogais “i” e “u” estão tônicas nestas palavras.

2. Acentuamos as palavras paroxítonas quando terminadas em: L – afável, fácil, cônsul, desejável, ágil, incrível. N – pólen, abdômen, sêmen, abdômen. R  – câncer, caráter, néctar, repórter. X­ – tórax, látex, ônix, fênix. PS – fórceps, Quéops, bíceps. Ã(S) – ímã, órfãs, ímãs, Bálcãs. ÃO(S) – órgão, bênção, sótão, órfão. I(S)  – júri, táxi, lápis, grátis, oásis, miosótis. ON(S) – náilon, próton, elétrons, cânon. UM(S) – álbum, fórum, médium, álbuns. US – ânus, bônus, vírus, Vênus.
Também acentuamos as paroxítonas terminadas em ditongos crescentes (semivogal+vogal): Névoa, infância, tênue, calvície, série, polícia, residência, férias, lírio.

3. Todas as proparoxítonas são acentuadas. Como podemos ver nos exemplos: México, música, mágico, lâmpada, pálido, pálido, sândalo, crisântemo, público, pároco, proparoxítona.

QUANTO À CLASSIFICAÇÃO DOS ENCONTROS VOCÁLICOS 4. Acentuamos as vogais “I” “U” dos hiatos, quando: Formarem sílabas sozinhos ou com “S”. Veja: Ju-í-zo, Lu-ís, ca-fe-í-na, ra-í-zes, sa-í-da, e-go-ís-ta.
IMPORTANTE
Por que não acentuamos “ba-i-nha”, “fei-u-ra”, “ru-im”, “ca-ir”, “Ra-ul”, se todos são “i” e “u” tônicas, portanto hiatos? Porque o “i” tônico de “bainha” vem seguido de NH. O “u” e o “i” tônicos de “ruim”, “cair” e “Raul” formam sílabas com “m”, “r” e “l” respectivamente. Essas consoantes já soam forte por natureza, tornando naturalmente a sílaba “tônica”, sem precisar de acento que reforce isso.
5. Trema – Não se usa mais o trema em palavras da língua portuguesa. Ele só vai permanecer em nomes próprios e seus derivados, de origem estrangeira, como Bündchen, Müller, mülleriano (neste caso, o “ü” lê-se “i”)
6. Acento Diferencial: O acento diferencial permanece nas palavras: pôde (passado), pode (presente)
pôr (verbo), por (preposição)
Nas formas verbais, cuja finalidade é determinar se a 3ª pessoa do verbo está no singular ou plural:

SINGULAR PLURAL
Ele tem Eles têm
Ele vem Eles vêm

Essa regra se aplica a todos os verbos derivados de “ter” e “vir”, como: conter, manter, intervir, deter, sobrevir, reter, etc.

Fonte: MEDEIROS, João Bosco. Português Instrumental. 8 ed. São Paulo, Atlas, 2009, p. 15, 22-3.

Conseguiu perceber a necessidade de aplicar corretamente a Acentuação Gráfica? Depois de escrever sua Redação Enem, revise para ver se não se esqueceu de acentuar alguma palavra. Fique atento e boa prova!

Dica 1: Redação Enem – Tire dúvidas sobre Regência verbal com aula grátis – https://blogdoenem.com.br/redacao-enem-regencia-verbal/
Dica 2: Gramática Enem – Aulas grátis e apostilas sobre Tipos de Sujeito – https://blogdoenem.com.br/gramatica-enem-aulas-gratis-apostilas/
Dica 3 : Redação do Enem 2013 – Dicas e aulas gratuitas para uma super nota https://blogdoenem.com.br/redacao-do-enem-2013-dicas/
Dica 4:  Redação Enem – Ganhe pontos com o emprego correto dos ‘Porquês’ – https://blogdoenem.com.br/redacao-enem-ganhe-pontos/

Este post foi elaborado por Amanda Nascimento. Ela é formada em jornalismo pela Unisul. Atualmente é acadêmica do curso de Letras – Português e Literaturas, na Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, editora de revistas, e colaboradora do Blog do Enem. Amanda está aqui no Facebook: https://www.facebook.com/amanda.nascimento.9066 .

Amanda Nascimento - Redação Enem

Curso Gratuito por um mês- Clique AQUI.

Confira o Simulado 2013  – Clique AQUI.
Confira Como se preparar para o Exame Nacional do Ensino Médio 2013 – Clique AQUI.

Agora que você já sabe tudo sobre Redação Enem, que tal conhecer nossa rede de blogs?

Blog do Fies | Blog do Prouni | Blog do Sisu

Gostou do post? Use os botões abaixo e ao lado para espalhar por suas redes sociais.

Facebook: /RedeEnem (Clique AQUI para saber como receber TUDO sobre o Enem 2013)
Twitter: @RedeEnem | Canal no Youtube: Rede Enem | Google+ : Rede Enem