A 2ª Guerra Mundial – O maior conflito armado da história. Resumo Enem e vestibular

Resumo sobre a 2ª Guerra Mundial para você mandar bem nas questões de História no Vestibular e no Enem. Confira abaixo desde o início do conflito com Hitler invadindo a Polônia em 1939. O Brasil entra na 2ª Guerra em 1942. A paz chega somente em 1945, com a rendição do Japão após as bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki.

A 2ª Guerra Mundial – Revisão para o Vestibular , Enem e Encceja. Veja o resumo completo desde o início dos conflitos.

Começou com a Alemanha invadindo a Polônia, desencadeando reações que levaram  toda a Europa e Rússia para o conflito. Somente depos é que os Estados Unidos e países da África, Ásia e Oceania entraram na 2ª Guerra Mundial.

O Brasil participou apenas da fase final dos combates. Após a derrota da Alemanha na Europa a Guerra ainda continuou até a rendição dos Japoneses aos EUA depois das bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki. Veja o resumo.

Antecedentes da Segunda Guerra Mundial

Após a Primeira Guerra Mundial, a Liga das Nações falhou em manter a paz, especialmente porque representavam apenas o interesse das nações vencedoras do conflito. 1ª Guerra Mundial destacadaA Revolução Russa e a Crise de 1929, serviram para estremecer a burguesia europeia com medo do avanço do comunismo no continente. Veja a revisão completa da 1ª Guerra Mundial

Na  Alemanha do pós Primeira Guerra Mundial, depois de sucessivas crises políticas e econômicas  Adolf Hitler chega  ao poder em 1933 prometendo aos alemães recuperar o orgulho perdido na derrota recente, e defende para os os alemães um país expansionista e poderoso.

O que Hitler anunciara era uma realidade oposta ao que vivia a Alemanha depois da derrota da Alemanha na 1ª Guerra Mundial, da qual o país saiu com severas punições econômicas impostas no Tratado de Versalhes, assinado ao final da primeira Grande Guerra.

Hitler conseguiu rapidamente armar o país novamente, combater a inflação, gerar empregos e anexar territórios, gerando um forte nacionalismo entre a população alemã. É importante perceber como foi importante esta postura de Hitler, uma vez que o povo alemão estava descrente e desmoralizado com o fim da Primeira Guerra.

Holocausto Judeu

Hitler liderou ainda um discurso de crescente discriminação contra alemães descendentes de judeus, e que culminou com a captura e extermínio de judeus também de outras nacionalidades na europa, num episódio registrado na história como Holocausto Judeu. Veja aqui uma aula gratuita sobre o Holocaustoholocausto judeu

O que foi o Nazismo – Veja o ambiente político-econômico em que Adolf Hitler assume a liderança política e militar, e entenda como surgiu o Nazismo na Alemanha aqui. suásticaClique na imagem para ver uma aula-resumo sobre o que se passava na Alemanha para você entender a história do nascimento e consolidação do pensamento nazista.

A Segunda Guerra Mundial foi principalmente desencadeada pelas nações que tinham governos de orientação fascista e nazista na Europa (Alemanha e Itália), e um governo Imperial na Ásia (o Japão). Juntos, estes três países formavam ‘As Potências do Eixo’.  Em 1936, a Alemanha fez um pacto com o Japão (anti-Komintern), a fim de combater o comunismo. O que ia contra a URSS, mas também aos demais países como a França, Inglaterra e Estados Unidos.

Pode-se dizer que a guerra passou por três fases: as vitórias do EIXO (Alemães, Italianos e Japoneses), de 1939 a 1941); O equilíbrio de forças (1941-43); e as vitórias dos países ALIADOS (liderados por Estados Unidos, União Soviética e Inglaterra) de 1943 a 1945.

O Brasil entra oficialmente na 2ª Guerra Mundial em 31 de agosto de 1942, declarando-se em guerra contra a Alemanha. A região Nordeste do Brasil, em função da proximidade com os continentes da África e da Europa passou a funcionar como base de apoio e de logística para as tropas norte-americanas. E, soldados brasileiros foram enviados para combater nas tropas Aliadas na Europa.

A Segunda Guerra Mundial

A guerra inicia-se pela invasão da Polônia pela Alemanha, em 1º de setembro de 1939. Por conta disto, a Inglaterra e a França decidiram declarar guerra à Alemanha. Enquanto isto, a Rússia firmou o Acordo Nazi-Soviético, que estabelecia ausência de ataques entre a Rússia e a Alemanha. Estava armado o cenário da 2ª Guerra Mundial.

