Os Filósofos do Iluminismo e a origem da Revolução Francesa

O Iluminismo mudou a cultura da Europa Ocidental no século XVIII. O pensamento está na raiz da Revolução Francesa, do lema Igualdade, Liberdade, e Fraternidade. Confira.

Os iluministas criaram um movimento intelectual ocorrido entre o século XVII e XVIII, cujo pensamento consistia em dar maior credibilidade e ênfase à racionalidade humana.  Os filósofos do iluminismo  acreditavam que a razão é inerente ao ser humano. Influenciou a Revolução Francesa e a Independência dos Estados Unidos.

O movimento de ideias ocorrido no século XVIII, na Europa Ocidental, ficou conhecido como Iluminismo, Século das Luzes, ou ainda Ilustração. Veja aula gratuita com simulado no final.

Os Filósofos do Iluminismo

A origem do nome vem do latim “lumini” que quer dizer luz. Naquela época, no século XVIII,  fato de se ter uma ideia era considerado uma luz por se encontrar na busca de soluções ou saídas de qualquer problema. E, fato mais fato durante o dia, quando se tem claridade.

Você sabe o que significa inerente? Inerente quer dizer que é uma característica essencial, que está ligado ao ser humano, isto é, eles queriam afirmar que a razão deve ser a chave de todo conhecimento e de tomada de decisão.

Esse período é chamado também de século das luzes, filosofia das luzes, ilustração, esclarecimento, pois considera que o ser humano descobriu que através de sua razão ele é o detentor e produtor do conhecimento, isto é, se iluminou.

O pensamento de Rousseau

Um dos principais Filósofos do Iluminismo, e com um pensamento que atravessou os séculos, foi o suíço Jean-Jacques Rousseuau. Veja um resumo simples e rápido sobre a obra e o legado de Rousseau:

Gostou do resumo com o professor Alan Ghedini? Ele é muito bom para explicar. O pensamento de Jean-Jacques Rousseuau “explodiu” na França, no ambiente intelectual dos enciclopedistas.

Rousseau trabalhou de maneira original o tema das Desigualdades, e do paradoxo se o homem tem uma natureza intrínseca, e se esta seria boa ou não. A proposta dele era de “iluminar” este debate. Foi uma grande inovação este conjunto de proposições, e marcou presença entre os filósofos do Iluminismo.

A palavra iluminismo, portanto, representa esse amplo movimento, que sintetiza várias tradições filosóficas, correntes intelectuais e atitudes religiosas. Ainda que o pensamento iluminista estivesse presente em pensadores de diversos países europeus, foi na França que ele se consolidou.

Na época, o Iluminismo representou uma postura de pensamento,  e de uma ação prévia que todos os seres humanos poderiam transformar o mundo em um lugar melhor, mediante o estuda das ciências e do engajamento político-social.

Resumo sobre os filósofos do Iluminismo

Confira com o professor Felipe, do canal Curso Enem Gratuito, um resumo rápido sobre as principais características do pensamento revolucionário e os filósofos do Iluminismo que mais se destacaram;

Muito fera o professor Felipe. Agora, vamos continuar com um esquema, com um infográfico para você fazer uma síntese completa sobre o Iluminismo.

O foco na Razão

O foco do Iluminismo é partir da razão, da racionalidade, e utilizar estes recursos para formular em pensamento críticas em relação à ordem anterior ou vigente ( o Antigo Regime na França), e defender mudanças como a ordem política liberal e a separação entre Igreja e o Estado.

Veja no diagrama:O esquema dos filósofos do iluminismoEntre as principais influências do pensamento iluminista estão a Revolução Francesa e a Independência dos Estados Unidos.

Como você pôde notar no esquema ilustrativo sobre o Iluminismo, este movimento enfatizou a capacidade humana de usar sua razão, de conhecer a realidade e intervir nela. Mas talvez você esteja se perguntando “como se dá este processo de iluminação?”

O processo de iluminação se daria pelo desenvolvimento da capacidade intelectual, libertando-se dos medos irracionais, superstições e crendices, levando o ser humano a questionar as tradições vulgares e a construir uma nova ordem racional para a sociedade.  Esta era a premissa. Então, você acha que isto se realizou?

Os principais filósofos do Iluminismo:

Montesquieu (Charles Louis de Secondat) fez parte da primeira geração de iluministas. Sua obra principal foi “O espírito das leis”.

Voltaire (François-Marie Arouet) Critico da religião e da Monarquia, Voltaire é o homem símbolo do movimento iluminista. Foi um grande agitador, polêmico e propagandista das ideias iluministas.

Denis Diderot – Dedicou parte de sua vida à organização da primeira Enciclopédia, sendo essa a sua principal contribuição.

Jean de la Rond D’Alembert – Escreveu e ajudou na organização da enciclopédia.

Jean-Jacques Rousseau – Redigiu alguns verbetes para a Enciclopédia. Muitas vezes com abordagens contrárias as dos seus colegas iluministas, o que lhe rendeu a fama de briguento. Sua principal obra foi “Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens”.

