Posso usar gírias ou palavras científicas na redação? – Redação Enem e Vestibular

Você conhece os erros gramaticais mais cometidos na redação do Enem? Vou mostrar para você situações que geram muitas dúvidas nos alunos: as gírias e as palavras científicas.

Você já começou a se preparar para a prova de redação do Enem? Se ainda não produziu nenhum texto, não se preocupe, ainda dá tempo de treinar para alcançar a nota máxima.

Assim que você começar a produzir as primeiras redações, vai notar que os erros que o seu professor vai apontar com mais frequência são os referentes à ortografia, à gramática e à concordância verbal e nominal.

Quatro passos para a Redação Enem Nota 1000

1A Estrutura da Redação
2Como fazer a Introdução da Redação
3Como defender um ponto de vista
4Três técnicas para fazer uma boa Conclusão

Por isso que, durante as aulas de Língua Portuguesa e Redação, fala-se tanto nesses assuntos. Mas há ainda outros equívocos que são comumente encontrados nas redações do Enem e que não são tão discutidos na sala de aula. É sobre esses erros que iremos falar na aula de hoje.

Dica 1: Que tal revisar a estrutura de um texto dissertativo-argumentativo

Plebeísmo: você sabe o que é isso?

Há três conceitos da Língua Portuguesa que você não pode confundir:

1. Linguagem culta
2. Linguagem coloquial
3. Erro gramatical

Não há nada de errado em utilizar termos coloquiais na sua redação, como “a gente foi”. Assim como está correto optar pela forma mais culta “nós fomos”. Agora, o que você não pode escrever na sua redação do Enem é “a gente fomos” – isso é um erro. Assim como é errado dizer “a turma foram”, “o pessoal vieram” e o “nós foi”. Deu para perceber a diferença?

O mesmo ocorre com as gírias, também chamadas de plebeísmo. São termos que tiram a atenção do leitor e a credibilidade dos seus argumentos. Por isso, toda vez que você escrever uma gíria em sua redação, será descontado.

Dica 2: você tem muitas dúvidas na hora de utilizar os sinais de pontuação? Entenda como usar a vírgula corretamente.

Cuidado com termos muito formais

Outro erro bastante comum é escrever palavras rebuscadas demais para surpreender a banca. O máximo que você vai conseguir utilizando esse tipo de termologia é causar um ruído no seu texto.

Esteja atento também na hora de escrever o que chamamos de “estrangeirismos”. Em vez de escrever “tomaram um drink na noite anterior”, melhor seria dizer “tomaram um drinque”.

Dica 3: veja como evitar os vícios de linguagem mais comuns: http://blogdoEnem.com.br/redacao-vicios-linguagem/

Redação Enem - Usar gírias e palavras científicas

Posso usar termos científicos na redação do Enem?

Tome bastante cuidado ao escrever termos científicos. Preste atenção se o termo é realmente necessário e se ele se encaixa na argumentação geral. Esse erro acarreta em perda de pontuação em ao menos uma das cinco competências analisadas no exame de redação do Enem.

Portanto, tente não usar termos científicos. Encontre outra palavra que possa substituí-lo. Se ainda assim, você preferir usar uma palavra científica, certifique-se de usou o termo correto e que ele condiz com o restante do texto.

Se o tema da redação for “aborto”, por exemplo, tome cuidado para não escrever frases como: “nos casos de Neoplasia Trofoblástica Gestacional, o aborto é uma recurso que ajuda a mulher”. O ideal seria dizer: “nos casos de gravidez molar, o aborto é uma recurso que ajuda a mulher”. E não deixe de explicar o significado de “gravidez molar”.

Não se esqueça de que a principal proposta da redação do Enem é estabelecer uma comunicação com o leitor de forma clara e direta. Qualquer termo que desvie a atenção dele será visto como um ruído.

Dica 4: : entenda como as redações do Enem são corrigidas: http://blogdoEnem.com.br/corrigem-redacoes-Enem-vestibular/

Quer saber quais os outros erros comuns na redação do Enem e como evitá-los? Assista à videoaula da professora Viviane Schitz. O vídeo tem 13min48 e está disponível no canal aberto do Youtube:

Este post foi escrito por Victor Barreto. Ele é jornalista e mora em São Paulo. Foi professor de inglês em diversas escolas e trabalhou como assistente editorial. Atualmente, realiza traduções, dá aulas particulares de inglês e atua como redator online. Twitter: @victor_toscano