Intensivo de Biologia: veja o que mais cai de genética no Enem

Você está preparado(a) para o Enem? Não? Então vem com a gente e revise os principais conteúdos de Biologia que podem aparecer na sua prova! Revise genética e as leis de Mendel!

O Enem e os vestibulares estão sempre no horizonte. Um dia eles chegam, e você pode gabaritar geral em Biologia. Aprenda a se concentrar nas revisões e nos simulados para deixar seus concorrentes para trás!

Veja nos resumos de hoje as dicas básicas sobre genética e as leis de Mendel! Fique ligado nesta revisão, pois genética é uma ótima aposta para o próximo Enem. Sempre cai! Vem com a gente!  É pra arrasar as questões de Biologia do Enem e dos vestibulares!

Dica 1: Este post é parte de uma série de revisões de Biologia que o Blog do Enem está organizando para você! Veja a Revisão 1 neste post, com conteúdos de biologia celular: https://blogdoenem.com.br/biologia-revisao-enem/

A Primeira Lei de Mendel

1 –Introdução e conceitos básicos de genética: https://blogdoenem.com.br/biologia-introducao-genetica/Intensivão de Biologia: Revisão 6 de Biologia Enem

Homozigoto, heterozigoto, fenótipo, genótipo…

Está confuso(a) com todos esses conceitos? Não consegue se lembrar de nenhum deles? Sem problemas! O post acima pode te ajudar! Nele a história das descobertas de Mendel e os principais conceitos de genética são esmiuçados por uma ótima aula da Khan Academy (além, é claro, das já tradicionais e essenciais dicas do nosso Blog!).

Resumo da 1ª Lei de Mendel

Confira uma introdução completa com a professora Juliana Evelyn Santos, do canal do Curso Enem Gratuito. Ela vai te ensinar direitinho a primeira Lei de Mendel.

As dicas de genética da professora Juliana:

1 – Mendel foi um monge austríaco que fez diversos experimentos relacionados à reprodução em plantas, mais especificamente, nas ervilhas. Mas porque ervilhas? Primeiro porque era uma espécie na qual ele tinha fácil acesso no ambiente em que habitava.

2 – E, segundo, e mais importante, é que a ervilha tem um ciclo de vida muito rápido, sendo fácil observar várias gerações da planta em pouco tempo. Isso não seria possível com seres humanos, por exemplo.

3 – Outro ponto importante das ervilhas é que elas possuem várias características que são fáceis de serem observadas aos olhos nus, como a textura (rugosa ou lisa) e a cor (verde ou amarela). Mas então, qual foi o principal experimento que Mendel fez?

O Cruzamento das Ervilhas

O principal experimento feito por Mendel foi o cruzamento em relação a cor das ervilhas. Ele selecionou as características, ou seja, selecionou plantas com características puras, ou seja, com genes totalmente amarelos ou totalmente verdes. Para ele conseguir fazer isso, ele fez cruzamentos ao longo de várias gerações sempre da mesma cor, para “purificar” essa linhagem.

A partir disso, ele fez um cruzamento experimental com ervilhas puras verdes e puras amarelas, chamando esse cruzamento de “geração P”. A partir desse cruzamento, Mendel obteve a primeira geração de “filhotes”, e, para surpresa dele, todas as ervilhas resultantes desse cruzamento nasceram amarelas. Mendel disse que essas ervilhas provavelmente eram híbridas, mas aonde estariam os genes verdes que não apareciam?

Então ele pegou essa geração P (as ervilhas amarelas resultantes desse primeiro cruzamento) e cruzou elas entre si. Com isso, ele teve um resultado de 3 ervilhas amarelas e 1 verde. Ou seja, o fator verde que havia sumido na geração F1, volta a aparecer na geração F2. Então ele percebeu que o fator não tinha se destruído, mas que ele provavelmente não se manifestava na presença do fator amarelo.

As conclusões de Gregor Mendel

– A partir desse experimento, Mendel alcançou algumas conclusões. Ele percebeu que muitas características são definidas por um par de fatores, recebidos da geração parental (pais), onde cada um contribui com apenas um fator.