John Locke – Pensador inglês, que trabalhou as questões do Contrato Social. Ele tinha como premissa que a mente do ser humano era uma “tábula rasa” a ser moldada pela cultura.

Adam Smith – Filósofo Inglês, e que trabalhou também as questões da economia moderna, baseadas na liberdade de empreender. Para ele, a riqueza das nações era decorrente do esforço de empreender, e não de monopólios. Defendeu o fim da política mercantilista.

Como você pôde perceber, os ideais partilhados pelos pensadores que compõe o grupo dos Filósofos do Iluminismo estavam em diferentes países e contextos ao longo do século XVIII. Não eram “um grupo”  que se reunia e que trabalhava no mesmo lugar e ao mesmo tempo. Era um pensamento emergente em vários países da Europa.

 

Renascimento & Iluminismo

O Iluminismo foi um movimento intelectual e cultural que enfatizou a capacidade humana de sair da menoridade, ou seja, da ignorância. O uso da razão, portanto, seria o melhor caminho para se alcançar a liberdade, a autonomia e a emancipação. Este extrato é como se fosse uma resultante do pensamento dos diversos filófosos do iluminismo durante o século XVIII.

Confira aula gratuita sobre o Renascimento com o professor Felipe Oliveira, do canal do Curso Enem Gratuito:

Boa demais esta aula do professor Felipe. Assim você consegue entender na perspectiva temporal as relações entre o Renascimento e, depois, o Iluminismo. Parece que o mundo “demora a muda”, não parece?

Para a sua revisão ficar mesmo completa, você viu na aula do professor Felipe que o movimento intelectual, político e artístico do Renascimento aconteceu no final da Idade Média na Europa, com o fortalecimento dos Burgos (cidades) em relação ao Sistema Feudal.

Iluminismo e Revolução Francesa

Um dos grandes marcos das mudanças na civilização ocidental é celebrado em 14 de julho. Foi nesta data que no ano de 1789 uma rebelilão popular promoveu a “Tomada da Bastilha”, libertando os presos ali confinados.

Com este símbolo a revolta consolidou as suas ações na França para derrubar a monarquia absolutista. Este episódio entrou para a história como a Revolução Francesa. Veja como foi que tudo aconteceu:

Agora, responda ao Simulado sobre os Filófosos do Iluminismo e a síntese deste movimento que abriu a cabeça da Europa, depois da América, e que irradiou por todos os continentes.

 

Simulado de Iluminismo

.

.

==========

Referência

COTRIM, Gilberto; FERNANDES, Mirna. Fundamentos da Filosofia. 1. Ed. – São Paulo: Saraiva, 2010;

VASCONCELOS, Ana. Manual compacto da filosofia. 2. Ad. – São Paulo: Rideel, 2011.

Chegou a sua vez. Resolva essas questões de vestibulares e se prepare para o Enem:

1. (Pucrj 2015) Em meados do século XVIII, diversas monarquias europeias se modernizaram com base nos ideais iluministas para um programa de reformas que assegurasse uma administração mais racional e eficiente do Estado. Embora afirmassem agir em nome da “maior felicidade dos povos”, estes permaneciam excluídos da tomada de decisões políticas.
Considerando as relações entre a cultura iluminista e as reformas promovidas pelos “soberanos esclarecidos”, analise as afirmativas a seguir.

I. Os soberanos reformadores concentraram seus esforços no desmantelamento de privilégios fiscais e no redimensionamento dos poderes eclesiásticos, como no caso de Frederico II na Prússia e de D. José I e de seu ministro Pombal em Portugal.
II. Os filósofos iluministas forneceram o tema da razão, da boa administração e da pública felicidade aos projetos absolutistas dos monarcas e o da liberdade à oposição antiabsolutista.
III. Os opositores do reformismo monárquico eram juristas e magistrados tradicionalistas, a nobreza fundiária e o alto clero, ameaçados pela dissolução da sociedade de ordens promovida pelos soberanos esclarecidos.

Assinale:

a) se somente a afirmativa I estiver correta.
b) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.
c) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas.
d) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.
e) se todas as afirmativas estiverem corretas.

2. (Uerj 2012) O Iluminismo é a saída do homem do estado de tutela, pelo qual ele próprio é responsável. O estado de tutela é a incapacidade de utilizar o próprio entendimento sem a condução de outrem. Cada um é responsável por esse estado de tutela quando a causa se refere não a uma insuficiência do entendimento, mas à insuficiência da resolução e da coragem para usá-lo sem ser conduzido por outrem. Sapere aude!* Tenha a coragem de usar seu próprio entendimento. Essa é a divisa do Iluminismo.
IMMANUEL KANT (1784)

*Expressão latina que significa “tenha a coragem de saber, de aprender”.
In: BOMENY, Helena e FREIRE-MEDEIROS, Bianca. Tempos modernos, tempos de sociologia. São Paulo: Ed. do Brasil, 2010.

