Análise do tema da redação Enem 2018

Confira a análise do tema da redação Enem 2018 e veja se você mandou bem no primeiro dia de prova

A professora de português e de redação do Blog do Enem e do Curso Enem Gratuito, Jéssica Forini, comentou sobre a redação do Enem 2018 que teve como tema: “Manipulação do usuário pelo controle de dados na internet”.

Ao ler o Tema da Redação Enem 2018, provavelmente focamos a atenção à primeira parte da frase “manipulação do comportamento do usuário” e já pensamos nas Fake News, o que pode nos levar a um tangenciamento do que foi proposto. Precisamos, então, nos atentar a outras palavras – chave: “controle de dados na internet” e também aos textos motivadores. Esse aspecto nos direciona ao uso de dados do usuário e aqueles por ele compartilhados.

Como o tema apresenta-se de forma global, trabalhar a “manipulação do comportamento do usuário” de forma político partidária e não como fenômeno cultural e educacional já seria o primeiro equívoco, o que levaria a uma abordagem parcial e limitada. Nesse sentido, é interessante citar o pesquisador de mídias Marshal McLuhan, que já na década de 60 afirmava “o meio é a mensagem”.

Não é segredo que cada tipo de mídia possui sua forma de comunicação específica e grupo cativo; assim,  mesmo o ciberespaço dominado por uma circunferência sem limites e com inúmeros centros, como já dizia Pierre Levy, possui determinados padrões na sua selva cibernética. Um deles é o uso de algorítimos presentes em diversas redes sociais. Por meio deles, é possível observar que não apenas o comportamento do usuário é alvo de controle e manipulação, como também os dados pessoais e compartilhados. Isso gera um cenário antagônico de bolhas culturais e exposição da privacidade de usuários, o que ocasiona acesso limitado à informação e inúmeros casos de discriminação de minorias e assédio moral.

Nesse sentido, ao abordar as medidas de intervenção, é interessante trabalhar o Marco Civil da Internet, o qual salvaguarda os Direitos Humanos no âmbito virtual. Desse modo, considerar tanto os usuários da rede quanto as empresas online como agentes de mudança cultural é uma forma de trabalhar ações condizentes à convivência online ética e crítica.

tema da redacao Enem 2018
Candidatos chegaram cedo no local de prova para checar a sala em que fariam o Exame. Foto: Martha Ramos

Fake news, fake tema

“Esse tema foi uma grande surpresa porque, além de abordar algo paralelo a uma questão que se apostava, no caso, as fake news, a proposta de redação trouxe uma questão que não era específica do Brasil”, analisou a professora de Redação do Curso Enem Gratuito, Daniela Garcia.

O diretor do Blog do Enem, professor João Vianney, avaliou que não deve ter sido difícil para os candidatos elaborar o texto dissertativo-argumentativo para este tema da Redação Enem 2018 porque é um assunto corrente, muito comentado na mídia nos últimos anos.

Para Vianney, que é psicólogo, o tema apresenta controvérsias que os candidatos podem explorar para estabelecer o Ponto de Vista (a Tese), os Argumentos, e chegar à uma Proposta de Intervenção. Há pesquisas científicas desde a década de 1960 mostrando que os meios de comunicação de massa não conseguem estabelecer uma hegemonia por sobre o pensamento da sociedade em regime democrático.

Mesmo com tentativas já registradas de manipulação dos usuários os resultados não confirmaram as teorias hipodérmicas, de que bastaria uma indução intensiva do tipo ‘coma pipoca’ nas telas do cinema para que tal comportamento ocorresse. Este experimento, inclusive, deve ser uma citação corrente, pois está na base do Tema da Redação Enem 2018, porém com ênfase para 60 anos atrás.

Agora, nos tempos da Internet e das Redes Sociais emerge um outro fenômeno que é o da formação de grupos ou tribos por afinidade identitária ou ideológica, e que passam a se realimentar de mensagens que reforçam suas convicções e que detratam as pessoas (ou ideias e comportamentos) que não estão vinculadas a este grupo original.

Ou seja, para Vianney, uma fakenews tem efeito limitado ao grupo de afinidade ao propósito que ela defende ou ataca, e não tem o poder de influenciar a sociedade em caráter prolongado quando em regime de liberdade de expressão e de múltiplos canais existentes.