Outra conclusão foi que, quando um organismo recebe dois fatores diferentes para condicionar determinada característica, um deles pode se manifestar e o outro pode ser que não apareça. Nesse caso, quem se manifesta seria o fator dominante, enquanto quem não se manifesta seria o fator recessivo.

E a última conclusão seria que, durante a formação de gametas, os fatores aparecem em dose simples, ou seja, cada gameta tem apenas um fator. Fica ligado nos próximos vídeos do canal do Curso Enem Gratuito,  que logo logo tem mais conteúdo relacionado a genética por aqui!

Exercício sobre Genética

Veja como o assunto apareceu no Enem de 2009:

(Enem 2009) Em um experimento, preparou-se um conjunto de plantas por técnica de clonagem a partir de uma planta original que apresentava folhas verdes. Esse conjunto foi dividido em dois grupos, que foram tratados de maneira idêntica, com exceção das condições de iluminação, sendo um grupo exposto a ciclos de iluminação solar natural e outro mantido no escuro. Após alguns dias, observou-se que o grupo exposto à luz apresentava folhas verdes como a planta original e o grupo cultivado no escuro apresentava folhas amareladas. Ao final do experimento, os dois grupos de plantas apresentaram

  • A) os genótipos e os fenótipos idênticos.
  • B) os genótipos idênticos e os fenótipos diferentes.
  • C) diferenças nos genótipos e fenótipos
  • D) o mesmo fenótipo e apenas dois genótipos diferentes.
  • E) o mesmo fenótipo e grande variedade de genótipos.

Resposta: B.

Dica 2: Veja também o Intensivão 2, com posts sobre núcleo celular e DNA:https://blogdoenem.com.br/biologia-revisao-enem-2/

Probabilidade Genética

2 – Probabilidade e genética: https://blogdoenem.com.br/biologia-probabilidade-genetica/Intensivão de Biologia: Revisão 6 de Biologia Enem

Você fica com muitas dúvidas quando tenta resolver algum problema de genética envolvendo probabilidade? Não esquenta! O post aí em cima vai te explicar nos mínimos detalhes todas as manhas que você precisa ter para se dar bem nas questões de genética do Enem e dos vestibulares!

O Quadro de Punnet

3 – Resolvendo problemas de genética com o Quadro de Punnett (“jogo da velha”): https://blogdoenem.com.br/biologia-genetica-quadro-punnett/Intensivão de Biologia: Revisão 6 de Biologia Enem

Seu professor desenha um joguinho da velha no quadro sempre que vai resolver problemas de mono e diibridismo? E você fica lá, “boiando” sem entender o sentido daquilo? Sem problemas!

Veja nesta aula com a professora Juliana todas as dicas sobre os detalhes do quadro de Punnett!

Veja como é fácil matar aquela questão de Biologia e deixar os outros candidatos para trás!

Dica : Veja também o Intensivão de biologia 4 sobre as principais teorias da origem da vida e da evolução: https://blogdoenem.com.br/biologia-revisao-enem-3/

4 – Primeira Lei de Mendel – Dominância completa: https://blogdoenem.com.br/biologia-genetica-lei-mendel/

Intensivão de Biologia: Revisão 6 de Biologia Enem

Problemas de genética envolvendo a primeira Lei de Mendel são os mais comuns nos vestibulares! Vale a pena conferir! Veja como este assunto pode aparecer no Enem:

(Enem 2009 – prova cancelada) Anemia Falciforme é uma das doenças hereditárias mais prevalentes no Brasil, sobretudo nas regiões que receberam maciços contingentes de escravos africanos. É uma alteração genética, caracterizada por um tipo de hemoglobina mutante designada por hemoglobina S. indivíduos com essa doença apresentam eritrócitos com formato de foice, daí o seu nome.