No contexto da expansão capitalista no século XIX, uma das ideias centrais do Iluminismo, de acordo com o texto, está associada diretamente à valorização da:

a) superioridade técnica
b) soberania econômica
c) liberdade política
d) razão científica

3. (Pucrj 2006) Em 1784, Kant assim caracterizou o Iluminismo:

A saída do homem de sua minoridade, do qual é ele próprio o responsável. Minoridade, isto é, incapacidade de se servir do seu entendimento sem a direção de outrem (…) Tem a coragem de te servires do teu próprio entendimento. Eis aí a divisa do Iluminismo.
Tendo como referência o texto apresentado, é correto afirmar que:

I – para os iluministas, o entendimento humano era viabilizado pela razão e pelo saber científico.
II – a “divisa do Iluminismo” representou, entre outros aspectos, a extinção dos regimes monárquicos, no mundo europeu da época.
III – a “coragem de se servir de seu próprio entendimento” foi associada à concepção da liberdade como um direito universal do homem.
IV – a “saída do homem de sua minoridade” correspondeu, na prática, à defesa do ideal de uma civilização livre de quaisquer práticas religiosas.

Assinale a alternativa correta.
a) Apenas as afirmativas I e II estão corretas.
b) Apenas as afirmativas I e III estão corretas.
c) Apenas as afirmativas II, III e IV estão corretas.
d) Apenas a afirmativa IV está correta.
e) Todas as afirmativas estão corretas.

4. (UFRS) No século XVIII, a filosofia das Luzes – o Iluminismo – constituiu um momento decisivo na história das idéias. Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações a seguir, referentes a esse tema.

( ) O movimento das Luzes teve seu maior esplendor na França, que constituía a maior potência da Europa ocidental, seja pelo número de habitantes, seja pelos recursos econômicos.
( ) A despeito da concepção positiva da natureza humana e, portanto, da crença da perfectibilidade do homem, os pensadores iluministas recusaram qualquer engajamento na vida pública, negando a validade das reflexões políticas.
( ) As Luzes encontraram suas raízes no progresso realizado no campo científico, ao longo do século XVII, através das contribuições de Galileu e Pascal, entre outros.
( ) Como princípio-chave, a filosofia iluminista almejava fazer progredir o espírito crítico através de uma reflexão livre: a razão tornou-se o imperativo supremo.
( ) O século das Luzes pôde atingir tamanho desenvolvimento na medida em que contou com a mais ampla liberdade de expressão e de imprensa, à qual o Estado não impunha censuras.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

a) F – F – V – V – V.
b) V – V – F – F – F.
c) F – V – F – V – V.
d) V – F – V – V – F.
e) F – V – F – F – V.

5. (UFSC) Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S) nas suas referências ao Iluminismo.

01. O Iluminismo, movimento intelectual do século XVIII, caracterizou-se pelas críticas ao absolutismo monárquico, pela defesa da razão e da liberdade dos indivíduos.
02. A fé cristã, associada à razão, foi considerada pelos iluministas a ferramenta necessária para o desenvolvimento das ciências.
04. Os pensadores iluministas também se dedicaram às ciências econômicas. Entre eles, destacaram-se os fisiocratas franceses.
08. Os iluministas defendiam o absolutismo monárquico como a forma ideal de governo, e a revelação divina como instrumento da ciência.
16. Os iluministas consideravam a razão como a luz capaz de iluminar o pensamento humano e de permitir a elaboração de ideias, que explicariam e impulsionariam as atividades humanas.
32. Montesquieu, Voltaire e Rousseau defenderam em seus escritos as ideias iluministas, fornecendo as bases do pensamento liberal do Ocidente.

Respostas:

1: b;

2: d;

3: b;

4: d;

5: 01 + 04 + 16 + 32 = 53

Curso Enem Gratuito

Quer aumentar suas chances no próximo Exame Nacional do Ensino Médio e mandar bem nas Notas de Corte do Enem? Estude com as apostilas e aulas gratuitas do Curso Enem Online. Todas as matérias do Exame e ainda as Dicas de Redação. Acesse aqui o Curso Enem Gratuito Online.

curso enem gratuito blue fino

Acesse aqui os Aulões do Blog do Enem! São videoaulas gratuitas e completas com os conteúdos mais relevantes para o Exame Nacional do Ensino Médio.

Post escrito por Gilson Luiz Corrêa. Gilson é bacharel em Filosofia pela UNISUL, possui Licenciatura em Filosofia pela UFSC e em Psicopedagogia pela FMP. É professor do Colégio Catarinense. Facebook: https://www.facebook.com/gilsonluiz.correa

Os Filósofos do Iluminismo construíram os ideais revolucionários

 

A Contribuição dos Pensadores do Iluminismo:

Foi a partir das ideias seminais de diversos pensadores que uma colcha foi se formando, tendo como pressuposto a busca da razão, em oposição ao longo cenário da Idade Média, também chamada de Idade das Trevas. Como resultado dos escritos e propostas destes Filósofos do Iluminismo foram acontecendo revoluções políticas e sociais que mudaram a governança a sociedade ocidental.