Citosol, citoplasma e citoesqueleto: o que são e quais suas funções

Citosol, matriz citoplasmática ou hialoplasma corresponde à parte líquida do citoplasma. Já o citoesqueleto é uma rede de filamentos proteicos localizados no citosol.

Apesar de possuírem nomes parecidos, o citoplasma e o citosol não são a mesma coisa. O citoplasma celular é a região localizada entre a membrana plasmática e o núcleo. Diferentemente do que acreditava-se antigamente, o citoplasma não é homogêneo. Pelo contrário, é composto por estruturas que podem ser diferenciadas com auxílio da microscopia.

O que é citosol e citoplasma

A composição citoplasmática dá-se pelo conjunto de: citosol, citoesqueleto e organelas citoplasmáticas. Essa composição é variável dependendo do tipo de célula (bactéria, fungo, planta, animal). Portanto, o citosol está localizado no citoplasma.

O citosol corresponde à parte líquida do citoplasma, sendo chamada, também, de matriz citoplasmática ou hialoplasma. É composto por água, íons, glicose, ácidos nucleicos, aminoácidos, proteínas dissolvidas, além de lipídios.

Qual é a função do citosol

O citosol é o local onde estão localizadas as moléculas e organelas celulares. Também é onde ocorrem várias reações químicas que fazem parte do metabolismo celular. É ali, por exemplo, que acontece a glicólise, primeira etapa da respiração celular. Além disso, o citosol armazena substâncias que servem como reserva para a sobrevivência das células animais.

Estrutura do citosol

A composição do citosol faz com que ele possua uma consistência coloidal, ou seja, gelatinosa. No entanto, dependendo da região em que se encontra, ele pode apresentar diferentes estados. Na região periférica do citoplasma, próxima à membrana, a consistência é mais densa (estado gel). Já no centro, a consistência é mais líquida (estado sol).

Além disso, podem ocorrer mudanças de estado de gel para sólido e vice-versa. Essa transformação de consistência é chamada de tixotropismo.Imagem de uma célula - citosolEsquema de uma célula eucariótica apontando a localização do citosol e do citoesqueleto.

As Organelas Citoplasmáticas

Como você já percebeu que as Organelas Celulares da têm tudo a ver com o que acontece nos processos que ocorrem tanto no interior das células quanto naqueles que realizam trocas passivas ou ativas através da Membrana Plasmática. Veja um resumo sobre as Organelas antes de seguir neste resumo geral:

Gostou do resumo com a professora Juliana Evelyn Santos? Têm mais aulas com ela no canal do Curso Enem Gratuito.

O que é citoesqueleto

O citoesqueleto é uma estrutura composta por uma complexa rede tridimensional de filamentos proteicos interligados que estão localizados no citosol. Eles são os responsáveis pela forma e pela sustentação das células.

Por isso o citoesqueleto possui 3 diferentes tipos de filamentos proteicos: microtúbulos, microfilamentos e filamentos intermediários. Em seguida, aprenda mais sobre cada um deles.Filamentos proteicos - citosolDiferentes tipos de filamentos proteicos.

Microtúbulos

Os microtúbulos formam uma rede de estruturas proteicas que fazem a sustentação da célula e organelas e permitem seu movimento. Além disso, são responsáveis pela formação de centríolos, cílios e flagelos. Esse tipo de filamento possui estruturas cilíndricas e rígidas, formadas por uma proteína chamada tubulina.

Os microtúbulos estão presentes apenas em células eucariontes, ou seja, não aparecem em células do reino Monera.

Microfilamentos

Os microfilamentos são formados pela proteína globular actina, que apresenta a capacidade de contração e relaxamento. Juntamente com a miosina, formam os principais componentes contráteis das células musculares. Por isso é que os músculos são órgãos especializados em contração e relaxamento.

As funções dos microfilamentos são modificar a forma da célula e movimentar suas estruturas celulares.

Filamentos intermediários

Os filamentos intermediários são formados por queratina, fazendo o ancoramento de estruturas celulares. Eles estão presentes em células epiteliais e seus derivados, como unhas e cabelo. Por fim, a função dos filamentos intermediários é conferir força mecânica às células e participar de suas junções.

