Faltam:
para o ENEM

Estômatos, acúleos e hidatódios: Revisão de Botânica do Enem

Acúleos, espinhos, estômatos, hidatódios... Você sabe o que são? Então revise os tecidos vegetais com o Blog do Enem!

As plantas, assim como os animais, possuem anexos na sua epiderme. Esses anexos epidérmicos ajudam a planta na troca de gases, na eliminação do excesso de água e até em sua defesa. Estas estruturas dos vegetais podem aparecer nas questões de Biologia do Enem e dos vestibulares. Ventão, “bora” estudar botânica?

Para iniciar sua revisão, veja esta super videoaula do canal “Me Salva!” do Youtube:

E aí, curtiu o vídeo? Agora se liga neste super resumo que preparamos para você e arrebente nas questões de Biologia do Enem e dos vestibulares!

Dica 1: Antes de continuar estudando os anexos da epiderme, que tal dar uma revisada nos meristemas primários e secundários? Então veja este super post sobre tecidos vegetais com videoaula do professor Artur Ramos e dicas da professora Juliana Evelyn dos Santos.

A epiderme vegetal é um tecido de revestimento originado da protoderme (meristema primário). É um tecido uniestratificado, ou seja, possui apenas uma camada de células justapostas (bem juntinhas).  As células da epiderme são achatadas e, geralmente, aclorofiladas. A epiderme é encontrada principalmente em partes jovens das plantas ou protegendo partes aéreas, como as folhas. As células da epiderme podem ser recobertas de cutina (chamada de cutícula), um lipídio que reveste principalmente as folhas e é particularmente espesso em plantas de locais muito secos, pois essa cutícula evita a perda de água. Na epiderme são encontrados alguns anexos, que auxiliam a planta na sua proteção, evapotranspiração e trocas gasosas. Veja a seguir:

Estômatos: Os estômatos estão principalmente nas folhas. São formados por duas células com formato reiniforme (com forma de rins) clorofiladas chamadas de células-guarda ou estomáticas. As células-guarda dos estômatos delimitam uma abertura chamada de ostíolo. Já as células epidérmicas que circundam os estômatos são chamadas de acessórias. Através do estômato as plantas realizam as trocas gasosas (da respiração e da fotossíntese) e também o controle da evapotranspiração (eliminação do excesso de água na forma de vapor).  Quando a planta possui grande quantidade de água, as células-guarda ficam túrgidas (bem cheias e esticadas) e deixam o ostíolo aberto, permitindo a evapotranspiração. Quando há baixa quantidade de água na planta, as células-guarda murcham, fechando o ostíolo e dificultando a perda de água na forma de vapor. Veja os estômatos corados de azul na imagem a seguir:

Tecidos vegetais 2 – Revisão de Biologia para o Enem

Dica 2: Que tal revisar os vegetais mais simples do planeta? Então veja este post sobre as Briófitas com uma divertida aula da Khan Academy!

Tricomas: Os tricomas são expansões das células da epiderme, que podem ser uni ou pluricelulares. Dependendo da região da planta onde se encontram, podem apresentar diferentes funções: nas raízes, aumentam a área de absorção de água e sais minerais;  em algumas folhas, podem exercer função secretora (como no caso das urtigas); algumas sementes podem ter tricomas que as auxiliam na dispersão; os tricomas podem formar emaranhados que ajudam a controlar a perda de água pela planta. Veja na imagem (fotografia de microscópio eletrônico de varredura) a seguir os tricomas de uma folha de urtiga:

Tecidos vegetais 2 – Revisão de Biologia para o Enem

Acúleos: Os acúleos são estruturas pluricelulares muito resistentes e pontiagudas. Estas estruturas atuam na defesa da planta, evitando a herbivoria. Os acúleos são fáceis de serem arrancados das plantas (como você pode fazer em uma roseira). Mas, atenção! Não confunda acúleos com espinhos, pois os espinhos não são estruturas epidérmicas, mas sim folhas ou caules modificados. Veja a seguir os acúleos de uma roseira:

biologia-3

Dica 3: Estude também as pteridófitas com dicas da professora Juliana Evelyn dos Santos e videoaula do professor Artur Ramos.

Hidatódios: Os hidatódios estão presentes na periferia das folhas de alguns vegetais , como o morangueiro. Os hidatódios têm como função eliminar água na forma líquida, que chamamos de gutação. Veja na imagem a seguir a gutação nas folhas de um morangueiro:

Tecidos vegetais 2 – Revisão de Biologia para o Enem

Papilas: As papilas são formações da epiderme que conferem a estrutura onde se encontram um aspecto aveludado, bem característico de algumas pétalas (como as da rosa). Em plantas xerófitas (de clima seco), as papilas estão cobertas de cera, protegendo a estrutura vegetal contra o excesso de luz solar e a perda excessiva de água. Veja na imagem a seguir (fotografia de microscópio eletrônico de varredura) as papilas de uma pétala de rosa:

Tecidos vegetais 2 – Revisão de Biologia para o Enem

Agora que você já deu uma boa revisada em botânica e sabe tudo sobre tecidos vegetais, que tal testar seus conhecimentos?

1) (UEPB-2006) As trocas gasosas, ao nível das folhas, ocorrem através de numerosas aberturas epidérmicas denominadas:

  1. a) Parênquimas
  2. b) Ostíolos
  3. c) Estômatos
  4. d) Células-guarda
  5. e) Acúleos

Resposta: C

2) (UEPB-2006) O vegetal elimina, através das folhas, a maior parte da água absorvida pelas raízes. Essa perda de água obedece aos mesmos princípios da evaporação, mas pode, também, ocorrer eliminação sob a forma líquida. Esses processos se constituem, respectivamente, em:

  1. a) Sudação e gutação.
  2. b) Transpiração e gutação.
  3. c) Gutação e transpiração.
  4. d) Transpiração e Excreção.
  5. e) Excreção e Sudação.

Resposta: B.

3) (PUC – SP-2007) O estômato é uma estrutura encontrada na epiderme foliar, constituída por duas células denominadas células-guarda. Estas absorvem água quando há grande concentração de íons potássio em seu interior, o que leva o estômato a se abrir. Se o suprimento de água na folha é baixo, ocorre saída de íons potássio das células- guarda para as células vizinhas e, nesse caso, as células guarda tornam-se

  1. a) flácidas, provocando o fechamento do estômato.
  2. b) flácidas, provocando a abertura do estômato.
  3. c) flácidas, não alterando o comportamento do estômato.
  4. d) túrgidas, provocando o fechamento do estômato.
  5. e) túrgidas, provocando a abertura do estômato.

Resposta: A

Dica 4: Quer treinar seus conhecimentos em Biologia? Baixe esta apostila de biologia gratuitamente!
Juliana Biologia Enem
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Juliana Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia em escolas da Grande Florianópolis desde 2007. Facebook: https://www.facebook.com/juliana.evelyndossantos.