Faltam:
para o Resultado do ENEM

Domine os pontos críticos da concordância verbal na Redação Enem

Cuidado com a concordância verbal! Ela tira muitos pontos de sua redação nos vestibulares e Enem. Então, domine-a com as dicas abaixo e aproveite as vídeo-aulas selecionadas para mandar bem na Redação.

Regra geral da Concordância Verbal: o verbo tem que concordar com o sujeito em pessoa e número.

Essa é apenas uma ideia geral, já que existem outras possibilidades de concordância verbal. Para identificar o sujeito, localize o verbo e, em seguida, o sujeito. É muito fácil errar sem perceber. Por exemplo, esta frase: ‘O valor das mensalidades de todos os cursos subiram’ contém um erro muito comum.  Veja abaixo as situações mais importantes da concordância verbal.

Fique atento às situações especiais:

1. Concordância com o núcleo do sujeito: “O valor das mensalidades de todos os cursos subiu.” Nessa frase só há essa possibilidade de concordância.

2. Concordância com expressões partitivas: A maioria, a maior parte, e expressões do mesmo gênero: “A maioria recebeu o documento.” Embora a palavra maioria represente plural, leva o verbo para o singular; porém, se houver um determinante no plural, o verbo pode ficar no singular ou no plural:  “A maioria dos funcionários recebeu / receberam o documento.”

3. Concordância com o verbo haver: Quando o verbo haver é usado no sentido existir ou ocorrer é impessoal, ou seja, não tem pessoa com a qual deva concordar (sujeito), portanto deve ficar sempre na 3ª pessoa do singular, independentemente do tempo ou do modo do verbo “Se houver manifestações, o comércio não abrirá.” “Havia diversas possibilidades de investimentos.” Caso haja verbo auxiliar, também não haverá concordância “Deve haver formas de se resolver esse problema.”

Dica 1 – Veja aqui outro cuidado importante que você deve ter com a sua redação https://blogdoenem.com.br/redacao-pronomes/

4. Concordância na voz passiva sintética (SE): Na frase “Encontraramse soluções para o problema.” o verbo está no plural porque soluções é o sujeito. Como se pode saber isso? Simples, é só testar: Se você conseguir transformar da seguinte maneira: “Soluções para o problema foram encontradas.” (passiva sintética para analítica), é a prova de que há sujeito, e a concordância com ele é obrigatória.

Dica 2 – Veja aqui como produzir um texto coeso e coerente. coesão e coerência

5. Concordância com sujeito indeterminado (SE): Na frase “Tratase de problemas sem solução.” O verbo deve ficar no singular porque problemas não é sujeito. Observe que o termo é introduzido pela preposição de (quem trata, trata de algo), portanto soluções é objeto indireto (a frase não pode ser transformada como na voz passiva sintética). Nesse caso, o sujeito é indeterminado. Embora esteja na 3ª pessoa do singular, pode representar plural também: uma pessoa ou várias tratam.

Dicas para uma Redação Enem Nota 1000:

Quatro passos para uma Redação Enem Nota 1000
1 – A Estrutura da Redação
2 – Como fazer a Introdução da Redação
3 – Como defender um ponto de vista
4 – Três técnicas para fazer uma boa Conclusão

Aulas Gratuitas de Concordância Verbal

Agora, para complementar o nosso estudo da concordância verbal para sua redação, vale a pena assistir a dois vídeos aulas que podem ajudar a melhorar a qualidade da sua redação, as aulas abordam a concordância verbal.  O vídeo 1 trata do verbo haver e o vídeo 2 trata da partícula SE.

A – No vídeo abaixo de 7 minutos e 10 segundos, o professor João Paulo da Supremo tv fala sobre a concordância com o verbo haver.

B – Veja o p´roximo vídeo, com 9 minutos e 48 segundos. O professor Tiago Omena do CELP explica a partícula se como índice de indeterminação do sujeito e pronome apassivador.

Preste atenção, pois é conteúdo importante para sua redação.

Wilson Redação
Este post foi elaborado pelo professor Wilson Rochenbach Nunes para o Blog do Enem. Wilson é formado em Letras pela Unilassale Canoas – RS e Mestre em Linguística Aplicada pela PUCRS. Ele dá aulas de Português para concursos em cursos da Grande Florianópolis e Grande Porto Alegre desde 2002.