2ª Guerra - alemães na Dinamarca
Soldados alemães na Dinamarca

As estratégias alemãs surpreenderam os aliados, e em 1940, ocupou a Dinamarca, e posteriormente a Noruega. Graças a estas conquistas, o primeiro-ministro inglês, Chamberlain, foi substituído por Churchill.

Os franceses adotaram uma tática de guerra ultrapassada, pois acreditavam que estavam protegidos pela chamada “Linha Maginot”, centenas de quilômetros fortificados que iam da fronteira da Bélgica à Suíça. Porém, os alemães romperam esta linha, e partiram rumo à Paris.

A França, rendida, assinou um acordo, que determinou que seu território seria dividido em dois: uma zona “livre”, governada por um governo colaboracionista e uma outra área que ficou sob domínio dos alemães. Veja na imagem Hitler no auge do poder, comandando as forças armadas alemãs.

figura_29.jpg

Com a derrota francesa, Hitler esperava a rendição da Inglaterra, porém não foi o que aconteceu. Para tentar remediar esta situação e pressionar os ingleses  a Alemanha organizou ataques aéreos constantes à Inglaterra. Londres era bombardeada praticamente todas as noites, o que ocasionou muitas mortes de civis ingleses.

Porém, os soldados alemães não tinham acesso ao território da Inglaterra, e sofreram muitas baixas nos combates aéreos e navais com os ingleses. Hitler não conseguia derrotar ou conseguir uma rendição dos britânicos.

A Itália demorou a se juntar à guerra, pois Mussolini achava que o país não estava pronto para um conflito armado. Porém, com as subsequentes vitórias alemãs, a Itália adentrou a guerra ao lado do Eixo. Porém, em 1940, os ingleses conseguiram conter os avanços italianos.

O pacto Nazi-Soviético foi bem sucedido, até que em 1941, Hitler decidiu invadir a Rússia. Este excesso de otimismo dos alemães, aliado à imensidão do território russo e seu inverno rigoroso e a grande mobilização popular foram alguns dos fatores que explicam o insucesso alemão a partir daí.

Os Estados Unidos da América se juntaram à guerra após o ataque japonês a base norte-americana Pearl Harbor, em 1941. Este ataque devastador foi motivado principalmente pelos conflitos econômicos entre estes dois países, pois disputavam mercados. Veja abaixo a participação do Brasil na 2ª Guerra Mundial.

Bolsas de Estudo para o Ensino Superior

A dica de hoje do Blog do Enem é para você ficar de olho nas oportunidades de inscrição gratuita em Bolsas de Estudo para cursos de graduação em todo o país. O Programa Quero Bolsa mantém convênio com 512 universidades e faculdades para oferecer vagas promocionais em cursos de Direito, Administração, Arquitetura, Engenharias, Psicologia e mais de setenta carreiras. As Bolsas de Estudo chegam a até 75% do valor da mensalidade. Veja aqui como fazer o seu cadastro gratuito:

 O Brasil na 2ª Guerrra Mundial

Em 1942 o Brasil entra oficialmente na 2ª Guerra Mundial com o envio dos militares integrantes da FEB (Força Expedicionária Brasileira), que atuou subordinada ao exército norte-americano atuou no combate aos nazistas na Itália. O presidente da república no Brasil era Getúlio Vargas. Ele postergou a participação do Brasil no conflito até o momento em que submarinos alemães passaram a afundar navios da Marinha Mercante na costa brasileira.

Com a declaração de guerra à Alemanha o Brasil enviou soldados à Europa e cedeu o litoral Nordeste para a instalação de bases norteamericanas para fazer suprimento logistico às tropas aliadas em combate na África e na Europa. Os soldados brasileiros que retornaram ao Brasil foram consagrados pela participação na vitória Aliada, e passaram a ser denominados ‘Pracinhas’ ou ‘Expedicionários’.

Em 1943, ingleses e norte-americanos conseguiram deter Mussolini e foi selado um acordo de paz entre a Itália e os aliados. Mussolini ainda tentou fugir mais tarde com auxílio alemão, porém foi capturado e fuzilado.

A Batalha de Stalingrado, em território russo, em 1942-43, marcou uma importante derrota alemã na guerra. Mais de cem mil alemães foram mortos pelos soviéticos e noventa mil foram presos.

