Buscar no Blog

História Enem – O Feudo: a unidade de produção da Idade Média

É hora de relembrar o conteúdo sobre o feudo. Ele foi a unidade de produção típica da Idade Média. Cai nos tópicos sobre Idade Média e Feudalismo no Enem e nos vestibulares.

O feudo é uma palavra de origem germânica e latina que significa “bem dado em troca”. O uso da palavra está ligado à prática germânica de doar terras e poder aos líderes guerreiros. Dentro desta área o sistema social vigente era o Feudalismo.

O nome feudo era dado, geralmente, a uma propriedade territorial, concedida pelo rei a um nobre ou a um clérigo, da qual ele poderia tirar seu sustento, obrigando-se a uma série de deveres para com seu senhor.

Contudo, podia ser também, qualquer outro bem que garantisse a seu possuidor uma renda regular: o direito de cobrar uma taxa pela passagem de uma ponte, pelo uso de um moinho ou ainda um título ou cargo que desse algum privilégio.

Dica 1 – Está achando complicado? Então veja antes aqui uma aula completa sobre a origem do Feudalismo na Idade Média: http://blogdoenem.com.br/historia-idade-media-feudalismo/

Feudalismo cai no Enem e nos vestibulares – Este conteúdo é super importante para você compreender como o feudo tornou-se a unidade de produção do mundo medieval durante a Idade Média.

Você lembra da imagem de um feudo? Então observe o desenho abaixo e veja duas questões importantes para você mandar bem no Enem e nos vestibulares. Veja na ilustração e no texto a seguir como o feudo foi dividido em três partes e o tipo de economia praticada nas terras senhorias:

Feudo

VICENTINO, Cláudio. Projeto Radix: História 7º. ano. 2 ed. São Paulo: Scipione, 2012. p. 29

  • O feudo possuía três partes básicas: o feudo senhorial (compreendia o castelo e as terras de uso exclusivo do senhor), o feudo servil (composto de vários lotes de terra, chamados de tenências, que eram concedidos aos servos em troca de pagamento de tributos) e o feudo comunal (composto de pastos e bosques).
  • A economia do mundo feudal, baseada em atividades agrícolas, era auto-suficiente, ou seja, a produção de suas plantações era voltada para o abastecimento interno e não para vender e obter lucro. Prevalecia a troca de produto por produto.
Dica 2 – Se você quer gabaritar nas questões de História no Enem e nos vestibulares, fique ligado na Idade Média. Sempre cai. É importante você saber que este período foi dividido em duas partes: Baixa Idade Média, e Alta Idade Média. Veja tudo aqui neste post especial: http://blogdoenem.com.br/enem-2013-idade-media-feudalismo/

No feudo senhorial os produtos pertenciam exclusivamente ao senhor. Os servos produziam tudo de que o senhor necessitava para manter a sua família e outros dependentes; no feudo servil, os servos produziam o que era necessário para a sua sobrevivência; no feudo comunal, onde se criavam animais, se colhiam frutos, raízes e extraíam-se a madeira e o mel, os produtos retirados da terra eram de uso tanto dos servos quanto do senhor. Geralmente, havia também no feudo celeiros para armazenar a colheita, moinho para moer os grãos e fornos para assar os pães.

No feudo também encontramos a presença de uma poderosa instituição: a Igreja católica, que marcou profundamente as relações sociais durante a Idade Média. 

Toda a organização do feudo baseou-se em duas tradições: uma de origem germânica, o comitatus, e outra de origem romana, o colonato. Pelo comitatus, os senhores de terra, unidos pelos laços de vassalagem, comprometiam-se a ser fiéis e a honrar uns aos outros. No colonato, o proprietário de terras dava proteção e trabalho aos colonos, que, em troca, entregavam ao senhor parte de sua produção.

O comitatus

feudo

Fonte: RODRIGUEZ, Joelza Ester Domingues. História em documento: imagem e texto, 7º. ano. Ed. renovada. São Paulo: FTD, 2009. p. 27.

Desta tradição originaram-se as relações de suserania vassalagem do mundo medieval.

feudo

Fonte: EDITORA MODERNA. Projeto Araribá: História 7º. ano. 2 ed. São Paulo: Moderna, 2007. p. 14.

Desta tradição originaram-se as relações servis de produção do mundo medieval.

Dica 3 – Você sabia que o começo da Idade Média coincide com o final do Império Romano? Veja aqui um post especial sobre a civilização criada pelo Império Romano: http://blogdoenem.com.br/enem-2013-historia-roma  

Ainda está com dúvidas? Faça uma revisão sobre o feudo, a unidade de produção do mundo feudal, nesta aula em vídeo do Descomplica. E, não se esqueça: pesquise, estude para o Vestibular e Enem!

Exercício – Agora chegou a sua vez! Responda a esta questão de vestibular que o Blog do Enem preparou para você.

(FGV-SP) O sistema feudal caracterizava-se:
a) pela inexistência do regime de propriedade da terra, predomínio da economia de comércio e organização da propriedade pública.
b) pelo cultivo da terra por escravos, com produção intensiva e grandes benefícios para os vassalos.
c) pela aplicação do sistema assalariado e trabalho forçado dos vilões nas pequenas propriedades senhoriais.

d) pela divisão da terra em pequenas propriedades e utilização de técnicas avançadas de cultivo.
e) pela propriedade senhorial da terra, regime de trabalho servil e bases essencialmente agrárias.

Resposta: A alternativa correta é a letra “e”.

O feudo geralmente era uma grande propriedade de terra onde se desenvolvia uma agricultura de subsistência. Os servos, camponeses que não possuíam terras, deveriam cumprir uma série de obrigações para com o senhor feudal (proprietário da terra, daí o nome propriedade senhorial), em troca de proteção, abrigo e sustento.

Carla Regina História
O texto desta aula foi preparado pela professora Carla Regina da Silva para o Blog do Enem. Carla é formada em licenciatura e bacharelado em História pela UFSC. https://www.facebook.com/carla.regina.779.