Se uma pessoa recebe um gene do pai e outro da mãe para produzir a hemoglobina S ela nasce com um par de genes SS e assim terá a Anemia Falciforme. Se receber de um dos pais o gene para hemoglobina S e do outro o gene para hemoglobina A ela não terá doença, apenas o Traço Falciforme (AS), e não precisará de tratamento especializado. Entretanto, deverá saber que se vier a ter filhos com uma pessoa que também herdou o traço, eles poderão desenvolver a doença.

Dois casais, ambos membros heterozigotos do tipo AS para o gene da hemoglobina, querem ter um filho cada. Dado que um casal é composto por pessoas negras e o outro por pessoas brancas, a probabilidade de ambos os casais terem filhos (um para cada casal) com Anemia Falciforme é igual a

  • A) 5,05%.
  • B) 6,25%.
  • C) 10,25%.
  • D) 18,05%.
  • E) 25,00%

Resposta: B

( Enem 2009 – prova cancelada) Mendel cruzou plantas puras de ervilha com flores vermelhas e plantas puras com flores brancas, e observou que todos os descendentes tinham flores vermelhas. Nesse caso, Mendel chamou a cor vermelha de dominante e a cor branca de recessiva. A explicação oferecida por ele para esses resultados era a de que as plantas de flores vermelhas da geração inicial (P) possuíam dois fatores dominantes iguais para essa característica (VV), e as plantas de flores brancas possuíam dois fatores recessivos iguais (vv). Todos os descendentes desse cruzamento, a primeira geração de filhos (F1), tinham um fator de cada progenitor e eram Vv, combinação que assegura a cor vermelha nas flores.

Tomando-se um grupo de plantas cujas flores são vermelhas, como distinguir aquelas que são VV das que são Vv?

A) Cruzando-as entre si, é possível identificar as plantas que têm o fator v na sua composição pela análise de características exteriores dos gametas masculinos, os grãos de pólen.

B)Cruzando-as com plantas recessivas, de flores brancas. As plantas VV produzirão apenas descendentes de flores vermelhas, enquanto as plantas Vv podem produzir descendentes de flores brancas.

C)Cruzando-as com plantas de flores vermelhas da geração P. Os cruzamentos com plantas Vv produzirão descendentes de flores brancas.

D)Cruzando-as entre si, é possível que surjam plantas de flores brancas. As plantas Vv cruzadas com outras Vv produzirão apenas descendentes vermelhas, portanto as demais serão VV.

E)Cruzando-as com plantas recessivas e analisando as características do ambiente onde se dão os cruzamentos, é possível identificar aquelas que possuem apenas fatores V.

Resposta: B.

Dica : Veja a revisão 5 de Biologia Enem! Intensivão de Biologia: Vem com a gente! https://blogdoenem.com.br/biologia-revisao-enem-5/

A segunda Lei de Mendel

Confira agora exemplos em uma aula completa sobre o fenômeno do Diibridismo na segunda Lei de Mendel.

5 – Diibridismo e 2ª Lei de Mendel: https://blogdoenem.com.br/biologia-segunda-lei-mendel/

Intensivão de Biologia: Revisão 6 de Biologia Enem

Fique ligado na segunda Lei de Mendel! Revise este conteúdo com o post acima! Tem videoaula com o professor Zé Rucker e dicas da professora Juliana Evelyn dos Santos!

Dica 6: Você quer ver mais vídeos legais de Biologia? Então acesse a plataforma da Khan Academy em português! Lá você encontrará vídeo-aulas e exercícios de várias disciplinas que podem te ajudar no Enem! Confira: https://pt.khanacademy.org/welcome
Dica 7: Quer treinar seus conhecimentos em Biologia? Baixe esta apostila de biologia gratuitamente! https://blogdoenem.com.br/biologia-enem-apostila-gratuita/
Juliana Biologia Enem
Os textos e exemplos acima sobre o que mais cai de Genética na Biologia do Enem foram preparados pela professora Juliana Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia em escolas da Grande Florianópolis desde 2007. Facebook: https://www.facebook.com/juliana.evelyndossantos.