Finalmente, o chamado Dia D, em 6 de junho de 1944, marcou um enfrentamento decisivo para o fim da guerra, quando 100 mil soltados norte-americanos, canadenses, ingleses e membros da Resistência Francesa desembarcaram na Normandia, e depois seguindo para libertar Paris. O Dia D foi a maior operação concentrada da 2ª Guerra Mundial. Além dos 100 mil homens envolveu 6 mil navios e 5 mil aviões.

Em 1945, soviéticos conseguiram reconquistar a Polônia, e invadiram a Alemanha. O exercito soviético liderado por militares russos caminha em direção a Berlim com uma Alemanha já derrotada. Com a chegada das tropas soviéticas à periferia de Berlim no mês de abril os combates seguem rua por rua, casa por casa, com sucessivas derrotas dos alemães já enfraquecidos.  Hitler suicida-se no dia 30 de abril, finalizando o III Reich. O exército alemão se rende dois dias depois. A 2ª Guerra Mundial, porém, não terminava ali. Os japoneses seguiam em combate aberto a região do Pacífico, enfrentando os Estados Unidos e a União Soviética.

A Bomba Atômica e o final da 2ª Guerra Mundial

Importantes conferências foram realizadas após estes eventos para definir os destinos das nações envolvidas, porém, a guerra permanecia na Ásia, uma vez que o Japão seguia em combates utilizando aviões-bomba pilotados por soldados suicidas, e que se imolavam pela causa do Império do Sol atirando suas aeronaves contra os navios aliados no Pacífico.

Em agosto de 1945, Harry Truman, presidente dos EUA, ordenou o bombardeio atômico de Hiroshima e Nagasaki. Com o efeito devastador das bombas atômicas o Japão se rende aos Estados Unidos, e termina a segunda guerra mundial. Veja aqui um resumo completo sobre a origem das Bombas Atômicas que foram jogadas em Hiroshima e Nagasaki.

história enemExplosão de uma das bombas nucleares de Hiroshima e Nagasaki, em 1945

Saldos da 2ª Guerra Mundial

O saldo da Segunda Guerra Mundial foi devastador. Mais de 45 milhões de mortos, e e 35 milhões de feridos. 3 milhões de pessoas foram declaradas desaparecidas após o conflito. É importante destacar também a assustadora perseguição aos judeus, promovida pelo estado nazista, com os campos de concentração, especializados em exterminar a raça judia. Analisando apenas estes campos, foram mais de 5 milhões de judeus assassinados.

O regime nazista foi totalmente abatido com o fim da Segunda Guerra Mundial. Houve expressivo declínio europeu após este conflito, pois esta guerra exauriu as forças dos países europeus. A criação da ONU (Organização das Nações Unidas) foi uma das consequências da guerra, criada com a finalidade de buscar a paz mundial.

A Guerra Fria – o mundo dividido entre capitalistas e comunistas

Ao final da Segunda Guerra Mundial a divisão do espólio entre os vencedores praticamente rachou a Europa ao meio, ficando a parte ocidental sob influência dos Estados Unidos, com orientação capitalista, e a parte Leste sob influência da União Soviética, sob orientação comunista. A Guerra Fria

O território da Alemanha cindiu-se ao meio, inclusive a com a capital Berlim. Em 1961 as tensões se elevam quando os comunistas erguem o ‘Muro de Berlim’, proibindo a circulação livre de alemães entre as ‘duas partes da cidade’. Crescia a tensão entre EUA e URSS, com ameaças de guerra nuclear com potencial para destruir a terra. Foram os anos mais duros da Guerra Fria.

O final do comunismo na União Soviética

O Muro de Berlim perduraria até 1989, quando foi derrubado simultaneamente por alemães ocidentais (capitalistas) e por alemães orientais (até então comunistas) simbolizando o desmoronamento do regime soviético e da influência do mesmo sobre grande parte do Planeta. Veja aqui uma revisão completa sobre a Guerra Fria.

Com o final da União Soviética as tensões ideológicas começam a se diluir. A crise que destrói por dentro a organização capitalista soviética foi interpretada por muitos pensadores como ‘O Fim da História’, o que traria aos homens uma temporada de paz. Veja uma aula completa sobre a ascensão e queda do Comunismo na União Soviética.revolução russa

Terrorismo, Racismo, e Xenofobia na Europa

racismo xenofobia e terrorismo na Europa
Veja as origens dos conflitos atuais na Europa

No entanto, logo em seguida à queda do Muro de Berlim e ao final da União Soviética emergiram novos conflitos com base em identidade étnica (na região dos Balcãs, na Europa, por exemplos) ou com base em identidade religiosa, principalmente entre Muçulmanos. Nos anos 2000 a Europa voltou a se ver sacudida com atos terroristas e questões como racismo e xenofobia dos europeus em relação a imigrantes, e práticas de terrorismo de grupos islâmicos radicais contra o pensamento e a cultura ocidental. Veja uma aula sobre Racismo, Xenofobia, e Terrorismo.

