Função do Advérbio – Resumo com Simulado Enem Gramática

Hora de recuperar o tema dos advérbios para mandar bem na Redação do Enem e nas questões de Interpretação de Textos. Os Adjetivos são conhecidos como modificadores ou ampliadores de sentido das estruturas. Veja o resumo e depois teste seu nível no Simulado.

O advérbio é a palavra que modifica o verbo, exprimindo determinada circunstância (tempo, modo, intensidade etc). Eles podem modificar adjetivos e também outro advérbio.

Frequentemente o advérbio não é representado por uma única palavra, mas por um conjunto de palavras. A esse conjunto é dado o nome de locução adverbial. As locuções adverbiais se formam por preposição mais substantivo, preposição mais adjetivo e preposição mais advérbio.

Por exemplo: às vezes, às duas, de repente, em princípio, por acaso, sem pressa, de modo nenhum, de maneira alguma, de uma vez por todas, aos trancos e barrancos, de quando em quando… algumas vezes, muitas vezes, certa vez, um dia, dentro em pouco, via de regra, dia a dia, pouco a pouco, frente a frente, etc.advérbios

Os advérbios e as locuções adverbiais são classificados segundo suas circunstâncias. A gramática apresenta apenas sete circunstâncias adverbiais: afirmação, negação, modo, tempo, lugar, dúvida e intensidade.

No entanto, existem (algumas) outras circunstâncias, como causa, concessão, conformidade, finalidade, condição, meio, instrumento, assunto, companhia, preço, quantidade, referência, ordem, medida, peso, matéria, proporção, reciprocidade, substituição, favor, exclusão, inclusão, consequência/conclusão.

Estas circunstâncias são expressas, geralmente, por locuções adverbiais.

Vamos conhecer alguns advérbios e locuções adverbiais?

  • Afirmação: sim, decerto, certo, mesmo, deveras…
  • Locuções adverbiais: com efeito, sem dúvida (alguma), com certeza, na realidade, de
    fato, por certo.
  • Terminados em -mente: certamente, positivamente, fatalmente, indubitavelmente, efetivamente, incontestavelmente, indiscutivelmente, verdadeiramente, realmente, seguramente.

 

  • Negação: não, tampouco (= também não; carrega uma ideia de inclusão + negação), nem, sequer.
  • Locuções adverbiais: de modo algum, de maneira alguma, de forma alguma, de modo nenhum, por nada, de nada, em hipótese alguma…
  • Terminados em -mente: absolutamente.

 

  • Tempo: afinal, agora, amanhã, amiúde (frequentemente), antes, ontem, cedo, depois, enfim, entrementes (enquanto isso), hoje, jamais, nunca, sempre, outrora (em tempos passados), tarde, já, mais, doravante (de agora em diante), logo, embora, quando, anteontem, breve, então.
  • Locuções adverbiais: ao vivo, à noite, à tarde, de dia, de manhã, pela madrugada, em breve, de tempos em tempos, de vez em quando, um dia, certa vez, esta semana, no entretanto.
  • Terminados em -mente: atualmente, constantemente, imediatamente, provisoriamente, sucessivamente, eventualmente, concomitantemente, esporadicamente, oportunamente, terminantemente (= de vez), normalmente/geralmente (frequência), temporariamente, provisoriamente, transitoriamente, semestralmente, bimestralmente, semanalmente, finalmente.

 

  • Lugar: aqui, cá, ali, aí, lá, acolá, abaixo, acima, adentro, adiante, avante, afora, além, aquém, algures (em algum lugar), alhures (em outro lugar), nenhures (em nenhum lugar), atrás, fora, dentro, embaixo, longe, perto, detrás, defronte.
  • Locuções Adverbiais: em domicílio (com verbos ou nomes estáticos), a domicílio (com verbos ou nomes dinâmicos), de longe, de perto, por detrás, por perto, à direita, à esquerda, ao lado, de dentro, à distância.
  • Terminados em -mente: externamente, internamente, interiormente, proximamente, lateralmente.

 

  • Dúvida: acaso, porventura, talvez, quiçá.
  • Locuções adverbiais: por ventura, por acaso (Celso Cunha coloca ‘por acaso’ entre as de modo).
  • Terminados em -mente: possivelmente, provavelmente, supostamente…

 

  • Intensidade: assaz, bastante, demais, mais, meio, todo, menos, nada, muito, tão, tanto, quanto, quão, quase, algo, pouco, sobremodo, sobremaneira, que, como.
  • Locuções adverbiais: de todo, de muito, de pouco, em excesso, por completo.
  • Terminados em -mente: demasiadamente, completamente, totalmente, extremamente, altamente, obviamente, absolutamente (a maioria dos advérbios modificadores de outros advérbios e adjetivos são de intensidade).