O citoesqueleto na divisão celular e o anel contrátil

O funcionamento do citoesqueleto pode ser visualizado durante a divisão celular. Por exemplo: no fim do processo de mitose, quando o citoplasma separa-se, seguido da membrana, ocorre a formação de um anel contrátil. Esse anel é formado por actina e miosina, que contraem-se para separar as células. O fuso de divisão celular é formado por tubulina, e sua formação é orientada pelo centríolo (organela).

Anel contrátil - citosol
Imagem da fase da mitose em que acontece a formação do anel contrátil.

Citoesqueleto e os movimentos celulares

Antes de encerrar a nossa aula, vamos ver mais um elemento associado ao citosol: os movimentos celulares. Eles fazem a distribuição de organelas e substâncias, auxiliando as reações metabólicas. Podem ser dos seguintes tipos: browniano, ciclose e amebóide.

Movimento browniano

Esse é um movimento aleatório causado pela mudança do estado gel para sol, e sol para gel (tixotropismo) do citosol.

Ciclose

A ciclose é um movimento gerado pela movimentação dos microfilamentos, permitindo que organelas circulem ao longo da célula. Assim, a ciclose possibilita uma melhor distribuição das organelas.

Esse movimento celular é observado com facilidade em células vegetais, pois apresentam estruturas coloridas em seu interior (cloroplastos), mas também ocorre em células animais.

Amebóide

O movimento amebóide ocorre em função da mudança do citosol de gel para sol, além do movimento dos microfilamentos. No movimento amebóide o deslocamento ocorre pela emissão de estruturas chamadas pseudópodos (do grego pseudés = falso; poús = pés).

Esse movimento está presente em protozoários sarcodíneos, como a ameba, com função de movimentação e nutrição. Além disso, os leucócitos, responsáveis pela defesa do organismo, fazem esse movimento para destruir partículas (vírus, bactérias) que possam comprometer o indivíduo

Pseudópodes - citosol
Esquema representando os pseudópodes

Por fim, saiba mais sobre citosol e citoesqueleto nesta aula do canal do Jubilut. Em seguida, revise o que você aprendeu respondendo aos nossos exercícios!

Exercícios sobre citosol

Para finalizar seus estudos, veja como o citosol aparece no Enem e nos vestibulares:

1- (ENEM/2019)

A ação de uma nova droga antitumoral sobre o citoesqueleto foi investigada. O pesquisador comparou o efeito da droga na velocidade de deslocamento celular e na integridade de filamentos do córtex celular e de flagelos, conforme apresentado na figura.

Exercício sobre citosol

O pesquisador concluiu que a droga age sobre os

a) microtúbulos apenas.

b) filamentos de actina apenas.

c) filamentos intermediários apenas.

d) filamentos de actina e microtúbulos.

e) filamentos de actina e filamentos intermediários.

2 – (PUC RS/2017)

Sobre o citoesqueleto, é correto afirmar que

a) está presente em células procarióticas e eucarióticas.

b) está relacionado à ciclose, contínuo movimento de organelas e substâncias no citosol, envolvendo proteínas como actina e miosina.

c) organiza a estrutura interna celular, mas não define a forma da célula.

d) o movimento ameboide de algumas células independe de suas adaptações.

e) os microfilamentos de actina que o compõem se originam dos centrossomos, também chamados de centro de organização celular.

3- (Fac. Santo Agostinho BA/2018)

O citoesqueleto é uma estrutura celular, espécie de rede, composta por um conjunto de três tipos diferentes de filamentos proteicos. O esquema abaixo mostra esses três filamentos. Observe-o.

 

Exercício sobre citosol

Considerando o assunto abordado e a figura apresentada, analise as alternativas abaixo e assinale a que apresenta uma função de II.

a) Movimentos dos cílios e flagelos.

b) Migração dos cromossomos na divisão celular.

c) Manutenção das organelas e do núcleo em seus lugares.

d) Sustentação para a membrana plasmática.

Gabarito

  1. B
  2. B
  3. C