Aula Gratuita sobre a 2ª Guerra Mundial

Saiba mais sobre a 2ª Guerra Mundial nesta aula do professor Bruno Anderson, disponível no canal do Curso Enem Gratuito Youtube. Após assistir, revise o que você aprendeu respondendo aos nossos desafios!

 

Desafios para você responder e compartilhar as respostas nos comentários.

Questão 01

Os países chamados “do Eixo”, durante a Segunda Guerra Mundial, eram:

a) França, Holanda e Bélgica

b) Alemanha, Rússia e Itália

c) Estados Unidos, França e Inglaterra

d) Alemanha, Itália e Japão

e) Alemanha, França e Inglaterra.

Dica 1 – Relembre tudo sobre a Crise de 29 e o Nazi-Fascismo em mais esta aula de revisão História Enem. Estude com a gente e fique preparado! – https://blogdoenem.com.br/crise-de-29-e-o-nazi-fascismo-historia-enem/

Questão 02

O fato que concretamente deu início à Segunda Guerra Mundial foi:

a) o assassinato do arquiduque Francisco Fernando de Habsburgo.

b) a invasão da Bélgica pelos alemães.

c) Conferência de Londres.

d) a abertura dos estreitos que ligam o Mar Negro ao Mediterrâneo.

e) a invasão da Polônia pela Alemanha.

Dica 2 – Relembre tudo sobre a Revolução Russa em mais esta aula preparatória para a prova de História Enem. Estude com a gente para o Exame Nacional do Ensino Médio! – https://blogdoenem.com.br/revolucao-russa-historia-enem/

Questão 03

Sobre a Segunda Guerra Mundial, apenas uma alternativa está incorreta. Assinale-a:

a) Após contornarem as defesas francesas da linha Maginot, os alemães invadiram a França, ocupando Paris.

b) Em 1939 a Alemanha, invadindo a Polônia, inaugurou a guerra-relâmpago (Blitzkrieg); era o início do conflito.

c) A Alemanha e a União Soviética assinaram um pacto de não agressão, sendo que este acordo foi respeitado até o fim da guerra.

d) A entrada norte-americana no conflito deu-se pelo ataque japonês na base militar de Pearl Harbor.

e) O Brasil participou da guerra, com a Força Expedicionária Brasileira, na Itália.

Dica 3 – Fique preparado para a prova de História Enem com esta aula sobre as Revoluções Mexicana e Chinesa. – https://blogdoenem.com.br/revolucao-mexicana-e-chinesa-historia-enem/

Questão 04

A Segunda Grande Guerra (1939-45), a partir de 7 de dezembro de 1941, adquire um caráter mundial quando os:

a) os russos tomam a iniciativa de anexar o território dos Estados bálticos.

b) alemães invadem a região mediterrânea da África.

c) japoneses atacam a base norte-americana de Pearl Harbor.

d) franceses, por determinação de Pétain, ocupam o sudeste da Ásia.

e) chineses cedem a maior parte do seu território às tropas do Eixo.

Questão 05

No dia 6 de agosto de 1945, “um relâmpago de luz tão brilhante como o sol” revelou-se no céu de Hiroshima. Era a primeira bomba nuclear a explodir com fins militares. Rapidamente, num raio de 3km a partir da explosão, tudo virou escombros. Cerca de 65 mil pessoas morreram, outras 69 mil ficaram gravemente feridas e vieram a morrer de câncer e leucemia. Com esse feito militar, os Estados Unidos pretenderam:

a) inaugurar a era da ciência nuclear.

b) terminar com as pretensões imperialistas japonesas e alertar sobre as ambições expansionistas dos soviéticos.

c) deter o avanço britânico e francês na Ásia.

d) zelar pela paz mundial e assegurar a autodeterminação das nações.

e) recuperar a economia mundial destroçada pela Segunda Guerra Mundial.

 Você consegue resolver estes exercícios? Então resolva e coloque um comentário no post, logo abaixo, explicando o seu raciocínio e apontando a alternativa correta para cada questão. Quem compartilha a resolução de um exercício ganha em dobro: ensina e aprende ao mesmo tempo. Ensinar é uma das melhores formas de aprender!