 

  • Advérbios interrogativos: onde, como, quando e quanto.
  • Variação em Grau – Apesar do advérbio ser classificado como palavra invariável, certos advérbios admitem variação de grau, mas não variam em gênero e número. São dois tipos: o comparativo e o superlativo.

 

  • O comparativo pode ser de:
  • • Igualdade: Ele chegou tão cedo quanto o colega.
    • Superioridade: Ele chegou mais cedo que (do) o colega.
    • Inferioridade: Aquela menina escreve menos depressa (do) que eu.

 

O grau superlativo pode ser apenas absoluto (sintético ou analítico):

  • • Sintético: a alteração de grau é feita pelo acréscimo de um sufixo ao advérbio (uso de sufixo -íssimo ou -issimamente):
  • Ex.: Ele estava muitíssimo bêbado. / Ele acordou apressadissimamente.
  • • Analítico: a alteração de grau é feita com o auxílio de outro advérbio, no caso, um advérbio de intensidade (uso de advérbio de intensidade modificando outro advérbio, sem sufixo):
  • Ex.: Cheguei muito cedo. / Ela corre bem mal.

 

Emprego dos advérbios:

1 – Quando se coordenam vários advérbios terminados em -mente, pode usar esse apenas no último advérbio.

2 – Antes de particípios não se devem usar as formas irregulares do comparativo de superioridade (melhor, pior) não se devem usar as formas irregulares do comparativo de superioridade (melhor, pior), e sim as formas analíticas (mais bem, mais mal).

3 – Na linguagem popular, costumamos usar o sufixo diminutivo (-inho) para dar valor superlativo, ou seja, para dizer que algo está maior ou mais próximo. Ex.: Ele chegou cedinho. (no sentido de muito cedo).

4 – Ainda na linguagem popular, repetimos o advérbio para intensificar algo dito na frase, por exemplo: Parto logo, logo.

Gostou da revisão? Agora, é hora de fazer o Simulado Enem dos Advérbios

 

Função do Advérbio – Simulado

.

.
======

Veja aqui aulões gratuitos de Gramática:

Escolha mais um Simulado Enem para fazer agora

Mandar bem no Enem é tudo de bom. Depois destas provas sobre Biomas Brasileiros, faça mais um Simulado Enem para testar seus conhecimentos e ver as aulas de revisão das questões que você errar. Escolha na tabela  no final do post a matéria que você quer revisar agora. Com os testes do Simulado você corrige as suas falhas e aumenta suas chances no próximo Exame Nacional do Ensino Médio.

Notas de Corte do Enem

É a sua nota que garante o futuro na universidade. Para entrar nos cursos mais puxados como Medicina e Engenharia Aeronáutica é preciso fazer acima de 750 a 780 pontos, pelo menos. Nas universidades mais concorridas Notas de Corte do Enem para estes cursos passam de 800 pontos.

Nas Engenharias, no Direito, e para Psicologia e Odonto é preciso fazer mais de 700 pontos na maioria das instituições. O Simulado Enem ajuda você a chegar lá. Veja aqui todas as Notas de Corte do Enem. 

queda livre - notas de corte enem

Curso Enem Gratuito

Junto com esta coleção de provas do Simulado Enem Online a equipe de professores do Blog criou também um acervo completo de aulas e exercícios gratuitos de todas as matérias que caem nas provas objetivas e também na Redação do Enem. Todas estas aulas estão agrupadas para você no Curso Enem Gratuito.

Veja as dicas de Redação e as aulas do Curso Enem Gratuito - Simulado Enem

Veja as dicas de Redação e as aulas do Curso Enem Gratuito

Você escolhe o que precisa estudar no Curso Enem Gratuito, no seu ritmo. Estudar pra valer é o caminho para fazer a diferença no seu desempenho na próxima prova do Enem. Agora, é com você.

Simulado Enem Online – Escolha a sua próxima prova:

Biologia

Filosofia

Física

Geografia

Gramática

História

Inglês

Literatura

Matemática

Química

Espanhol

Sociologia

Encceja